News

O minimalismo industrial contemporâneo cede espaço para o luxo natural e sustentável

Compartilhar

Em diversos segmentos como moda, literatura, arte, música, design e arquitetura, o clássico sempre garante espaço. Oposto ao que é antigo e ultrapassado, o atemporal vem repaginado e volta a encantar o público ansioso pelo fim do confinamento vivido nos últimos meses. A retomada ao novo normal sugere o retorno às raízes e à essência de cada um. O luxo flerta com tendências naturais, aproxima-se da natureza e desfruta conscientemente de suas matérias-primas originais: linho, juta, sisal, bambu, palha, madeiras nativas e pedras. O cenário urbano e as residências nunca estiveram tão arborizados e a conexão com a natureza está mais fortalecida do que nunca. 

A Feira de Móveis de Milão e a Casa Cor Paraná 2021 corroboram a nova tendência sustentável. Os empreendimentos apresentam layouts integrados à natureza e à biofilia. O design biofílico vai muito além de estilo ou gosto pessoal.  Elementos da natureza como luz natural, vegetação, uso e reaproveitamento de matérias-primas e fibras naturais, e formas orgânicas integrados aos espaços construídos visam promover sensação de bem-estar, relaxamento, saúde, conforto emocional e tranquilidade. A interação com o natural é bem-vinda e incentivada nesta nova fase porque, além de tudo, cria uma atmosfera aconchegante, acolhedora e segura, melhorando a saúde e a psique da pessoa. 

A temporada das experiências e do escapismo idílico

Exclusividade, conforto e sofisticação são elementos intrínsecos ao mercado imobiliário de luxo. A temporada que está por vir aproxima as pessoas das suas raízes e bem-estar, oferecendo uma experiência inédita ao transformar o conceito de “morar bem”. O movimento do escapismo valoriza e impulsiona a desconexão da rotina acelerada e estimula o reencontro com a harmonia interior, natureza e relaxamento. As novas tendências aproximam o homem da natureza e do orgânico, ao mesmo tempo que habitam as casas contemporâneas e promovem experiências de estar e ser consciente. 

DNA natural com originalidade em casa

A aplicabilidade da tendência naturalista orgânica na decoração de casa requer alguns cuidados para garantir um ambiente interessante, aconchegante e fresco, sem sobrecarregar os espaços com muitas informações. As arquitetas do grupo prepararam algumas dicas: 

  • Selecionar mobiliários feitos em fibras naturais como juta, vime ou linho. Esses materiais são excelentes opções para “vestir” itens da casa. 
  • Optar por mobiliários feitos ou revestidos em madeira que cumprem sua funcionalidade e ainda decoram os espaços. Troncos de madeira também são tendência para decoração do interior e exterior das residências. Um tronco de madeira pode funcionar como bandeja ou até um centro de mesa. 
  • As plantas, por excelência, são o maior elemento natural para usar na decoração. Incluir verde em casa dará vida e cor aos espaços. 
  • Para adotar a tendência naturalista, sugere-se incluir elementos sustentáveis e artesanais na decoração de casa. 
  • Por fim, não esqueça das cores. Tons crus, amadeirados e claros, como o nude, areia, bege e até o branco servem para trazer leveza, aconchego e tranquilidade ao ambiente. 

Fonte: Central Press

Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »