Opinião

Por que BBB ainda faz tanto sucesso?

Compartilhar

Se você é um consumidor de programas de televisão, provavelmente você já se pegou assistindo algum reality show, e um dos principais responsáveis por essa ascensão é o Big Brother Brasil.

Hoje, basta abrir um Streaming para encontrar reality shows sobre os assuntos mais inusitados possíveis, e por mais que os reality shows sejam roteirizados e muitos dos acontecimentos dependam do desejo dos produtores, não há como negar que as pessoas acabam mostrando nesses programas o máximo de sua vulnerabilidade, atraindo a atenção do público.

Qual a explicação científica e psicológica para gostarmos de reality shows?

De acordo com um artigo publicado no Psychology Today, existe uma relação bastante direta entre assistir a um reality show e o voyeurismo. O termo, significa uma “desordem sexual que consiste na observação de uma pessoa no ato de se despir”, ou ainda a “curiosidade mórbida com relação ao que é privativo, privado ou íntimo”.

O artigo cita ainda uma pesquisa chamada I Am What I Watch: Voyeurism, Sensation Seeking, and Television Viewing Patterns (Eu sou o que eu assisto: voyeurismo, busca de sensações e padrões de televisão), de Zhanna Bagdasarov, que descobriu que as pessoas com classificações altas de voyeurismo são as que preferem assistir reality shows a outros programas.

E ainda de acordo com outra pesquisa de Lemi Baruh, chamada Mediated Voyeurism and the Guilty Pleasure of Consuming Reality Television (Voyeurismo mediado e o prazer culposo de consumir reality shows), assistir a reality shows é uma forma segura e acessível de ter acesso à experiências e informações que, de outra forma, seriam ilegais e inacessíveis.

Porém, assistir a reality shows não significa, necessariamente, que uma pessoa seja adepta do voyeurismo, que em sua maioria envolve a questão sexual. Indivíduos que possuem baixos níveis de interação pessoal e mobilidade são mais propensos a assistir aos programas também para compensar a necessidade de companhia.

Enfim, nunca saberemos quais as fórmulas exatas para o sucesso, mesmo quando os programas se desgastam. O que podemos colocar em questão é sobre qual a relevância cultural de assistir a um programa em que todos os participantes se colocam em uma situação de “experimento social”, para divertir uma parcela da população que gosta de espiar nos outros os seus próprios defeitos.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Milah Honorato

Sou estudante de história, adoro música, séries, filmes, reflexões, poesia e Fórmula 1. Quero contribuir com questionamentos e opiniões pertinentes aos temas citados acima, sempre com um olhar crítico, trazendo a visão de espectadora não técnica, mas muito observadora.
Botão Voltar ao topo
Translate »