Tecnologia

Cientistas desenvolvem sistema de avaliação de contaminação radioativa em situações de emergência

Compartilhar

O desenvolvimento de um sistema confiável de avaliação de impacto radiológico (contaminação ambiental e humana por material radioativo) para situações de emergência, como acidentes e liberações para o meio ambiente em usinas nucleares, é tema de uma pesquisa do Departamento de Proteção Radiológica Ambiental do Instituto de Radioproteção e Dosimetria, realizada com apoio da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Neste trabalho foi desenvolvido um sistema para avaliação de dose para a população em decorrência de acidentes nucleares ou radiológicos, como uma ferramenta para o processo de tomada de decisão.

O sistema de avaliação possui bancos de dados que contém a descrição do decaimento radioativo (taxa de diminuição da atividade dos radionuclídeos, isto é, dos átomos radioativos, no decorrer do tempo) de diversos elementos, os tipos de radiação emitidas e suas energias.Os dados também incluem os fatores de conversão de dose (ou seja, fatores que transformam a contaminação em dose de radiação) em diferentes ambientes e com diferentes radionuclídeos.

A partir destes dados básicos os pesquisadores desenvolveram diversos modelos de previsão do comportamento ambiental dos radionuclídeos a curto, médio e longo prazos, para ambientes rurais e urbanos.

O sistema é flexível o bastante para simular a exposição de seres humanos devida a pequenos acidentes envolvendo fontes individuais até acidentes nucleares de larga escala, com fontes de radiação mais complexas para o meio ambiente.

O modelo está construído de forma a permitir a avaliação instantânea da exposição (ou seja, permitindo velocidade na avaliação). Outra possibilidade oferecida por este sistema de avaliação é fazer a previsão da exposição futura com base na simulação do comportamento dos radionuclídeos no meio ambiente e nas vias de exposição potenciais para o público, levando em consideração o tipo de ambiente contaminado e a faixa etária das pessoas expostas.

O sistema possibilita estas previsões a partir de dados de entrada quer variam conforme a fonte de contaminação, as informações sobre concentração de atividade no meio ambiente a partir de modelos de dispersão, ou as medidas ambientais, que incluem sistemas de monitoração on line, levantamentos ambientais, medidas diretas utilizando espectrometria gama (medição de radiação gama) in situ (no local) ou análise de amostras ambientais.

As saídas (isto é, os resultados) da aplicação do modelo são estimativas das doses de radiação que podem atingir membros do público em função do caminho de exposição, do tempo após a contaminação e da faixa etária, para diferentes grupos populacionais e diferentes tipos de uso do ambiente.

O sistema pesquisado também fornece também valores para as taxas de radiação no ar e concentração de atividade em diferentes compartimentos ambientais como solo e alimentos.

Finalmente o sistema inclui uma simulação da aplicação de medidas protetoras, de forma a subsidiar o processo de decisão em relação à adoção destas medidas.

O modelo de avaliação de impacto desenvolvido pelos cientistas permite uma previsão mais acurada, cientificamente fundamentada, e mais rápida, das conseqüências de contaminações radioativas em diferentes circunstancias ambientais e humanas.

Por conseqüência o modelo pode subsidiar a tomada de decisão pelos responsáveis pela implementação das medidas de radioproteção, indicando, com maior velocidade (o que, em casos de emergência é, um fator de alta prioridade) quais as opções mais adequadas e eficazes. De um ponto de vista geral, reforça o sistema de prevenção radiológica nacional e fornece maior segurança para operadores de sistemas e equipamentos que utilizam fontes radioativas, instalações nucleares e as populações circunstantes.

Pesquisador(es) Responsável(eis)

Luiz Fernando ContiInstituição(ões)

Instituto de Radioproteção e Dosimetria – IRD/CNEN

Fonte: https://canalciencia.ibict.br

Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »