News

RJ: Governo do Estado retoma territórios que receberão o ‘Cidade Integrada’

Compartilhar

Cerca de 1.300 policiais militares e civis foram mobilizados na manhã desta quarta-feira (19/01) para ações operacionais integradas em comunidades dos complexos do Jacarezinho, na Zona Norte da capital, e da Muzema, na Zona Oeste carioca. A ação das polícias Militar e Civil tem como objetivo a retomada de território nas duas áreas da cidade que sofrem influência do tráfico e de milícias, onde o governo estadual iniciará a implantação de um projeto de segurança pública aliado a intervenções urbanísticas e sociais. Concebido por uma equipe multidisciplinar, o programa Cidade Integrada será apresentado oficialmente no neste sábado (22) pelo governador Cláudio Castro.

A ação conjunta na área do Jacarezinho e adjacências teve início ao amanhecer, com o ingresso no terreno por tropas de três unidades do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar – Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), BPChq (Batalhão de Polícia de Choque) e BAC (Batalhão de Ações com Cães).

Foram mobilizadas também tropas da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) e de unidades operacionais do 1º CPA (Comando de Policiamento de Área), responsáveis pela área de parte da Zona Norte, Centro e Zona Sul. Os policiais militares da CPP atuaram no patrulhamento do entorno do Complexo do Jacarezinho e ocuparam a comunidade vizinha de Manguinhos. Equipes de unidades do 1º CPA patrulharam comunidades menores na área do Jacarezinho, como Bandeira Dois e Morar Carioca.

Pouco depois, policiais civis ingressaram na comunidade do Jacarezinho para cumprir 42 mandados de prisão contra traficantes de drogas e 13 de busca e apreensão de adolescentes. Uma aeronave da Polícia Civil também foi empregada, fazendo sobrevoos na área para dar apoio aos policiais que atuam no terreno.

No complexo da Muzema, que engloba as comunidades da Tijuquinha e do Banco, no Itanhangá, a operação teve início por volta das 10h, com a chegada policiais militares do Comando de Polícia Ambiental (CPAm) e de unidades operacionais do 2º CPA, que atuam na Zona Oeste e parte da Zona Norte, e um grande contingente de policiais civis. Na área da Muzema, que sofre influência de milícias, a operação está mais focada no combate ao comércio ilegal de gás de cozinha, crimes ambientais e construções irregulares.

Nas duas ações, a Polícia Militar empregou cerca de 800 policiais, e a Polícia Civil, em torno de 500 agentes, mobilizando equipes especiais e convencionais das duas corporações. Faz parte ainda do planejamento o emprego de veículos blindados e reforço no patrulhamento das vias expressas, especialmente as mais próximas aos complexos do Jacarezinho e da Muzema.

As duas ações estão sendo monitoradas em tempo real do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). As equipes permanecerão nas duas comunidades por tempo indeterminado. Até o momento, dois homens foram presos na Comunidade do Jacarezinho e certa quantidade de entorpecentes e material para embalo de drogas foram apreendidos. Já na Muzema, 33 suspeitos foram conduzidos às delegacias da Barra da Tijuca (16ª DP) e Recreio dos Bandeirantes (42ª DP).

Fonte: Governo do Rio de Janeiro


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »