Esportes

O chefe da McLaren, Brown, diz que as equipes devem se afastar da “governança”

Compartilhar

O CEO da McLaren, Zak Brown, acredita que as equipes de Fórmula 1 devem desempenhar um papel menor na governança do campeonato daqui para frente.

A Fórmula 1 e a FIA se reúnem regularmente com as equipes para discutir os regulamentos atuais e futuros e isso é visto como uma abordagem colaborativa.

Após os eventos do GP de Abu Dhabi, que encerra a temporada, onde Max Verstappen conquistou o título mundial na última volta de Lewis Hamilton, a FIA abriu uma consulta onde discutirá essa corrida e outros assuntos.

Brown acredita que a corrida no circuito de Yas Marina foi um exemplo de 2021 de por que algo precisa mudar em relação à opinião das equipes sobre as regras.

“Sim, as equipes devem ser consultadas e suas perspectivas informadas consideradas, principalmente em questões estratégicas de longo prazo”, disse Brown no site oficial da McLaren.

“Mas às vezes parece que o esporte é governado por certas equipes. Não esqueçamos que nós, as equipes, contribuímos para as inconsistências no policiamento dos regulamentos tanto quanto qualquer um”.

Fazendo referência às mensagens transmitidas publicamente do chefe da Red Bull, Christian Horner, e do chefe da Mercedes, Toto Wolff, ao diretor de corridas da FIA F1, Michael Masi, Brown acrescentou: “Foram as equipes que pressionaram para evitar terminar corridas sob um Safety Car a todo custo”.

“São as equipes que votaram em muitos dos regulamentos que reclamaram. São as equipes que estão usando a transmissão de mensagens de rádio para o diretor da corrida para tentar influenciar as penalidades e os resultados da corrida, a ponto de um chefe de equipe super animado jogar para a galera e pressionar os fiscais da corrida”.

“Isso não tem sido edificante para a F1. Às vezes parece mais uma audição de pantomima do que o auge de um esporte global”.

“Estou confiante de que veremos um aumento na liderança da FIA e da F1 e que, coletivamente, como guardiões do esporte, nos concentraremos em evoluir o esporte e não fugir da responsabilidade quando se trata de decisões difíceis”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »