NewsOpinião

O que importa? É a saúde do Brasileiro? Ou a oposição voltar ao poder?

Compartilhar

O Relato que faço neste meu texto foi vivenciado nos últimos 15 dias são fatos ocorrido, e que nos espanta em demasia visto a forma como os governos municipais e estaduais estão tratando esta praga, liberta em 2019 sobre o mundo e que já levou milhões ao óbito, mas, claro que em 2020, muitos morreram de outros males, mas como COVID era a bola da vez e tinham de forçar a barra para culpar o governo federal em época de campanha eleitora municipal, morte por atropelamento era dada como COVID.

Estamos em 2022, ano eleitoral, com eleição Presidencial, Governos estaduais, deputados Estaduais e Federais, o tal um terço “Biônico” do Senado, que a meu ver deveria apenas mandá-los para casa e não eleger ninguém, pois a esquerda que sempre criticou os Senadores Biônicos do Governo Militar, quando em 1988 tiveram a oportunidade de ter “SANADO ESTE ERRO” do governo militar, mantiveram as 27 boquinhas a mais para “Mamação Geral”. Daí pensamos! Em 2021 não foi ano eleitoral… não houve queima de fogos nas praias no Réveillon, e nem o já sabido maior vetor de propagação deste então vírus chinês, mas que agora já assume ares globalistas, visto que defendes vacinas de múltiplas marcas e doses… O famigerado CARNAVAL. Porém, aí começa meus questionamentos…

Vários prefeitos conscientes do problema, já decretaram… “Carnaval Não”, medida mais que louvável, pois estão pensando em sua população, porém a grande maioria e principalmente os que são oposição ao atual governo federal não estamos vendo terem esta postura.

Começo então o relato da observação que falei acima… minha esposa tomou as três doses e teve Covid, e não foi branda, eu tome duas da AstraZeneca… estou no sexto dia de positivado e com diagnóstico de Pneumonia Viral, lembrando que fizemos e fazemos todos os procedimentos decretados pela CHiência, o  famigerado “fique em casa”, máscara, álcool gel etc.

O local onde fomos fazer o exame para verificação de Teste Rápido de Antígeno SARS-COV-2, nas três vezes que estivemos no local – eu estive uma vez com minha esposa, depois fui novamente onde positivei, e meu filho foi depois fazer o mesmo teste, observamos que eram muitas pessoas presentes, sem um protocolo de distanciamento, e o que mais nos espantou foi que no local da entrega do laudo, os que estavam com o resultado REAGENTE eram pelo menos três vezes mais do que os que resultavam NÃO REAGENTE.

Ora, será que somente neste posto está ocorrendo tal proliferação de Covid? Com certeza não, mas vemos o senhor Alcaide Mor do Condado de São Sebastião do Rio de Janeiro dizer em alto e bom tom, “Não vai haver Carnaval de Rua, mas o sambódromo está mantido… Fica a dúvida, o Alcaide fez um acordo assinado e registrado em Cartório com o CHinavirus, que nem os membros das agremiações carnavalescas e o povo das Arquibancadas estarão totalmente protegidos… Bom, retomo meu caso pessoal, na primeira vez que fui com minha esposa fazer o teste, negativei, na segunda vez, positivei, como é visto na figura abaixo.

Quem me garante que algum estrangeiro ou brasileiro mesmo, vá ao sambódromo e, como relatado e demonstrado acima, esteja negativado, mas, quando lá estiver no sambódromo, já esteja com a doença e positivado… As ações deste vírus são rápidas, mas não imediatas, quantos mil podem sair do sambódromo infectados, e na quinta feira retornando a “Vida do Brasileiro”, pois já diz o dito a décadas, “BRASIL SÓ COMEÇA DEPOIS DO CARNAVAL”, teremos um aumento absurdo do surto.

Vem então a pergunta de um milhão de dólares… Num ano eleitoral, onde a oposição está sendo montada por: um ex-presidiário que abençoou a natureza ter criado a COVID e em vídeo ter afirmado que enquanto estava preso, fazia três refeições e fora da cadeia milhares de brasileiros que não cometeram OS CRIMES QUE ELE COMETEU, e não tem o que comer; um protótipo de Coroné, da época do Coronelismo, grosso, sem educação, violento, e com um irmão que adora ser motorista de trator, atropelando manifestantes; o “Pseudo” Governador do mais importante estado da União, mas que para nada serve, pois acha que tudo é resolvido na Mídia; e chegamos ao BIOGRAFADO Judas, que agora inclusive está pensando em mudar de partido, pois o em seu lema de campanha não funcionaria no partido em que está – FUNDÃO ACIMA DE TUDO, E O MEU ACIMA DO DE TODOS.

Levando em consideração todas as questões colocadas, sem dar uma de Mãe Dinah, preparem-se para março de 2022: o Jornal Nacional terá fartura de material para atacar o atual governo, as campanhas eleitorais dos terceiras, quartas e quintas vias, o tal Primeiro lugar nas pesquisas da DATAFOICE e outras mídias vermelhas, que não põem os pés nas ruas, pois serão vaiados, OVACIONADOS (aqui é tomar ovada na cara mesmo), vão ter matéria e mais matéria para tentar desequilibrar a campanha do atual governo. Sem contar o apoio do STF com as URNAS INVIOLÁVEIS (todo sistema bancário mundial, NASA, FBI, CIA, ou outro órgão deste porte teria de usar o mesmo sistema, pois segundo Barrosão, nada invade as URNAS ELETRÔNICAS… nem os votos reais).

Fica então a pergunta final – O que importa? É a saúde do Brasileiro? Ou a oposição voltar ao poder? Para, daí, continuar a Mamação corrupta que vemos nestes anos pós governo militar.

PS: Falando de Político corrupto isso não é coisa nova não, vem desde…. o Século XVI, 1532 para era mais exato, quando foram criadas as Câmaras Municiais Coloniais e os HOMENS BONS… quero só saber, como historiador, quem foi o infeliz que deu este título à político brasileiro, provavelmente os mesmos que acham de Zumbi é herói.

Sendo assim…

Tenho dito…

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Luiz Gustavo Chrispino

Olá, sou Luiz Gustavo Chrispino Históriador, Professor de História e Geografia, Jornalista, Escritor, Conservador, Monarquista e Pró-Monarquia Parlamentar Constitucional Federalista. Membro do Conselho Curador da Fundação Cultural Palmares e Colaborador do Jornal digital Duna Press Jornal e Magazine, autor do livro de crônicas publicado nos seguintes links - eBook: https://a.co/dCmCPIa ou impressa: https://a.co/fUqe1so Normalmente, crítico as situações que nosso país vive, por acreditar que o povo sempre foi massacrado por uma casta política que sempre esteve mais interessada nos seus ganhos corruptos, que no povo em si, o que gerou a situação esquerdizante que vemos hoje nas instituições brasileiras. Gostou??? Bom!!! Não Gostou?? Fazer o que? Nem todo mundo me entende...
Botão Voltar ao topo
Translate »