fbpx
MundoMundo Militar

Nem Vlads, Nem Vlods!

Compartilhar

Guerra Ucrânia X Rússia

BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO

AVISO AO LEITOR: A matéria pode ser vista por todos nesta plataforma, bastando: 1) fechar as propagandas; ou, 2) baixar gratuitamente em PDF (ícone ao final do artigo). Aos nossos queridos leitores e seguidores inscritos, a veiculação de publicidade é diferenciada. Envia-nos um precioso apoiador: “Grande jornalista e pensador contemporâneo Dan Berg. Segui-lo é se nortear à realidade dos fatos, à verdade nua e crua. Satisfação em participar de seus seletos canais e grupos.” (Cel. RR PMPE Laelson Aguiar | Polícia Militar – PE)

EDIÇÃO 23/08/2022:

GEOPOLÍTICA – Fatos, verdades e documentos | As principais informações que você não verá no jornalismo midiático | Há outra terrível guerra que se alastra pelo mundo e deve ser repudiada: A guerra de narrativas: desinformação!

Volodymyr Zelensky prefere ver seu povo dizimado, rejeita paz e cessar fogo na Ucrânia

QUER SABER DE QUE LADO ESTAMOS? ESTAMOS DO LADO DA PAZ, E VOCÊ? QUEREMOS PAZ AO POVO ESLAVO, QUE SOFRE A SÉCULOS NAS MÃOS DE TIRANOS DE AMBOS OS LADOS!

Quando eu falei para um brasileiro que dentro dele dormia um gigante, deitado eternamente em berço esplêndido, e que precisava se levantar, a surpresa foi a mesma de quando falei para um caroço de laranja que dentro dele dormia um laranjal imenso.

•Δαn βεrg•
Protesto ucraniano sobre a guerra – Milhares de pessoas carregando bandeiras se deitam ao chão, representando as vítimas da guerra – Não há bandeira neonazista, apenas a oficial de honra da Ucrânia | The Kyiv Independent – Thousands of people carrying banners and Ukrainian flags lie down on the ground to represent war victims during a protest against ongoing Russian attacks on Ukraine, in front of the German Federal Assembly in Berlin, Germany on April 6.

18/08/2022 – O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky (em ucraniano: Володимир Олександрович Зеленський; transliterado aos caracteres latinos: Volodymyr Olexandrovytch Zelensky) – se recusou a conduzir qualquer negociação de paz com Moscou antes da retirada prévia das forças russas do território ucraniano.

23/08/2022 – Volodymyr Zelensky, afirma que não existirá um “Minsk 3” (explicado abaixo), em referência aos acordos internacionais para colocar fim a guerra na região do Donbass, e se colocou contra a um cessar-fogo imediato com a Rússia.

O Protocolo de Minsk ou Tratado de Minsk é um acordo assinado por representantes da Ucrânia, da Rússia, da República Popular de Donetsk (DNR), e da República Popular de Lugansk (LNR) para pôr fim à guerra no leste da Ucrânia, em 5 de setembro de 2014. O acordo foi assinado depois de prolongadas conversações em Minsk, a capital da Bielorrússia, sob os auspícios da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). O acordo, que se seguiu a várias tentativas anteriores no sentido de parar os combates em Donbass, no leste da Ucrânia, implementou um cessar-fogo imediato. No entanto, o acordo fracassou no seu objetivo de cessar grande parte dos combates na Ucrânia oriental.

O acordo nunca foi implementado completamente e fracassou em diversos pontos. A tensão cresceu e os conflitos se intensificaram com movimentações militares da OTAN e da Rússia nas fronteiras perto de Donbass, até que o presidente russo Vladimir Putin, coautor do acordo, anunciou, 22/02/2022, que o tratado estava morto.

Agora, Zelensky rejeita novo cessar-fogo com a Rússia, e prefere ver seu povo ser dizimado sob o argumento “Não jogaremos estes jogos”.

O presidente afirma que Ucrânia perderia metade do território caso conflitos parassem agora. Ou seja, em sua linguagem, prefere perder tudo.

A grande questão é que não se trata da vida dele (protegido há tempos, fazendo lives e magicamente negociando com Biden, Putin e presidentes do mundo todo), pelo contrário, é a vida do povo que está em risco e mortes diárias, ao mais perfeito refrão de Boy George “War, war is stupid” (Guerra, a guerra é estúpida).

As pessoas estão matando, violando e atacando nossas cidades civis com mísseis de cruzeiro todos os dias, elas não podem querer a paz. Eles devem primeiro deixar nossas terras… Então veremos […] não confio na Rússia.

Volodymyr Zelensky em entrevista coletiva em Lviv, oeste da Ucrânia, com seu colega turco Recep Tayyip Erdogan e o secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres.
The Kyiv Independent | British Prime Minister Boris Johnson meets Ukrainian President Volodymyr Zelensky in Kyiv

SÍNTESE:

  • Zelensky é contra cessar-fogo.
  • Ucrânia não está pronta para isso, segundo presidente ucraniano. Mas está pronta para mais mortes?
  • Zelensky afirma que negociações durariam anos e Rússia continuaria atacando. Então, prefere massacre imediado?
  • Chefe da diplomacia americana defendeu que a Criméia pertence à Ucrânia. Certo, conforme interesses. E o povo ucraniano será protegido por Biden ou Otan de que forma, objetivamente?
  • Vale a pena o preço que o mundo inteiro paga pelas sanções suicidas (homicidas) que esses chefes de Estado usam, cutucando Putin com vara curta?

No ponto atual não estamos prontos para um alto de cessar-fogo. Já explicamos que não haverá Minsk 3, nem Minsk 5, Minsk 7, etc. Não jogaremos estes jogos.

Volodymyr Zelensky, durante entrevista coletiva concedida em Kiev.

Ao ser indagado sobre o interesse da Ucrânia de encerrar a guerra antes do inverno, Zelensky garantiu que, se as hostilidades terminarem agora, o país liderado por ele perderá a metade do território.

O chefe de Estado alega que o cessar-fogo seria uma “armadilha”, já que, em seguida, as negociações durariam “anos”, para depois, novos ataques da Rússia serem realizados, na tentativa de tomada das províncias de Mykolaiv e Odessa, na costa do mar Negro.

Logo, irão querer regressar, por exemplo, para nossa capital […]. Estabilizar a situação onde as tropas estão paradas agora mesmo, para apaziguar de alguma maneira a Federação Russa, É ALGO QUE O ESTADO UCRANIANO NÃO FARÁ. Queremos conseguir muito antes do inverno.

Volodymyr Zelensky, durante entrevista coletiva concedida em Kiev (grifo nosso – ele é o Estado, não o povo democraticamente – ou será que essa decisão é do povo?).

A entrevista coletiva de Zelensky foi concedida após o segundo encontro virtual da Plataforma da Crimeia, em que participaram virtualmente chefes de governo e ministros das Relações Exteriores de países aliados da Ucrânia, para apoiar a reintegração da península.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Anthony Blinken, afirmou durante o encontro que “é preciso seguir insistindo que a Crimeia é Ucrânia, assim como Donetsk e Lugansk são Ucrânia e cada parte do território ucraniano é Ucrânia”, segundo informou a agência de notícias Ukrinform.

O chefe da diplomacia americana defendeu, além disso, que se siga aumentando a pressão sobre Moscou, “até que sejam respeitados plenamente os direitos e à soberania do povo ucraniano”. E a fatura dessas decisões são pagas por esses senhores, ou por cidadãos inocentes, em todos os países afetados, além de Ucrânia e Rússia?

QUAL A POSIÇÃO DO BRASIL NA GUERRA?

O mundo reconhece o Brasil como nação historicamente alinhada à paz.

O Brasil é o país que mais tem prestado assistência aos ucranianos, com abastecimento e auxílio diplomático de serviço aos refugiados além da Otan – Norte-americanos e aliados – e União Europeia. O governo brasileiro enviou cerca de 12 toneladas em alimentos, medicamentos e purificadores de água, além de resgate de brasileiros, mão de obra e serviços de apoio humanitário no local, junto às Forças Internacionais de Paz. As doações foram transportadas até Varsóvia, Polônia, onde ajudaram os refugiados ucranianos que chegavam ao país vizinho. O Brasil, historicamente optante pela paz, contribui há tempos para apoio humanitário de nações em guerra – Ministério da Defesa | Movimento União BR, a pedido da Agência Brasileira de Cooperação, ligada ao Itamaraty | FAB – Força Aérea Brasileira.

FAB – Força Aérea Brasileira – Ministério da Defesa – Governo do Brasil – Carga de quase 12 toneladas de víveres, entre alimentos, medicamentos, purificadores de água e serviços humanitários para necessidades básicas da Ucrânia | Brazilian Air Force official account (@DefesaGovBr)

A iniciativa é um esforço conjunto do Governo do Brasil, que, prontamente, mobilizou-se para resgatar os brasileiros e para atender à solicitação do governo Ucraniano de apoio humanitário.

Ministério da Defesa | Governo do Brasil

O Brasil se mobilizou e enviou alimentos e outras doações humanitárias para atender às necessidades mais prementes do povo ucraniano – Chancelaria brasileira.

FAB – Força Aérea Brasileira – Ministério da Defesa – Governo do Brasil – Carga de quase 12 toneladas de víveres, entre alimentos, medicamentos, purificadores de água e serviços humanitários para necessidades básicas da Ucrânia | Brazilian Air Force official account (@DefesaGovBr)

Somente países livres e soberanos têm a capacidade de cuidar dos seus, aqui ou em qualquer lugar do mundo! A iniciativa é um esforço conjunto do Governo do Brasil, que, prontamente, mobilizou-se para resgatar os brasileiros e para atender à solicitação do governo Ucraniano de apoio humanitário.

Ministério da Defesa – Twitter oficial da Força Aérea Brasileira | Brazilian Air Force official account (@DefesaGovBr)

Fonte: Governo do Brasil – Brazilian Air Force – FAB – Força Aérea Brasileira – Ministério da Defesa | Dubai Media Incorporated (DMI) | Emarat Al Youm (Emirates Today) | Official media organization of the government of Dubai | Agencia EFE – serviço de notícias internacional da Espanha | Ukraine ceasefire agreement signed in Minsk | Chairperson-in-Office welcomes Minsk agreement, assures President Poroshenko of OSCE support – documento original disponível em “osce.org/cio/123245” | OSCE Chief Monitor in Ukraine urges all sides to allow monitors to carry out duties safely – documento original disponível em osce.org/ukraine-smm/123591” | Ukraine rebels vow to take back cities (Australian News Channel Pty Ltd)


BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO

EDIÇÃO: 24/03/2022

TRANSGRESSÃO DA LEI INSTITUCIONALIZADA | PACTO DE TRÉFEGO DE REGISTROS E CONVERSAS PESSOAIS PARA GOVERNANTES | DELAÇÃO DIGITAL | TELEGRAM, TWITTER, TIKTOK, FACEBOOK, WHATSAPP, GOOGLE, INSTAGRAM, YOUTUBE E KWAI E MAIS DE 70 EMPRESAS E GRUPOS ASSINAM PACTO COM ALEXANDRE DE MORAES (STF) E LUÍS ROBERTO BARROSO (TSE E STF) | SUAS NAVEGAÇÕES E CONVERSAS ESTÃO GARANTIDAS (NAS MÃOS DELES) | DOCUMENTOS OFICIAIS DISPONÍVEIS AOS NOSSOS LEITORES

Telegram, Twitter, TikTok, Facebook, Whatsapp, Google, Instagram, YouTube e Kwai assinam pacto de colaboração com Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso (TSE e STF) | Suas navegações e dados estão totalmente garantidos (nas mãos deles).

AVISO AO LEITOR: A matéria pode ser vista por todos, gratuitamente, na plataforma, bastando: 1) fechar as propagandas; ou, 2) baixar gratuitamente em PDF (ícone ao final do artigo). Aos nossos queridos leitores e seguidores inscritos, a veiculação de publicidade é diferenciada. Envia-nos uma caríssima apoiadora da magistratura: "Obrigada por tantas informações e raciocínios coerentes, bem fundamentados, em profundo estudo e alto senso de observação. Ao acordar, abro sua página esperando por mensagens dessa natureza." (Dra. Eliana Xavier Jaime, Juíza de Direito, Poder Judiciário, Anápolis – GO)

Desinformação se combate com informação, não com violação de direitos individuais ou coletivos.

• Δαn ßεrg •
  1. Telegram, Twitter, TikTok, Facebook, Whatsapp, Google, Instagram, YouTube e Kwai, e mais de 70 empresas e grupos fazem pacto com TSE – VÍDEO E DOCUMENTOS NA ÍNTEGRA! Memorandos de “entendimento” entre os supremos tribunais e as plataformas digitais, com filme oficial.
  2. O que era latente tornou-se patente.
  3. Você acha que isso é novo ou para este ano? Já existe há tempos! Apenas acrescentaram mais plataformas e incrementaram o policiamento ilegal.
  4. Recuperamos documentos oficiais (memorandos) entre o TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL, FACEBOOK SERVIÇOS ONLINE DO BRASIL  LTDA., e demais plataformas, canais e aplicativos. Disponíveis, ao final, para baixar em PDF (com QR Code para conferência de veracidade dos documentos).
  5. Também, no decorrer desta matéria, tutorial para descobrir espiões (fact Checker – checadores de informação) instalados em seus dispositivos e páginas.
  6. Mais de setenta empresas e grupos estão aliados ao TSE, com tráfego de dados, registros e informações pessoais ou coletivas, atuando como agências de checagem (DELAÇÃO DIGITAL) [veja quem são]. Ao final, PDF de edição do TSE com todos esses “parceiros” e quais suas “atuações”.
  7. Nossos leitores e usuários confirmam abismados terem encontrado acima de duzentos aplicativos e robozinhos checadores em seus canais, páginas, aplicativos, programas.
  8. Faça o teste (se tiver coragem): Copie o link desta mensagem e veja quanto tempo irá demorar até que lhe persigam e penalizem de alguma forma.
  9. Felizmente, nossos seletos leitores contam com informações baseadas em documentos e publicadas no exterior. Assim, podemos servir ainda mais nosso povo.
  10. O QUE É FACT-CHECKING?
  11. Conforme registrado na própria Wikipédia: 

A verificação de fatos (português brasileiro) ou factos (português europeu) ou verificação de dados ou ainda checagem de fatos (também referida pelo termo em inglês fact-checking) em jornalismo refere-se ao trabalho de confirmar e comprovar fatos e dados usados em discursos (sobretudo políticos) nos meios de comunicação e outras publicações.

Wikipédia – Fonte: «O que é fact-checking? – Observatório da Imprensa ». 11 de julho de 2017
Página do Observatório da Imprensa | endereço ao topo
  1. E de onde o Observatório da Imprensa tirou essa referência? Conforme eles mesmos dizem em sua página: “Publicado originalmente pela Agência Pública”.
Página da Agência Pública | apublica.org
  1. Note se, você mesmo, se existe ou não equilíbrio ou tendência política – por mínima (ou escancarada) que seja – na coluna “ESPECIAIS” da agência responsável por ensinar e referenciar o que seja ou não verdade e que distribui, conforme sua própria descrição em “Quem Somos”, in verbis:

conteúdo para grandes portais no país, como UOL, El País Brasil, Yahoo, IG e Exame, entre outros, temos uma rede de republicadores em espanhol  que conta com 18 veículos em 12 países

Agência Pública de Jornalismo Investigativo | apublica.org/quem-somos
  1. Aliados de políticos, alto clero do judiciário e imprensa de mesma língua:

O fact-checking é uma checagem de fatos, isto é, um confrontamento de histórias com dados, pesquisas e registros. Se UM POLÍTICO jura que nunca foi acusado de corrupção, há registros judiciais que irão atestar se é verdade. Se O GOVERNO diz que a inflação diminuiu, é preciso checar nos índices se isso realmente ocorreu. E se UMA CORRENTE diz que há um projeto de lei para cancelar as eleições, é preciso conferir nas propostas em tramitação se essa informação é real.

Agência Pública de Jornalismo Investigativo
  1. Entretanto, UMA COISA É: 1) conferir a veracidade de fatos, 2) confrontar histórias com dados, pesquisas e registros, 3) verificar se aquilo que políticos, governos ou correntes dizem seja ou não verdade. OUTRA COISA, absurdamente diferente, é 1) invadir a privacidade, 2) violar direitos individuais inalienáveis e 3) instalar robôs e programas de checagem nos celulares e computadores de indivíduos ou empresas.
  2. Isso é totalmente marginal aos princípios de democracia, abominável e repudiável, e constitui crime, por parte dos indivíduos ou empresas que produzam tais programas, assim como por autoridades, do executivo, legislativo ou judiciário, que as encomende ou autorize!
  3. Veja que tal absurdo é confirmado na animação feita pelos próprios “jornalistas investigativos” em aliança política e com o judiciário, em que CONFESSAM QUE OS PROPÓSITOS ERAM DE CHECAGEM DE FATOS DE POLÍTICOS, GOVERNOS E CORRENTES, O QUE LOGO PASSOU A SER INVASÃO DE PRIVACIDADE DO CIDADÃO POR MEIO DE AUTORIZAÇÃO ARBITRÁRIA E ILEGAL DO JUDICIÁRIO:
O que é fact-checking? Jogo de palavras, com suposta virtude, para ao final legitimar ditadores a lhe monitorar e violar seus direitos individuais.
  1. Não se trata de simples vírus, por isso não são acusados pelos principais sistemas antivírus e “malware” (abreviação de “software malicioso”; em inglês: “malicious software”). Os fact-checkers (e nomes correlatos) são piores, pois não são detectáveis e possuem funções de espionagem profunda. Ora, sabe-se que um espião não existe simplesmente para coletar informações. Espião é aquele que leva e trás a alguém de seu interesse ou mandante.
  2. Avançando, fact-checkers (e nomes correlatos) são robôs em forma de programas, instalados sem sua autorização, por meio do contato com alguém, de páginas visitadas, de posts publicados, curtidos (inteligência artificial que curte uma publicação sua), compartilhados, em que o sistema espião está programado para copiar palavras (do interesse da espionagem) que você usa.
  3. Há como derrota-los; pelo menos boa parte deles.  Faça este artigo rodar, divulgue este link, pois colocaremos as dicas, tutoriais e ferramentas aqui.
Fact-checking (checadores de fatos): o que tem ou não legalidade | Quadro explicativo | By • Δαn ßεrg •

CONSIDERANDO que o Facebook Brasil aderiu ao Programa de Enfrentamento à Desinformação e deseja colaborar [exala os colaboradores de espionagem do 3º Reich, contra a população, a favor do Estado – haja antiemético!] com o TSE para a implementação de medidas concretas para o enfrentamento à desinformação […]

MEMORANDO DE ENTENDIMENTO-TSE Nº 41/2020 X FACEBOOK SERVIÇOS ONLINE DO BRASIL LTDA. – Glosa e grifo nossos | Documentos em PDF disponíveis para download ao final desta matéria
  1. POR EXEMPLO: A palavra ELEIÇÃO (entre milhares de outras), caso você a escreva, ou houver comentários com esse vocábulo (da lista quase que infinita de interesse deles) em seus “posts”, ou robôs que curtiram sua mensagens em Facebook, WhatsApp ou Telegram, os “checadores” – que já estão instalados em seus celulares e notebooks, sem você saber ou autorizar – enviarão seu post e identificação (nome, ID, etc.) DIRETAMENTE para o TSE, ou STF (conforme os acordos entre os poderosos e as plataformas digitais e aplicativos).
  2. Quantas outras palavras podem ser de interesse desses senhores? Consegue limitar a dez mil vocábulos e nomes de pessoas que causam preocupação a eles? Isso é guerra digital, e eles estão com as armas nucleares e os fabricantes.
  3. IMPORTANTE: Seus dados irão mesmo que não seja desinformação, notícia falsa ou crime! Por quê? Porque você entrou para a “malha fina”, apenas para avaliarem!
  4. DEZ MIL VOCÁBULOS, nomes de pessoas, empresas, imprensa; gírias, siglas e números de partidos, marcas, logotipos, desenhos, identidades marcárias, termos diversos, seriam suficientes? NÃO! Não há tabela ou garantia de quais sejam os “termos” por eles bisbilhotados em seus equipamentos. Ou seja, com esse subterfúgio de “avaliarem o suspeito” tudo passou a ser suspeito, pois não há limites para o tráfego de dados entre a plataforma digital e autoridades.
  5. ABSURDO DOS ABSURDOS! Democracia e liberdade de expressão são pisoteadas diante da face de cada brasileiro! São essas as “quatro linhas”? Quem deve obedecê-las? Autoridades também?
  6. Com todo respeito às exceções, onde estão os advogados para levantar o dedo a isso? Onde estão os operadores do Direito do país? Onde estão as OABs, os movimentos de classe, os sindicatos, os partidos, as autoridades, os que se dizem defensores da justiça e cidadania? Ninguém é capaz de dar tiro para cima e gritar “ALTO LÁ!”?
  7. O acordo de “cooperação” – DELAÇÃO DIGITAL – entre as plataformas digitais de um lado, e STF e TSE, de outro, é magnânimo!
  8. Ou você acha que os Feed de Notícias dessas plataformas ficam lhe enviando (gerundismo proposital) “pop ups” por quais meios de programações?
  9. Comece conversar com alguém ou postar sobre exercícios físicos, e logo veja propagandas de bicicletas, aparelhos ou serviços de academias pularem nas telas de seus dispositivos.
  10. Fale sobre flores, e o mesmo acontecerá. E lá já ficarão registrados. E você achava que era coincidência? Eles já possuem mecanismos para isso, razão pela qual podem fazer o criminoso acordo com governantes, para lhe entregar de mão cheia, em total violação de inúmeros direitos individuais e coletivos.
  11. As ferramentas são desenvolvidas, também, na API do WhatsApp Business, gratuitamente, pela empresa Infobip, um dos principais provedores de serviços para negócios no WhatsApp.

A integridade das eleições [exceto contagem pública dos votos] no Brasil é uma absoluta prioridade para o Facebook e o Instagram. E esse trabalho, desenvolvido com o TSE AO LONGO DOS ANOS, e em especial no ano passado [desde antes de 2020], foi fundamental para consolidar as diversas iniciativas que foram pactuadas.

Natália Paiva, Facebook Brasil e Instagram – glosa e grifo nossos
  1. Isso não é novo. Esse pacto de entregar usuários ao governo em acordo formal entre Facebook e TSE já está instalado em todos os seus dispositivos (celulares e notebooks) desde 30/09/2020, conforme confessado pelo próprio site do TSE [comprove].
  2. Diz o site do TSE (desde 2020) que, no Instagram, os usuários contam com stickers/figurinhas com a temática de eleições. Ou seja, a plataforma confirma total envolvimento com o TSE.

A cooperação [DELAÇÃO DIGITAL] com o TSE é parte fundamental dos esforços para garantir a integridade das eleições [como se a lisura e publicidade da contagem dos votos não fizessem parte da integridade das eleições] nos aplicativos do Facebook Inc.

Murillo Laranjeira, diretor de Políticas Públicas do Facebook Brasil – glosa e grifo nossos.

Agradeço o espírito de cooperação e enfatizo a importância dessa parceria para o TSE, para a democracia brasileira [DELAÇÃO DIGITAL ESTÁ EM QUAL PARTE DA DEMOCRACIA?] e para o país de uma maneira geral.

Luís Roberto Barroso, TSE, sobre parceria com parceria com o Facebook Brasil e o WhatsApp Inc., DESDE ANTES DE 2020! – glosa e grifo nossos.

as eleições são um momento importante da vida brasileira e da democracia [AH, É MESMO?]. E estamos preocupados e empenhados em preservar um ambiente de debate livre, amplo, robusto, mas que preserve certas regras [Quais? Onde estão?] mínimas de legalidade [quais leis permitem delação digital e invasão de privacidade na ausência de crime?] e de civilidade. Portanto, estamos empenhados em combater o ódio, a criminalidade difundida on-line e teorias conspiratórias de ataques às democracias.

Luís Roberto Barroso, presidente do TSE e ministro do STF, 15/03/2022 (vídeo na íntegra ao final – glosa e grifo nossos)
  1. Os crimes EFETIVAMENTE OCORRIDOS durante o processo eleitoral, da campanha à posse, inclusive tentativa de assassinato do atual Presidente, entre outros, também fazem parte dessa mesma “preocupação” e “controle dos dados [registros] e informações” por parte da Justiça? A) Onde estão esses dados? B) De que forma são tratados? C) Quando se cumprirão os devidos efeitos legais? D) De que forma a sociedade tomará ciência dos resultados desses atos do Judiciário? E) Um peso para várias medidas?

a grande vantagem dessa parceria é tentativa de eliminar a circulação de notícias falsas, enfrentar os comportamentos inautênticos coordenados, uso indevido de robôs, impulsionamentos ilegais e uso de perfis falsos que espalham notícias deliberadamente falsas” [e isso significa autorizar a prática de crime de invasão de privacidade, violação de direitos individuais e coletivos, e delação digital? Apenas pergunta!] Luís Roberto Barroso, presidente do TSE e ministro do STF, no acordo com plataformas desde 2020 – glosa e grifo nossos

  1. A questão de combate à desinformação, por autoridades que usam da violação de direitos individuais e coletivos, é tão estapafúrdia que o próprio canal do TSE traz em sua tela formulário específico do Tribunal para denunciar contas suspeitas de realizar disparos em massa.
  2. Todavia, de tamanho absurdo e ridículo, sabedores do descumprimento de leis de liberdade de expressão por parte das próprias autoridades, o hiperlink (link de acesso) ao formulário para “DENÚNCIAS DE DISPAROS EM MASSA EM WHATSAPP” simplesmente foi removido, com a informação: “503 Service Unavailable | No server is available to handle this request.”. Link do site do TSE: [comprove].
  3. Ou seja, o serviço foi tirado do ar e está indisponível, ululante, pois denúncias devem se basear em crimes, e disparos em massa, ou até desinformação não configuram crime. Não é da alçada desses senhores. Não o é pela lei, e não deveria sê-lo na prática. Ou, porventura, o interesse de verificação de supostos crimes é apenas eleitoreiro?
  4. Agora, PASME! Veja o que pode acontecer com você na direção inversa, ou seja, do Tribunal para sua conta ou página. Caso os robozinhos ou denúncias sobre sua pessoa não configurem crime suficiente para lhe intimarem na Justiça, ainda assim, conforme os interesses políticos, a devolutiva é feita do Tribunal à plataforma (com quem estão em sintonia), com possível punição e bloqueio, de acordo com a ordem que venha das autoridades, segundo eles mesmos admitem:

Recebidas as denúncias, o WhatsApp [ou qualquer plataforma do acordo] conduzirá uma APURAÇÃO INTERNA para verificar se as contas indicadas violaram as políticas do aplicativo [já que não configuraram crime, portanto, fora das garras do Judiciário, agora passam a ser alvo da arbitrariedade conforme interesses eleitorais do mandante do controle dos registros] e, se for o caso, bani-las […] Texto oficial do site do TSE, 30/09/2020  – imagem abaixo – Confirme o funcionamento desse esquema há tempos – portanto, não há novidade – glosa e grifo nossos.

Página oficial do TSE, desde 2020 (e antes) caso retirem do ar. Repetida e ampliada e 2022.
  1. Nos EUA, presidentes da república que tentaram colocar o dedo na privacidade e liberdade de comunicação entre pessoas, foram proibidos por tribunais norte-americanos de prosseguirem com essas tentativas, pois a alegação de notícia falsa não é suficiente para incriminação. Ademais, notícia falsa ou mensagens virais, somente devem ser tratadas quando (de fato) constituírem crime, o que (reiteramos, sendo realmente crime) passa a ser da esfera do Judiciário, exclusivamente. No Brasil, veja como essa realidade é um tanto diferente:

O WhatsApp Inc. tem feito mudanças importantes de produto para reduzir a disseminação de mensagens virais, as quais podem incluir conteúdos falsos [e quem são eles para determinar o que seja falso?] […] o WhatsApp trabalha próximo [junto] ao TSE para coibir [Censura? Rasgaram o artigo 220 da Constituição Federal? Se positivo, não podem ter seu produto, programas, aplicativos, plataformas, em funcionamento em território nacional] o uso irregular do aplicativo”

Dario Durigan, diretor de Políticas Públicas para o WhatsApp no Facebook Brasil, que participou das conversas com o TSE – glosa e grifo nossos.
  1. Desde antes de 2020 – com incrementação do acordo em 2022, entre TSE e Redes Sociais, conforme documentos ao final -, a maioria das plataformas digitais de comunicação (Facebook, Whatsapp, Instagram, etc.) estavam tão entrelaçadas e alinhadas com o presidente do TSE que participavam, inclusive, dos treinamentos para as eleições, oferecendo cartilhas, materiais e instrutores.
  2. Esputaram sobre os princípios da ANTERIORIDADE, da LEGALIDADE, da COMPETÊNCIA LEGISLATIVA.
  3. Onde está a autorização legislativa dessa aberração? As resoluções eleitorais, maior mecanismo de administração do processo do pleito, não podem criar crimes e muito menos impor sanções.

O TSE deveria fazer um relatório demostrando as informações técnicas sobre urnas eletrônicas, abster de divulgar falácias de generalização, e deixar que cada eleitor faça juízo de valor à [sic] respeito da cibersegurança do processo eleitoral brasileiro.

Guilherme Henrique, cidadão que escreve no portal do TSE em que tais “acordos” com plataformas foram firmados.
  1. TELEGRAM. Após intimação do STF, ALAN CAMPOS ELIAS THOMAZ, advogado, do escritório de advocacia CAMPOS THOMAZ ADVOGADOS, é nomeado para representar o TELEGRAM DO BRASIL, em acordo com Alexandre de Morais.
  2.  THOMAZ presta consultoria e adequações na Lei Geral de Proteção de Dados  – LGPD (pesquise do que se trata).
  3. O CEO e cofundador do app, Pavel Durov, alegou que os e-mails enviados pelo STF foram perdidos e podem ter caído na caixa de spam.
Canal de Durov, CEO do Telegram | t.me/durov/180 | 901.3Kviews – Mar 18 at 19:20
  1. MAIS ACÕES ESPERADAS:
  2. Segundo Mobile Time, o canal do Presidente da República, Jair Bolsonaro, está na lista – ele conta com mais de 1,1 milhão de inscritos e teve uma postagem apagada também a mando do STF, por “violação” das leis locais e acusações ao sistema eleitoral. Não há lei que trate disso?
  3. Os casos diários de mentecaptos proferindo ameaças de morte, incitando à violência e crimes, ofendendo e caluniando autoridades, serão abordadas de devidamente tratadas no rigor da lei, com 24 horas de prazo, a partir de quando? Ou apenas alguns são alvos dessas medidas? Sem qualquer político de estimação, mas a bem da justiça, convenhamos senhores, já passou anos luz dos limites toleráveis vosso descalabro, corrupção, interesses políticos e crimes de invasão de competências, tanto do Legislativo quanto do Executivo. [confirme o feito com o Presidente]
  4. O Telegram foi liberado novamente para operar no Brasil, mediante acordo de conduta firmado com o STF, que, segundo a plataforma, prometeu monitorar canais e acompanhar a mídia brasileira, conforme Agência Brasil.
  5. Todavia, não há qualquer detalhe ou garantia ao usuário sobre como essa supervisão irá acontecer, e como se dará o trafego de dados de interesse entre Telegram e STF.
  6. Somente fica claro que, a exemplo das plataformas dos parágrafos supra, esses senhores (STF, TSE, plataformas e aplicativos) usarão do argumento de “identificar informações perigosas ou deliberadamente falsas”, ainda que não constituam crime, para invasão de privacidade, violação de direitos individuais e coletivos, além do assassinato do inciso 5, inciso X e 220 da Constituição Federal, tudo isso para satisfazer a DELAÇÃO DIGITAL daquilo que bem entenderem ao STF, na ida e volta do tráfego de dados e registros de suas conversas. Simples assim. Ou não é isso?

Art. 5º

[…]

X – SÃO INVIOLÁVEIS A INTIMIDADE, A VIDA PRIVADA, A HONRA E A IMAGEM DAS PESSOAS, ASSEGURADO O DIREITO A INDENIZAÇÃO PELO DANO MATERIAL OU MORAL DECORRENTE DE SUA VIOLAÇÃO

Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo NÃO SOFRERÃO QUALQUER RESTRIÇÃO [exceto quando Judiciário e plataformas digitais firmarem acordo acima desta Lei Magna, ainda que na ausência de crime por parte do cidadão?], observado o disposto nesta Constituição.

§ 1º NENHUMA LEI CONTERÁ DISPOSITIVO QUE POSSA CONSTITUIR EMBARAÇO [acordos entre autoridades e empresas de serviços digitais estão acima desta Constituição?]à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social, observado o disposto no art. 5º, IV, V, X, XIII e XIV.

§ 2º É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, artigo 5, inciso X, e artigo 220, §s1 e 2 – glosa e grifo nossos
  1. TIPIFICAÇÃO LEGAL. O argumento de “identificar informações perigosas ou deliberadamente falsas” é tão anêmico de respaldo legal para monitorar e praticar o tráfego de dados entre provedores, aplicativos, plataformas e Judiciário, que:
  2. Se isso é verdade, então, para qual finalidade existem as tipificações criminais já existentes no Código Penal e demais dispositivos legais?
  3. SE propagar (postar) suposto delito de alguém sem apresentar prova constitui a quem o faça crime, segundo o Código Penal vigente, e SE José publica falsamente ou sem provas de que Pedro é ladrão, ENTÃO, perante a legislação (antiquíssima), José é o criminoso, por dar notícia falsa a respeito de Pedro. Isso já está na lei, que prevê a tipificação do crime, OU NÃO?
  4. De que que servem os artigos 138, 139 e 140 do Decreto-Lei Nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal? Ou, porventura, esse diploma legal não se aplica em campanhas eleitorais, imprensa, plataformas e aplicativos de mensageiros e conteúdo digital de Internet?

Calúnia

Art. 138 – Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:

Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa.

§ 1º – Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga.

§ 2º – É punível a calúnia contra os mortos.

Exceção da verdade

§ 3º – Admite-se a prova da verdade, salvo:

I – se, constituindo o fato imputado crime de ação privada, o ofendido não foi condenado por sentença irrecorrível;

II – se o fato é imputado a qualquer das pessoas indicadas no nº I do art. 141;

III – se do crime imputado, embora de ação pública, o ofendido foi absolvido por sentença irrecorrível.

Difamação

Art. 139 – Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação:

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

Exceção da verdade

Parágrafo único – A exceção da verdade somente se admite se o ofendido é funcionário público e a ofensa é relativa ao exercício de suas funções.

Injúria

Art. 140 – Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:

Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.

§ 1º – O juiz pode deixar de aplicar a pena:

I – quando o ofendido, de forma reprovável, provocou diretamente a injúria;

II – no caso de retorsão imediata, que consista em outra injúria.

§ 2º – Se a injúria consiste em violência ou vias de fato, que, por sua natureza ou pelo meio empregado, se considerem aviltantes:

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa, além da pena correspondente à violência.

§ 3o Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência:        (Redação dada pela Lei nº 10.741, de 2003)

Pena – reclusão de um a três anos e multa.        (Incluído pela Lei nº 9.459, de 1997)

Decreto-Lei Nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal
  1. Se já existe a tipificação legal e enquadramento jurídico para quando ocorre crime, então quais seriam os: 1) fundamentos; 2) razões; e, 3) interesses; que justifiquem qualquer tipo de acordo de tráfego e controle de dados privativos e pessoais entre autoridades e provedores desses serviços, uma vez que, na ausência de crime, se trata de registros invioláveis pela Lei Magna?
  2. Portanto, imprensa e políticos e Judiciário (a se descobrir a diferença) inventarem a roda para criar novos dispositivos para censura e controle do tráfego de dados na Internet, aplicativos ou plataformas de quaisquer tipos, sob justificativa de que seja para coibir atos ilegais, isso, sim, CONSTITUI VIOLAR OS DIREITOS CONSTITUCIONAIS.
  3. AINDA SOBRE O ACORDO DO TSE COM PLATAFORMAS:
  4. Conforme apuramos, afirmou a secretária-geral do TSE:

Além da pandemia da Covid-19, há ainda o problema da disseminação maciça de desinformação que ameaça o processo eleitoral e a democracia. Estamos aqui, cada um de nós, buscando as melhores formas de contribuir para impedir o avanço das notícias falsas, evitar o uso abusivo de serviços de internet e mitigar o impacto negativo que isso possa causar no sistema eleitoral.

Aline Osório, secretária-geral do TSE – grifo nosso
  1. Ora, ora, cara senhora, secretária-geral do TSE, o problema que ameaça o processo eleitoral e a democracia não é a disseminação maciça de desinformação, muito menos notícias falsas ou, ainda, uso abusivo de Internet. Disseminação maciça de desinformação não é crime, do contrário, inúmeros professores militantes já deveriam estar presos ou distantes de salas de aula.
  2. Uso abusivo de internet, entre um eleitor e outro, muito menos. O que REALMENTE AMEAÇA o processo eleitoral e a democracia é a ausência de lisura que deveria se dar por meio de voto impresso e contagem pública, assim como a DESOBEDIÊNCIA DOS SENHORES AO HABEAS DATA (DE QUALQUER CANDIDATO) E LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO (TRANSPARÊNCIA), previsto em lei, que assegura a qualquer cidadão as informações constantes de registros, fichários ou bancos de dados de entidades governamentais ou de caráter público.
  3. DESCUBRA QUEM ESTÁ LHE ESPIONANDO – EM EDITORIAL – AGUARDE

ANEXOS – DOCUMENTOS OFICIAIS:

  • MEMORANDO DE ENTENDIMENTO-TSE Nº 03-2022
  • MEMORANDO DE ENTENDIMENTO-TSE Nº 41-2020
  • MEMORANDO DE ENTENDIMENTO-TSE Nº 43-2020
  • Portaria do TSE torna permanente o “Programa de Enfrentamento à Desinformação” – PORTARIA TSE Nº 510 DE 04 DE AGOSTO DE 2021
  • PROGRAMA DE ‘DESINFORMAÇÃO’ DO TSE, E SEUS ‘PARCEIROS’, PARA ELEIÇÃO DE 2022 – EM INGLÊS!
  • MAIS DE 70 EMPRESAS E GRUPOS EM ‘PARCERIA’ COM O TSE – CHAMADO DE PROGRAMA DE ENFRENTAMENTO À DESINFORMAÇÃO – EDIÇÃO 2021
  • VÍDEO COMPLETO DA REUNIÃO DO ACORDO TSE 2022 – BAIXANDO – TSE – vídeo do acordo com plataformas

DEMAIS ARQUIVOS: EM EDIÇÃO – ACESSE NOVAMENTE MAIS TARDE

Fonte: TSE 2022 | TSE 2020  | Demais in loco

Carpe diem. Frui nocte! • Δαn ßεrg •

Envie para quem você ama!

  • Obrigado a você que compartilha o link desta matéria em suas redes sociais. Sabemos que algumas plataformas irão boicotar, por motivos óbvios (o que, de per si, já é um grande sinal). Ainda assim, prosseguiremos nosso trabalho.
  • Participe do grupo de Dan Berg e envie sua mensagem sobre este artigo [clique]
  • Acesse gratuitamente todas as matérias do autor [clique]

Recomendamos:

  • Covid – Dados Oficiais – Números Nacionais e Internacionais – Quadro Comparativo [clique]
  • Tratados Internacionais desde Guerras Mundiais e Holocausto – Crime Contra a Humanidade – Obrigatoriedade de Experimento Científico em Humanos – Bioética – Biodireito – Biossegurança – Vacina – Direitos e Deveres – Decretos e (i)Legalidades [clique]
  • Epidemia de efeitos adversos graves após vacinação coloca o mundo em alerta – Máscaras caem – a imprensa se cala [clique]
  • Manual Internacional de Ivermectina – Bomba científica – Novo fármaco, Ivermectina, gratuita por lei, surge como escudo e tem salvado famílias [clique]
  • Prêmio Nobel de Medicina no Brasil – A parábola do casal de médicos e o passaporte sanitário [clique]
  • Membro da família real é infectado por Covid-19. De onde veio a cura? [clique]
  • Previsão da pandemia: Vírus perde efeito por força de decreto – O abraço voltou! [clique]
  • Tratamento Inicial – Audiência Pública entre autoridades federais, médicos e profissionais de saúde especializados [clique]
  • Evitar mortes é possível – Você também pode ajudar – Segredos simples que podem ser fatais ou vitais – Palavra do Dr. Diogo Viriato [clique]
  • Teoria da Constatação – Vaccinatum Est! [clique]

EDIÇÃO: 20/03/2022

Fatos, verdades e documentos | As principais informações que você não verá no jornalismo midiático | Há outra terrível guerra que se alastra pelo mundo e deve ser repudiada: A guerra de narrativas: desinformação!

Vlads e Vlods | A nova guerra de Putin: seu próprio povo! | Sem santos ou heróis a serem defendidos, exceto o povo inocente | Quem defende DEMAIS Vlads ou Vlods é pessoa tendenciosa | Discurso de Putin sobre cuspir moscas, perseguição, tortura, prisão e morte a quem pense diferente, insistindo que são atos de defesa e purificação da raça russa é cópia dos atos de Hitler: O discurso é um, mas as práticas e propósitos são outros | Aquele que alega combater o nazismo seria um neonazista enrustido, usando o símbolo “Z”,  classificado como elemento nazista pelas próprias nações eslavas? Veja fatos e documentos

QUER SABER SE ESTAMOS DE ALGUM LADO? SIM, ESTAMOS DO LADO DA PAZ! E VOCÊ?

Ponto a ponto, para direito ao contraditório, especificamente no foco em questão, ou ajustes que se façam necessários:

  1. Em guerra de Vlads e Vlods, cuidado com suas exageradas defesas. Quem o faz, via de regras, é pessoa tendenciosa. O diabo não precisa de assessores, de nenhum lado que se coloque, ou com qualquer máscara que use.
  2. Não há santos ou heróis a serem defendidos nesse xadrez, exceto o povo inocente, de ambos os lados.
  3. A nova guerra cruel de Putin: contra russos que se opõem à invasão da Ucrânia.
  4. Sem julgamento de valores, apenas apresentando as peças no tabuleiro e como têm se mexido (com ou sem blefes).
  5. Sobre Putin defender a Amazônia, vide item 19 em nossa EDIÇÃO DE 02/03/2022, nesta mesma página, rolando a tela até a data.  
  6. O motivo do ajuntamento no Estádio Olímpico Luzhniki (da Copa de 2018), foi a celebração dos 8 anos da Guerra da Crimeia, que rendeu anexação desse território ucraniano à Rússia, em 18/03/2014.

As sanções da Otan e EUA à Rússia são como a Parábola de Olga da Penha. A mulher sofre maus tratos por seu marido constantemente. Certo dia, ao ser espancada terrivelmente, Olga corre à casa de seu pai e pede socorro. Ao recebê-la na porta, naquele estado lastimável, o pai enche Olga de bofetadas. Abismada, ferida e atordoada, ao perguntar o porquê de o pai fazer aquilo, ele responde que isso é um recado para o marido dela, de que toda vez que ele agredisse sua filha, esposa dele também seria agredida. Assim fazem os representantes da Otan com seu próprio povo, que paga o altíssimo preço das “sanções” de seus líderes, cujo dano se volta contra sua própria casa, além, obviamente de deixarem o povo ucraniano à deriva, diferentemente da proteção prometida. Assim é o engodo e vilipêndio dos blocos internacionais aos Estados membros, nada diferente do prelúdio de emboscada com que ludibriaram e registraram a Ursal – União das Repúblicas Socialistas da América Latina (arremedo da URSS) – aos que se atentaram a isso – na própria Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, em seu artigo 4, parágrafo único, entre outras iscas e armadilhas textuais.

• Δαn ßεrg •
  1. Em visível retomada de atos stalinistas, vejamos os elementos do cenário de guerra. Nos protestos de ruas, manifestantes são submetidos a maus-tratos, arremessados contra o chão e paredes, espancados com cassetetes, tentativas de estrangulamento, e o que mais os soldados soviéticos quiserem fazer.
  2. A guerra contra a mídia independente se desenrola sob uma nova lei, promulgada em março/2022, que criminaliza a disseminação do que o governo chama de “notícias falsas”. Dentre elas, chamar de “guerra” aquilo que o Kremlin exige que a definição oficial deva ser “operação militar”, na invasão e ataque à Ucrânia.
  3. A propaganda do Kremlin está ganhando novas proporções, em classes especiais organizadas em universidades, onde é incutida a versão oficial para a invasão da Ucrânia. Há expurgos e demissões de funcionários universitários por participação em comícios contra a guerra ou pela assinatura de manifestos. Tudo que se refira a isso é tido como insurreição contra a Rússia e apoio aos inimigos do Ocidente.
  4. De acordo com a ОВД-Инфо (OVD-Info): “Os detidos enfrentam bullying e tortura pela polícia, acusações de traição da pátria, ameaças de acusação criminal para o extremismo e terrorismo, bem como ameaças de violência sexual”. OVD-Info (em russo: ОВД-Инфо) é um projeto russo de mídia independente de direitos humanos, que visa combater a perseguição política.
  5. Ainda por informações de Anistia Internacional, órgãos de imprensa diversos e OVD-Info, o mundo não sabe e não consegue enxergar muitas coisas: A base para detenções em massa é a proibição de manifestações espontâneas, determinada pela legislação russa, ainda que elas sejam pacíficas. Ativistas são mantidos ao relento em estacionamentos, sem água, comida e acesso a banheiros. Defensores e advogados também são submetidos a pressões e intimidações.
  6. Segundo o Ministério do Interior da Rússia, duzentas mil pessoas se reuniram para assistir o discurso do presidente, a maioria por meio de telões e enorme aparato de segurança e tecnologia, no entorno do estádio que comporta oitenta mil espectadores.
  7. Sergey Sobyanin, prefeito de Moscou, um dos maiores aliados ao Kremlin, fez convocação não apenas a todos os servidores públicos (num país em que tudo ou quase tudo é de domínio do Estado), constrangendo a própria população a comparecer. Isso, só em Moscou!
  8. Diferente das práticas, o discurso do líder e defensor “putista”, prefeito de Moscou, segue a bravata, por ele mesmo: “Meio mundo se uniu contra nós, mas a Rússia é um país forte. Forte por seus cidadãos, pelos seus patriotas”, palavras do próprio Sobyanin. Meio mundo contra nós? A Ucrânia é invadida e atacada, e a Rússia é a agredida ou tem seu Estado violado? Não, não estamos defendendo Vlods contra Vlads! Estamos defendendo a verdade e o povo, russo e ucraniano. Comecemos notar que os discursos não condizem com os fatos, de ambos os lados! Trata-se de jogo de narrativas! Não caiamos nessa!
  9. A mira passa a ser os próprios russos, antiguerra ou “propaz”, o que o chefe do Kremlin chama de pró-Ocidente, e os classifica como “traidores nacionais”, que serão “cuspidos como mosquito que acidentalmente voou em suas bocas”.
  10. Discurso de Putin busca apoio na nação em tentativa de desfazer os impactos das manifestações populares seguidas de prisão, proibição da palavra guerra, domínio e controle total da imprensa russa e penalização de quem fale verdades na guerra de narrativas.
  11. “Estou convencido de que uma autopurificação tão natural e necessária da sociedade só fortalecerá o nosso país”. – Vladimir Putin, 18/03/2022, em discurso à nação, no Estádio Olímpico Luzhniki, da Copa de 2018.
  12. “Todos os opositores ao governo são perseguidos na Rússia”. – Françoise Daucé.
Página do Ministério de Defesa russo com a mensagem “Pro vitória”
  1. “Z” ou “V”, dos símbolos da guerra de Putin. Essas letras não existem em cirílico. Por que estão estampadas no arsenal bélico?
    1. No evento, incontáveis artistas, celebridades, apresentadores, usavam o laço de São Jorge (comum aos eslavos), porém exibindo-o em forma de “Z”.
    2. Eis porque os blindados, uniformes e adereços dos apoiam a guerra exibam o “Z” ou “V” – letras ou caracteres inexistentes no alfabeto cirílico.
    3. Segundo divulgado pelo Ministério da Defesa da Rússia, as letras “Z” e “V” foram pintadas nos blindados durante ataque à Ucrânia para remeter às ideias:
      1. “Z” = Em russo: “За Побед” – latinizado: “Za Pobedu”; em português: “pela (ou para, ou pró) vitória”;
      2. “V” = Em russo: “Задача будет Выполнена” – latinizado: “Zadacha budet Vypolnena”; em português: “A missão será alcançada” (o propósito será atingido);
      3. “V” = Em russo: “Сила правде” – latinizado: “Sila pravde”; em português: “O poder da justiça” (ou “força para a verdade”; qual verdade?).
    4. No Estádio, as estratégias publicitárias de emplacar imagens e simbolismos não pouparam recursos de guerra subliminar. Nota-se de qualquer ângulo, no palco, em colunas, uniformes obrigatórios que os servidores públicos de todo o país tiveram que usar, e até nas sombras, as inscrições:
      1. Em russo: За мир без нацизма!; transliterado: Za mir bez natsizma!; em português: Pró mundo sem nazismo!
      2. Em russo: За Россия!; transliterado: Rossiya!; em português: Pró Rússia!
      3. Outra máxima que foi repetida incansavelmente foi: em russo: “За президента!”; transliterado: “Za prezidenta!”; em português: “Pró-presidente!”. O pró seria totalmente desnecessário para se dizer “presidente”, mas “pro-presidente” tem outro significado, sendo repetitivo, impresso e veiculado aos borbotões, ainda mais. Precisa explicar?
      4. A inteligência do Chefe do Kremlin não pode ser ignorada em hipótese alguma. Ele determinou fixarem o que seria sufixo latino “За” (pró), dispensáveis para se dizer “Rússia” ou “Mundo sem nazismo”. O que isso tem a ver? O jogador de xadrez sabia que, ao incluir esse elemento, “За”, teriam que, obrigatoriamente, ser transliterados para a imprensa mundial de alfabeto latino como “Za” (pró). Ou, seja, exatamente o “Z” do “xadrez” e “naZi”, ocasionalmente com o “V” de “Victory” que inexistem no alfabeto cirílico, mas serão identificados por todo o mundo.
    5. O “Z” tem sido usado como um símbolo proguerra para representar o apoio à invasão, apesar da ambiguidade de seu significado. 
    6. Fora da Rússia, nações que pertenceram ao bloco soviético classificam o símbolo “Z” como equivalente à suástica. Alguns acrescentam que basta sobrepor dois “Z’s” pois é exatamente a imagem da suástica que vêm à mente dos povos que já sofreram com o nazismo. O governo da República Tcheca é uma dessas nações. As leis do Cazaquistão e Quirguistão (também soviéticos) proíbem a exibição pública do símbolo “Z” nos veículos (referências no transcorrer abaixo).
    7. O conceito teórico de combater o nazismo é exatamente a prática do engodo neonazista. Pessoas estão sob investigação em vários locais fora da Rússia por ostentarem o símbolo “Z”, cujo significado, para eles é claro. (Vrabec, Pavel (8 March 2022). “Písmeno “Z” chce policie posuzovat jako svastiku” [The police want to judge the letter “Z” as a swastika]. Neovlivní.cz [cs] (in Czech). Archived from the original on 10 March 2022. Retrieved 10 March 2022.)
    8. Em subterfúgio de que esteja combatendo o nazismo e expertise de tornar o cirílico latinizado e mundialmente compreensível, eis que o do 3º Reich se apresenta como o ruZismo, com seu Z, do megalomaníaco que pretende ser o maior cZar da História, e “V” da Vitória do novo e mais amplo Império Rus? Não, não é “viajar na maionese”, nem elucubrações de Júpiter, mas fatos palpáveis. Nem eles o fizeram debalde. Por que a insistência de publicidade mundial da letra “Z” que sequer consta do alfabeto cirílico (russo), de quem guerreia supostamente contra o sistema naZi? Trazer outro “Z”? Apenas pergunta.
Russian invasion symbols
Vladimir Putin reúne milhares de pessoas no Estádio Olímpico Luzhniki em evento que celebrou a anexação da Crimeia à Rússia | Getty Images
  1. Incrivelmente, no Brasil, em que a imprensa faz lobby para políticos criarem novas leis, para cercearem plataformas de comunicação e liberdade de expressão (como se já não constasse do Código Penal os crimes de calúnia, difamação e injúria), sim, esses mesmos órgãos nacionais se arrepiaram com a prisão de inúmeros jornalistas russos, porque se negaram a transmitir apenas as versões de Putin e quiseram cumprir o ofício jornalístico, que é o de informar os fatos e verdades ao povo.
  2. A palavra “guerra” tornou-se oficialmente proibida, sendo punido até com prisão quem a pronuncie. O próprio povo russo somente pode dizer “operação militar”, para não admitir que é “guerra” a invasão e ataque à Ucrânia. Certo, no mesmo diapasão em que o estupro coletivo deixaria de ser estupro ou coletivo, sendo chamado de amor à moça por meio de forças especiais em conjunto, e punível inclusive com detenção quem ousasse verbalizar o vocábulo “estupro”.
  3. Alguns jornalistas foram presos, outros, pediram demissão ao vivo. Médico proibido pelo governo de clinicar e operar deixa de ser médico, e passa a ser instrumento do Estado. Ou não é isso? Na imprensa, idem!
  4. Será que agora os Ocidentais começam acordar e exigir mais de seus jornalistas? Ou, ainda, será que os próprios jornalistas éticos do Ocidente começam se insurgir contra as pautas de meias-verdades, recheadas de mentiras, visando propósitos superiores e não seu objeto de juramento: a transmissão de fatos e verdades?
  5. “Todo povo, o povo russo em particular, reconhece a escória e traidores e pode cuspir isso como se fosse uma mosca na boca”. – Vladimir Putin – 16/03/2022.
  6. As palavras de Putin são justificadas no dia seguinte por Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin, evocando uma “purificação” da Rússia diante do conflito na Ucrânia.
  7. Kremlin reaviva era stalinista, ao acelerar a repressão em massa e os expurgos de ativistas que se declaram contra campanha militar em país vizinho. Putin: Nós nunca tivemos tamanha força.
  8. Vladimir Putin fala de uma “quinta coluna”, de “traidores” a soldo do Ocidente cujo objetivo seria “destruir” a Rússia. A quem se dirige esse discurso? Podemos pensar em todos aqueles que se manifestaram contra a guerra na Ucrânia, todos os cidadãos – e foram muitos – que assinaram petições para protestar contra o conflito. E depois, claro, há todos aqueles que já são alvos há muito tempo das autoridades russas e, em particular, todas as organizações classificadas como “agentes estrangeiros” desde 2012, e que provavelmente serão vítimas dessas ameaças de “limpeza” da sociedade. – Françoise Daucé, especialista em Rússia da EHESS (Escola de Altos Estudos de Ciências Sociais), em Paris.
  9. Pense em todas as repressões que podem ocorrer em um contexto de guerra contra aqueles que são considerados a “quinta coluna”, termo usado por Vladimir Putin para designar os “traidores”, ou seja, todos aqueles que NÃO SÃO unidos, leais à causa do governo. Exala cadáveres e reminiscência das horas mais sombrias do período soviético e a mobilização de ferramentas de repressão específicas para cumprimento de propósitos megalomaníacos.
  10. Longe de defender Vlods contra Vlads, quem usa do argumento de que Putin é o grande herói contra a Otan e Império Norte-americano, para justificar seus crimes de guerra e crimes contra a humanidade, é, no mínimo, pessoa que aplaude Barrabás por ser o mais sanguinário e líder dos principais movimentos contra o império romano, o pior desafeto a ser vencido.
  11. Para esses, os fins justificam os meios. Ou seja, o líder de uma ditadura, filhote de bolchevique, Lênin, Stalin, Gramsci, Marx e toda a podridão subversiva socialista, contra a qual o mundo tem lutado nas últimas décadas, tal ditador passa a ser aplaudido, enaltecido, beatificado por incautos desesperados, acreditando que ele seja o grande herói contra a Nova Ordem Mundial?

Viva o povo russo, ucraniano, eslavo, inocente, exceto os que apoiam a guerra cegamente. A questão é: De quantos outros supostos defensores da humanidade, enganadores, genocidas e “purificadores da raça” a civilização precisa para evoluir seu pensamento e elevar sua mente?

• Δαn ßεrg •
  1. Na direção do totalitarismo, o medo e a oposição à campanha militar na Ucrânia levam ao êxodo de milhares de russos – acadêmicos, artistas e jornalistas – para o exterior. No pronunciamento de 17/03/2022, Putin deixou claro que quem não está com ele, está contra ele. Por conta disso, a memória dos Gulag, o sistema de campos de concentração da antiga União Soviética para abrigar os presos políticos, ainda segue viva na sociedade russa, que não tem qualquer interesse na guerra.
Repressão na Rússia: “Todos os oponentes da guerra na Ucrânia são alvo de perseguição” | Dmitri Lovetsky

Fonte: RFI | OVD-Info (em russo: ОВД-Инфо) é um projeto de mídia independente de direitos humanos russo que visa combater a perseguição política

Carpe diem. Frui nocte! • Δαn ßεrg •

Envie para quem você ama! Algumas plataformas poderão boicotar, o que, por si só, constitui grande sinal: A verdade incomoda!

  • Clique e participe do grupo de WhatsApp de Dan Berg [clique]
  • Fale diretamente com o autor: Envie mensagem de texto com seu nome para 11-973924436
  • Veja gratuitamente todas as matérias de Dan Berg: [clique]

Recomendamos:

  • Dados Oficiais – Números Nacionais e Internacionais – Quadro Comparativo [clique]
  • Tratados Internacionais desde Guerras Mundiais e Holocausto – Crime Contra a Humanidade – Obrigatoriedade de Experimento Científico em Humanos – Bioética – Biodireito – Biossegurança – Vacina – Direitos e Deveres – Decretos e (i)Legalidades [clique]
  • Epidemia de efeitos adversos graves após vacinação coloca o mundo em alerta – Máscaras caem – a imprensa se cala [clique]
  • Manual Internacional de Ivermectina – Bomba científica – Novo fármaco, Ivermectina, gratuita por lei, surge como escudo e tem salvado famílias [clique]
  • Prêmio Nobel de Medicina no Brasil – A parábola do casal de médicos e o passaporte sanitário [clique]
  • Membro da família real é infectado por Covid-19. De onde veio a cura? [clique]
  • Previsão da pandemia: Vírus perde efeito por força de decreto – O abraço voltou! [clique]
  • Tratamento Inicial – Audiência Pública entre autoridades federais, médicos e profissionais de saúde especializados [clique]
  • Evitar mortes é possível – Você também pode ajudar – Segredos simples que podem ser fatais ou vitais – Palavra do Dr. Diogo Viriato [clique]
  • Teoria da Constatação – Vaccinatum Est! [clique]

EDIÇÃO: 12/03/2022

Fatos, verdades e documentos | As principais informações que você não verá no jornalismo midiático | Há outra terrível guerra que se alastra pelo mundo e deve ser repudiada: A guerra de narrativas: desinformação!

SUÉCIA INICIA SIRENES DE GUERRA E DISTRIBUI KITS PARA SOBREVIVÊNCIA EM BUNKERS

QUER SABER SE ESTAMOS DE ALGUM LADO? SIM, ESTAMOS DO LADO DA PAZ! E VOCÊ?

Ponto a ponto, para direito ao contraditório, especificamente no foco em questão, ou ajustes que se façam necessários:

  1. Suécia inicia sirenes de guerra e distribui kits para sobrevivência em bunkers.
  2. Sem julgamento de valores, apenas apresentando as peças no tabuleiro e como têm se mexido (com ou sem blefes).
  3. Mais abaixo, veja como isso afeta o Brasil.
  4. Governo sueco começa a preparar a população para a possibilidade de guerra, o que não acontecia desde 1961, na Guerra Fria.
  5. Algumas cidades também fizeram treinamentos com sirenes em caso de ataque.
  6. Com desconfiança sobre as ambições territoriais russas, a Suécia diz estar pronta para se defender.
  7. Com grande importância geoestratégica, a ilha de Gotland, no Mar Báltico, vem recebendo reforço militar.
  8. Quem conquistar Gotland, no Mar Báltico, ganha o controle do espaço aéreo e marítimo para a Estônia, Lituânia, Letônia e Finlândia.
  9. Foi público o sobrevoo de, no mínimo, 4 caças russos. Poucos compreenderam o porquê justamente sobre aquela ilha. E muitos abafaram o caso, para não criar alarde, dizendo que estava tudo sob controle.

O fato de a Rússia estar preparada para usar força militar contra seus vizinhos menores mudou nossa avaliação por aqui.

Niklas Granholm, diretor de estudos da Agência de Pesquisa de Defesa da Suécia
  1. Entenda um pouco melhor a História e Geopolítica, de modo breve:
  2. Na Finlândia, vizinho escandinavo, que também pertenceu ao Império Russo até 1917, se fala sueco, além de finlandês, obviamente.
  3. Ambos não participam de certos acordos europeus.
  4. Nesse game de “War”, Putin quer domínio territorial, acima de qualquer conversinha política.
  5. Independentemente de intrigas de Otan e EUA, fato é que Putin quer entrar para a História daquilo que já foi a 3a maior área imperial do planeta.

Há 100 mil soldados em torno da Ucrânia. Os russos têm acesso militar total e imediato a partir de Belarus. Temos um histórico de ataques híbridos à Lituânia e à Polônia, e temos uma linguagem bastante brutal vinda do Kremlin […] Isso tem um impacto real na situação da segurança como um todo. O que queremos fazer agora é deixar claro que estamos prontos para defender a Suécia, e em razão disso, também fica claro que estamos fazendo na ilha de Gotland.

Peter Hultqvist, Ministro da Defesa, da Suécia.
  1. O Alasca também era russo, e vários outros territórios, não apenas eslavos.
  2. Sob esse prisma, basta um trenó para Putin apertar a mão de Biden, que está vendendo os EUA, e punindo seu próprio povo com os resultados das sanções.
  3. Tudo parece muito bem desenhado entre ambos, disfarçando de bons moços e guerreiros pela “defesa” e “segurança”.
  4. Se EUA e Rússia são países inimigos, o sorriso e atos do presidente Norte-americano têm indicado algo diferente.
  5. O antigo Reino de Kalmar (União de Kalmar: Reino da Suécia, que unificava escandinavos) realmente deve colocar as chuteiras para entrar em campo, em que proto-Scandia, infelizmente, indica ser apenas mais um Estado soberano a ser atropelado pelas desculpas de quem canoniza megalomaníacos.
  6. Suécia está na linha entre Finlândia e Alasca para encurtar o caminho para os EUA, e terras (e gelo) que já fizeram parte do Império Russo.

É um pouco como um jogo, no qual um dos motoristas – nesse caso, a Rússia – jogou o volante pela janela […] Então, estamos, infelizmente, rumo a algum tipo de colisão, a meu ver […] Uma vez iniciado um conflito, todas as apostas são canceladas. Ninguém sabe realmente como vai acabar.

Niklas Granholm, diretor de estudos da Agência de Pesquisa de Defesa da Suécia
  1. Sem o emotivismo Ocidental, mas apenas “war game”, o aspirante a Blaster Czar (mais do que César, Cæsar ou Kaiser), Putin não derrama uma lágrima, nem gera uma ruga de preocupação, para cumprir seus propósitos, principalmente sendo apoiado por quem o usa o “heroísmo” contra Otan e EUA como narrativa para justificar os atos do Imperador.
  2. Nem um nem outro precisa de apoio ao ilícito, exceto que defendamos a verdade e a paz, principalmente quanto aos inocentes que são as principais vítimas de megalomaníacos.
  3. As sanções dos EUA e Otan à Rússia se voltam contra seus próprios cidadãos e geram colapso na economia mundial, começando com a crise do petróleo e possível decreto de falência do Banco Central da Rússia, o que significa calote aos credores. Lembre-se do que significou a Moratória Russa em 1998!
  4. NO BRASIL:
  5. Greve dos caminhoneiros? Preços abusivos? Protestos? Culpa do Presidente da República? Será? Há muita gente falando sobre o que não sabe. Que tal examinar um pouco melhor? Vejamos:
  6. No Brasil, o preço dos combustíveis já eram (antes de guerras) abusivos e criminosos nas bombas, praticados por um monopólio estatal que, já tirados impostos, fechou com lucro recorde em 2021.
  7. Esse lucro rendeu bilhões de reais repartidos entre seus acionistas – diretores (aos que quiserem, temos o balanço oficial).
  8. Portanto, não há qualquer razão ou lógica entre (a) os preços abusivos nas bombas praticados por uma (b) empresa que fecha o ano com lucro bilionário e divide uma fortuna entre seus acionistas (diretores).
  9. A única explicação para a disparidade criminosa entre (a) e (b) chama-se jogo político, em que os acionistas (diretores) elevaram os preços às alturas, há mais de ano, com propósito de que o povo ignorante se revolte contra o governo federal, desafeto deles, provocando protestos e mostrando a tentativa desesperadora desses magnatas, em época de campanha eleitoral, de recolocarem no poder os donos da antiga política.
  10. Não importa o quanto o povo sofra. Para esses senhores, o que importa é cumprirem seus propósitos, interesses e objetivos políticos, mostrando claramente de que lado jogam (não do lado do povo, mas no time dos concorrentes ao Planalto).
  11. O que pouca gente sabe ou tem preguiça de estudar – antes de se emitir reclamações e protestos – é a lei determina que os responsáveis legalmente pela fixação dos preços ao consumidor seja atribuição dos acionistas, que dirigem a Petrobrás, assunto esse que não é juridicamente da competência do Presidente da República. Que tal ter isso em mente na próxima vez que alguém tocar no assunto?
  12. Não precisa torcer por nenhum time político para se enxergar os fatos, exceto quem não queira a verdade. Basta torcer pelo lado do povo e da verdade!
  13. O que isso tem a ver com o assunto de hoje, Suécia, Rússia, Ucrânia, EUA, Otan? Tudo!
  14. No mundo todo o colapso econômico já começou. E o petróleo é apenas a ponta do iceberg, pois toda a cadeia produtiva entrará em crise financeira!
  15. Conforme provas documentais de nosso contato na Noruega, os preços que ali eram estáveis há anos, os combustíveis subiram quase 30% entre 7 e 8 de março de 2022!
  16. Nos EUA e várias nações o tsunami também já chegou (fruto das sanções). Acontece que nesses países existe concorrência de empresas do ramo de combustíveis (não monopólio estatal), e já estão se ajustando para verem como podem enfrentar melhor e sofrer menos o impacto. A concorrência e ausência de monopólio estatal será o colapso menor ao povo.
  17. Ou seja, no mundo todo os preços subirão para todos, por motivos do caos da guerra, mas sem os abusos de país que tenha empresa única (monopólio) no segmento de combustíveis, que é o caso do Brasil com sua única empresa estatal, com lucros de magnatas (antes da crise, com lucros bilionários), chamada Petrobras.
  18. Se esses senhores, acionistas (na linguagem popular, diretores) da Petrobras, que por lei são os responsáveis pela fixação de preços nas bombas (e não o Presidente da República), já praticavam valores criminosos (com lucro recorde, ou seja, empresa não está ruim das pernas), imagine o que esses mesmos senhores farão agora que surge motivos e desculpas mundiais para seus atos hediondos de agiotagem institucionalizada.
  19. Portanto, antes de pitacos ou os gritos de “queremos Barrabás”, é de bom alvitre que o povo comece se informar melhor sobre fatos e verdades. Do contrário, ainda que país neutro e de paz, o Brasil pode se tornar um inferno se o povo abandonar a verdade para engolir narrativas. Somente politiqueiros lucram com isso. O povo, que alimenta tais narrativas, é quem paga o preço.
  20. Esses são os fatos.
  21. Sim, sabemos, a imprensa comum e a maioria dos grupos não irá lhe informar esses fatos.
  22. Mas você pode contribuir com a verdade no mundo e em nosso querido Brasil. Como? De modo muito simples:
  23. Deixando de dar ouvidos ao jornalismo midiático, redes sociais e o que o fulano (mal informado) do grupo falou. Em vez disso, copiando este link em suas redes sociais e grupos, compartilhando pessoas que precisam saber das verdades, com base em fatos e documentos.
  24. Alguns vão lhe boicotar, sabemos. Se isso ocorrer, já é um grande sinal de que você está apresentando verdades: e isso eles odeiam!
  25. Só assim fugiremos do engano, das falácias e narrativas, e estaremos ajudando o Brasil.

Na Suécia, não estamos acostumados com os militares tão visíveis […] O medo dos russos sempre esteve presente, desde que eu era criança. Então, na verdade, não há nada de novo.

Henrik Hellvard – Visby, Capital de Gotland

Fonte: Citações, in loco | Documento em vídeo na EDIÇÃO: 07/03/2022 (abaixo, nesta mesma página) | Informação completa sobre Petrobras, legislação e balanço: documentos oficiais disponibilizados para nossos leitores [clique].

Veja, mais informações (baseadas em fontes primárias e provas documentais). Basta continuar rolando a página.


EDIÇÃO: 07/03/2022

Fatos, verdades e documentos | As principais informações que você não verá no jornalismo midiático | Há outra terrível guerra que se alastra pelo mundo e deve ser repudiada: A guerra de narrativas: desinformação!


Mulheres, crianças, idosos e civis são deliberadamente atacados. Onde estão as feministas mundiais, Greta e demais movimentos? Vidas importam? Ucranianas também? Feliz “Dia dos Humanos”, hoje e sempre, ninivitas e neobolcheviques!

•∆an βεrg•

Hipótese: Encontrado numa fazenda, em município próximo à Capital, o gabinete e templo do maior mago satanista do mundo. Dizem que ele é apoiador de corrupção, crimes hediondos e máfia, que guarda armas ilegais de criminosos a serviço de globalistas e NOM. Isso significa que agora temos autorização e motivos suficientes para invadir, atacar, e até usar armas nucleares, se possível, para varrer essa gente da face da terra? Nenhum local, data ou nomes foram citados. Ninguém nesta hipótese é acusado ou apoiado. Mas ficam as perguntas: Na prática, é assim que funciona, ou não? Esse é o critério para invadir e atacar um Estado soberano? Os fins justificam os meios? Um erro justifica outro? Com base nesses critérios, quem será o próximo? Qualquer um? Por esses critérios, o próximo também pode ser vítima de interesses de expansão imperial, com motivos a serem discutidos ou criados a posteriori? E, supondo que seja totalmente verdade, esses motivos dão licitude ao ato?

• ∆an βεrg •

Flores em meio a bombas: Orquestra Sinfônica Juvenil e Coro Jovem Gimnazija Kranj, da Eslovênia faz apresentação em nome da paz e homenagem às vítimas e heróis ucranianos | Andre Rieu faz uso da arte para promover a paz entre Rússia e Ucrânia, unindo cantores e músicos de ambos os países em solo BRASILEIRO – Ibirapuera – SP!

QUER SABER SE ESTAMOS DE ALGUM LADO? SIM, ESTAMOS DO LADO DA PAZ! E VOCÊ?

Ponto a ponto, para direito ao contraditório, especificamente no foco em questão, ou ajustes que se façam necessários:

  1. VOCÊ VAI SE EMOCIONAR:
  2. A Orquestra Sinfônica Juvenil e Coro Jovem Gimnazija Kranj, da Eslovênia faz apresentação em nome da paz e homenagem às vítimas e heróis ucranianos.
  3. É tempo de orar e desejar paz para ucranianos e russos (que também sofrem). Déspotas não precisam de torcedores. Em vez de defender um dos lados, lembre-se: Milhões de homens, mulheres e crianças são inocentes das atrocidades dos políticos, seja qual for o lado, ou bloco de países (i)mundo!
  4. Ніч яка місячна – em inglês: The Night is so Moonlit – em português: Noite Enluarada – Noite de Luar; é a peça escolhida do folclore ucraniano, do século XIX, escolhida pelos jovens músicos e cantores eslovenos para homenagear seus irmãos, vizinhos eslavos.
  5. Muitos países investem em orquestras sinfônicas para jovens – do ensino fundamental ao ensino médio – apresentamos a Gimnazija Kranj Symphony Orchestra and Choirs – Orquestra Sinfônica e Coro de Gimnazija Kranj, uma escola da Eslovênia.
  6. Sobre o Gimnazija Kranj: Fundado em 10 de agosto de 1810, Gimnazija Kranj (Ginásio Kranj) é o primeiro de dois ginásios em Kranj. É uma das maiores escolas de gramática da Eslovênia, e um dos três ginásios eslovenos que oferece um programa internacional de intercâmbio.
  7. Ao final, uma versão especial de Andre Rieu and Anna Reker, cantando a mesma peça no Ginásio do Ibirapuera – SP.
  8. Aos interessados outras obras (fantásticas) de Mykola Lysenko, basta no solicitar pelos canais por onde você recebeu esta publicação. Teremos o maior prazer em apresentar outras peças, também em nossa coluna Sarabande; Prayer for Ukraine, (em ucraniano: Молитва за Україну, em português: Oração pela Ucrânia) é uma delas!
  9. Sobre a obra:
  • Título: Ніч яка місячна (Inglês: The Night is so Moonlit; Português: Noite Enluarada – Noite de Luar)
  • Música: Mykola Lysenko (22/03/1842 – 06/11/1912)
  • Letra: Mykhailo Starytsky (14/12/1840 – 27/04/1904)
  • Arranjo: Diana Novak
  • Solistas: Rok Zupanc, Lovro Krišelj
  • Regente do Coro: Erik Šmid
  • Maestro: Nejc Bečan
  • Publicação: Zevnikov
  • Letra (poema em português): Dan Berg – Ніч яка місячна. Abaixo.
  • Tradução e poema vertido ao português, em homenagem às vítimas da nação ucraniana, e amor por todos os povos eslavos do mundo. Composição: Dan Berg, 07/03/2022.
  • Título original: Ніч яка місячна
  • Título adaptado: UCRÂNIA ENLUARADA
  • Métrica: 11.8.11.8.[11.8.] [repeat]
Noite tão linda de lua e estrelada,
Qual dia palpável a brilhar;
Venha querida, preciosa e cansada,
No bosque há momentos de amar.

Não tenha medo em molhar seu pezinho
No orvalho da noite a gelar:
Eu mesmo a levo em meus braços, seu ninho,
Por todo o caminho até o lar!

Não tema o frio, meu poema, meu cisne,
Ou nuvens com vento a soprar:
Meu coração que lhe acolhe qual tisne,
É brasa que aquece a embalar!

O céu de estrelas, sem fim, tão profundo,
É um dos assombros de Deus!
Álamo, olhar perolado aprofundo,
São seus olhos brilhando nos meus!
  • Letra original:
Ніч яка місячна

Ніч яка місячна, зоряна, ясная,
Видно, хоч голки збирай;
Вийди, коханая, працею зморена,
Хоч на хвилиночку в гай!

Сядем укупочці тут під калиною,
I над панами я пан!
Глянь, моя рибонько, - срібною хвилею
Стелеться в полі туман.

Ти не лякайся, що свої ніженьки
Вмочиш в холодну росу,
Я ж тебе, вірная, аж до хатиноньки
Сам на руках однесу.

Ти не лякайся, що змерзнеш, лебедонько,
Тепло - ні вітру, ні хмар,
Я тебе пригорну до свого серденька,
А воно палке, як жар.

Andre Rieu faz uso da arte para promover a paz entre Rússia e Ucrânia, unindo cantores e músicos de ambos os países em solo BRASILEIRO – Ibirapuera – SP!

Sem comparações, cada qual tem seu local e valor, e ambos nos tocam profundamente.

Veremos agora uma apresentação de Andre Rieu and Anna Reker, entoando a mesma peça no Ginásio do Ibirapuera – SP – 04/10/2014. Locução com intérprete:

Transcrição: Uma das nossas solistas desta noite, vem da Ucrânia, e ela me perguntou se podia cantar uma música de sua terra natal. É uma música que significa muito para ela. Ela me disse que a mãe dela é da Ucrânia e o pai dela é da Rússia, e que durante toda a vida eles se amaram muito; porque o amor não tem barreiras, senhoras e senhores! E para provar que o amor reúne as pessoas, ela não vai cantar essa música da Ucrânia sozinha. Ela vai cantar essa música ucraniana juntamente com nossos amigos russos que vocês conhecem!

Fontes: in loco.

Veja, também: Todas as demais informações (baseadas em fontes primárias e provas documentais) que publicamos sobre o conflito, basta continuar rolando a página.


EDIÇÃO: 07/03/2022

Vamos à guerra, dominemos o inimigo que seja de nosso interesse do momento; aumentemos nosso território e império. Depois, fabriquemos motivos e apresentemos razões para calar dúvidas e sufocar críticas. Assim, conquistaremos apoio estrangeiro e até quem nos defenda. A própria história pode mentir, dependendo de quem a conta e por quais interesses. Assim são os ultraninivitas e neobolcheviques.

• ∆an βεrg •

QUER SABER SE ESTAMOS DE ALGUM LADO? SIM, ESTAMOS DO LADO DA PAZ! E VOCÊ?

EUROPA E ÁSIA: A HISTÓRIA DA ASCENSÃO E QUEDA DOS REINOS E IMPÉRIOS, DESDE 400 a.C., ANO A ANO, ATÉ TEMPOS ATUAIS | 2500 ANOS DE HISTÓRIA OU 300 PÁGINAS DE LIVROS EM APENAS 10 MINUTOS DE VÍDEO | APRENDA E ENSINE

Fatos, verdades e documentos | As principais informações que você não verá no jornalismo midiático | Há outra terrível guerra que se alastra pelo mundo e deve ser repudiada: A guerra de narrativas: desinformação!

Ponto a ponto, para direito ao contraditório, especificamente no foco em questão, ou ajustes que se façam necessários:

  1. 2500 anos de História ou 300 páginas de livros em apenas 10 minutos de vídeo | Aprenda e ensine!
  2. A História da Eurásia por meio de animação de mapas.
  3. Uma maneira revolucionária de ensinar e aprender história!
  4. Essa aula em vídeo de 2500 anos em apenas 10 minutos nos faz ganhar outra perspectiva das potências locais. Como um vídeo de 10 minutos pode ensinar mais do que um livro de 300 páginas? Vale a pena conferir. Copie o link em suas redes sociais – compartilhe com seus grupos e contatos.
  5. Nosso parco conhecimento contemporâneo limita o entendimento do contexto histórico das principais ocorrências.
  6. Perceba como o traçado de cada mapa vai se alterando conforme a ascensão e queda de reinos e impérios.
  7. Repetimos o fato maravilhosamente absurdo de que basta pausar o vídeo para conseguimos ver a fotografia do mundo de então, ano a ano!
  8. O vídeo se baseia nas fronteiras e populações de cada país, reino e império da Europa e parte da Ásia (Eurásia), desde 400 (antes de Cristo!), conforme referenciais acadêmicos do mundo (fonte).
  9. A ênfase está na Europa, continente situado no hemisfério norte do globo terrestre. Ao norte do continente europeu situa-se o Oceano Glacial Ártico; ao sul os mares Mediterrâneo, Negro e Cáspio, a leste os Montes Urais e a oeste o Oceano Atlântico.
  10. Estados vassalos e colônias não são incluídos na contagem da população de um país.

Fontes: 1. Population (População): Angus Maddison (2003), Historical Statistic for the World Economy | Colin McEvedy & Richard Jones (1978), Atlas of World Population History | Tacitus.nu | 2. Borders (Fronteiras): EmperorTigerstar – The History of Europe: Every Year | EmperorTigerstar – The History of the Middle East: Every Year | Ollie Bye – The History of Africa: Every Year | 3. Música – mrgice3 – Gladiator – The Battle Super Theme Song | Barbarian Horde + The Battle – Artista: Yvonne S. Moriarty [Orchestrator] – Álbum: Gladiator | Cottereau

Veja, também: Todas as demais informações (baseadas em fontes primárias e provas documentais) que publicamos sobre o conflito, basta continuar rolando a página.


EDIÇÃO: 04/03/2022

Fatos, verdades e documentos | As principais informações que você não verá no jornalismo midiático | Há outra terrível guerra que se alastra pelo mundo e deve ser repudiada: A guerra de narrativas: desinformação!

BRASIL DÁ AULA NA ONU AOS PAÍSES EUROPEUS E EUA SOBRE COMO DEVERIAM SE COMPORTAR EM RELAÇÃO À GUERRA – PALAVRAS DA PRÓPRIA ESQUERDA E AUTORIDADES DA UCRÂNIA NO BRASIL

Ponto a ponto, para dar direito ao contraditório, especificamente no foco em questão, ou ajustes que se façam necessários:

  1. Pronunciamento Embaixador do Brasil na ONU, Ronaldo Costa Filho.
  2. Nenhum desses governantes é santo, e não compete a populares calibrar quem seja o melhor ou pior. Isso não contribui para cessar fogo.
  3. Nenhum país tem moral ou poder para ser juiz ou polícia das demais nações soberanas do mundo.
  4. Ninguém deve colocar gasolina na guerra.
  5. Não há desculpas ou narrativas que tornem lícita a ação de Putin.
  6. Conforme os posts que circulam, com textos meramente de jornais e edições de politiqueiros, por mais que fossem verdade, qual seria a próxima nação que deveria ser invadida, atacada e dominada com base nos mesmos critérios?
  7. Não se deve defender personagens e politicos, mas, sim, os inocentes dentre o povo ucraniano e russo. Leve a sério principalmente quem defenda, acima de tudo, A VERDADE, apresentando provas documentais, NÃO meras cópias de jornalismo, narrativas ou ideias tendenciosas de internet.  
Discurso do Brasil na sessão da Assembleia Geral da ONU sobre o conflito na Ucrânia
Consul Honorário da Ucrânia em SP, Jorge Rybka – prova do que o cônsul disse à emissora em epígrafe
O Encarregado de Negócios da Embaixada da Ucrânia no Brasil, Anatoliy Ktach
– prova de qual é a verdadeira palavra do representante ucraniano, em rede nacional, à emissora em epígrafe
O Presidente da República, Jair Bolsonaro | Brasil já deu sua posição na ONU: Condena a guerra e vai se manter neutro, como tem sido o histórico respeitado pelo no mundo – Preferência por apoio humanitário, visto, transporte e acolhimento – FAB já atua na região – o apoio deve ser para o bem da humanidade, não apenas da Rússia ou Ucrânia | Imprensa Oficial – Aos 1m02s, novamente o Embaixador do Brasil na ONU discursa pedindo cessar fogo imediato | TV Planalto – Brasil em Dia

Veja, também: Todas as demais informações (baseadas em fontes primárias e provas documentais) que publicamos sobre o conflito, basta continuar rolando a página.


EDIÇÃO: 02/03/2022

Fatos, verdades e documentos | As principais informações que você não verá no jornalismo midiático | Há outra terrível guerra que se alastra pelo mundo e deve ser repudiada: A guerra de narrativas: desinformação!

QUER SABER SE ESTAMOS DE ALGUM LADO? SIM, ESTAMOS DO LADO DA PAZ! E VOCÊ?

CAÇAS DA RÚSSIA INVADEM ESPAÇO AÉREO DA SUÉCIA | UE ACOLHE PEDIDO DE ADESÃO DA UCRÂNIA | ONU DIZ QUE ENTRADA DA UCRÂNIA NA OTAN SERÁ CRUZAR A LINHA VERMELHA

Ponto a ponto, para dar direito ao contraditório, especificamente no foco em questão, ou ajustes que se façam necessários:

  1. O pedido formal para a entrada no bloco de países europeus, assinado pelo presidente ucraniano Volodymyr Zelensky foi reforçado, assinado e recebido na UE (vídeo pessoal, 28/02/2022).
  2. Processo de integração na UE apenas teve início. Nenhuma dessas atitudes, cadastros ou ingressos resolverão o problema, pelo contrário, podem ser ainda mais gasolina na fogueira. A insistência desse tipo de ingresso em bloco, além de não ser útil, pode ser o estopim para algo muito grave mundialmente.
  3. Quatro caças da Rússia violaram o espaço aéreo da Suécia (02/03/2022), segundo comunicado das Forças Armadas do país. Foram confirmados dois caças Su-27 e outros dois jatos de ataque Su-24, que invadiram o espaço sueco a leste de Gotland, ilha no Oceano Báltico, ao Sul de Estocolmo.
  4. O Reino da Suécia não faz parte da OTAN, assim como a Finlândia, nações vizinhas da Rússia e rota viável para o Alaska.
Su-24M2 Fencer-D da Força Aérea Russa. Foto: Alexander Mishin via Wikimedia

Isso mostra que nossa preparação é boa. Estivemos no local para garantir a integridade territorial e as fronteiras da Suécia. Temos total controle da situação […] À luz da situação atual, levamos o incidente muito a sério. É uma ação pouco profissional e irresponsável por parte da Rússia.

General Carl-Johan Edström, comandante da Força Aérea Sueca – Forsvarsmakten
Força Aérea Sueca divulgou imagens das aeronaves interceptadas | Foto: Força Aérea Sueca | FÖRSVARSMAKTEN
  1. Brasileiros patriotas, cristãos e conservadores de direita recebem mensagens de SUPOSTOS protestos, de SUPOSTOS representantes da Ucrânia. Pior: Muitos estão caindo no jogo de narrativas e dão prosseguimento às essas mensagens sem se preocuparem em saber se é ou não verdade, qual a fonte, se há coerência documental ou se é questão de estratégia política mundial.
  2. Todavia, ao se averiguar os fatos (o que recomendamos a cada cidadão antes de prosseguir copiando as mensagens), descobrem-se afirmações desprovidas da verdade. Raciocínio e contraprovas seguir.

Quem vence a guerra não é simplesmente quem possui o maior arsenal bélico, mas quem tem o controle das informações.

NENHUM CIVIL QUER ESSA GUERRA, NEM RUSSOS, NEM UCRANIANOS, MAS APENAS DÉSPOTAS MEGALOMANÍACOS, GUERRILHEIROS E POLITIQUEIROS TÓXICOS À HUMANIDADE

  1. A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, se mostrou favorável à entrada da Ucrânia ao grupo (entrevista à TV EuroNews – 27/02/2022). Ex-presidente da Comissão Europeia concorda com Van Der Leyen quanto à integração da Ucrânia no bloco europeu.
Durão Barroso apoia adesão da Ucrânia à UE
  1. 28/02/2022 – Bombardeios a Kharkiv (Carcóvia, em ucraniano Ха́рків). Foi capital da Ucrânia até 1934. Hoje é a segunda maior cidade da Ucrânia. Kharkiv foi a primeira capital da República Socialista Soviética da Ucrânia, de dezembro de 1919 a janeiro de 1934, quando Kiev se tornou a capital. A região de universidades, indústrias e museus recebe novos ataques a civis inocentes. O bombardeio é questão de honra (ou desonra) ao Chefe do Kremlin, já que Kharkiv era a capital do Império Soviético na Ucrânia.

Ataques bárbaros por mísseis russos na Praça da Liberdade, no centro, e em distritos residenciais de Kharkiv. Putin não consegue dominar a Ucrânia. Ele está cometendo mais crimes de guerra só por fúria, [ele] mata civis inocentes.

Dmytro Kuleba, ministro das Relações Exteriores da Ucrânia
  1. Mais de 835 mil ucranianos já deixaram o país desde o início dos ataques até 02/03/2022 (ONU).
[A situação] parece a caminho de virar a maior crise de refugiados da Europa neste século.

Porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) – 01/03/2022
  1. A Ucrânia conta com 45 milhões de habitantes – população semelhante à do estado de São Paulo.
  2. Proporcionalmente ao Estado de SP, a região de Dombass, concentração de guerrilheiros separatistas pró-Rússia, financiados por Putin, desde 2013, nas óblasts (províncias) de Donetsk (Área: 358 km²; população, 2021, 905,364 hab.) e Luhansk (Área: 257 km²; população, 2021: 399,559 hab.), seria equivalente, geograficamente, à região de Franca, e proximidades dos municípios de Ituverava e Batatais.
Zelenskii aplaudido de pé no Parlamento Europeu, 01-03-2022 – Comparecencia completa de Zelenski ante el Parlamento Europe | Valencia

Transcrição editorial:

Temos sofrido os bombardeios dos mísseis de cruzeiro, e hoje recebemos um ataque terrível. Dois mísseis de cruzeiro atingiram a fronteira da própria Rússia, em que muitos russos também estavam. Sempre mantivemos ali, mesclados com esse povo russo, excelentes relações. Mais de vinte universidades estão naquele local. É a cidade com o maior número de universidades, pelas quais a juventude teria um futuro fantástico. O povo costumeiramente se reúne ali para passeios, turismo ou celebrações costumeiras, bem na Praça da Liberdade, em nosso país. É a maior praça da Europa a favor da liberdade! Dois mísseis de cruzeiro, esta manhã, atingiram nossa Praça da Liberdade! Esse é o preço que pagamos pela liberdade. Prosseguimos lutando, pagando como nação, por nosso direito à liberdade de sermos europeus. Estamos lutando por e para nosso país e pela liberdade. Nada poderá nos interromper de termos a Liberdade que dá nome à Praça. Somos fortes: Somos ucranianos! E lutamos pela vida de futuras gerações. Vejam se é justo, ontem, faleceram 16 crianças, e Putin seguirá dizendo que é um simples exercício ou operação militar, e que estão atacando apenas estruturas militares. Como podem falar de ataques a estruturas militares em que morrem crianças e jovens? Lançando os mísseis de cruzeiro acabaram com a vida de 16 crianças ucranianas. Agora, lutamos por nossas vidas, por sobrevivência, e também para termos o pleno direito de sermos considerados parte da Europa. Estamos convencidos de que a União Europeia, conosco, estará cada dia mais forte. Mas, sem vocês, a Ucrânia estará só. Temos demonstrado nossa força, nessas terríveis circunstâncias, de que somos iguais a vocês. Somos europeus! Por favor, demonstrem que a União Europeia está conosco, e de que não nos abandonará. Mostre que vocês são verdadeiramente europeus, e que a vida vencerá a morte, e a luz vencerá as trevas, ante essa situação que estamos vivendo. Obrigado a todos.

Volodymyr Zelensky
  1. O Conselho Europeu decide a proibição de sobrevoo do espaço aéreo da UE – União Europeia e de acesso aos aeroportos da UE por transportadoras aéreas russas de todos os tipos. A medida foi tomada dentre outras aprovadas pelo Conselho em 28/02/2022.
  2. 01/03/2022 – Emocionada, a embaixadora da Ucrânia nos EUA é aplaudida de pé. EUA diz que tomará a mesma decisão de fechar o espaço aéreo para todos os voos rusos, de qualquer tipo, e que iniciará o confisco de bens dos magnatas russos em solo norte-americano.
  3. No discurso, Biden declara “Eles não fazem ideia do que vem por aí! O rublo já perdeu 30% de seu valor. A bolsa de valores russa caiu 40%, e as negociações continuam suspensas. A economia russa já está cambaleando e Putin é o único culpado”.
Tentando aparentar força, Biden diz que fechará espaço aéreo dos EUA para voos russos “Putin nem imagina o que está por vir” | Putin não nos seduz, mas Biden não nos convence
  1. Incrivelmente, após ameaças de prosseguir invasões de outras nações, o que permite rápido acesso via Polo Norte para atingir o Alasca, acompanhado de comunistas para apertarem a mão de Biden, o presidente do Eurogrupo, Paschal Donohoe, viaja para a Estônia e Finlândia. Os encontros serão nos dias 3 e 4 de março de 2022 para uma série de reuniões bilaterais.
  2. 01/03/2022 – 18h20 (local) – Também incrivelmente: Discurso do Presidente Charles Michel após seu encontro com a presidente da Geórgia Salome Zourabichvili, em Bruxelas. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, e a presidente da Geórgia, Salome Zourabichvili, discutiram como fortalecer os laços entre a Geórgia e a UE [confirme].

Raramente é aceitável evocar o nazismo para explicar situações atuais, mas a chocante realidade é que a campanha propagandística de Putin tem elementos que remetem à Alemanha de Hitler. Negar o direito à existência de um povo ou de um estado é o autoritarismo terminal em seu mais perfeito – e lúgubre – estado.

Vilma Gryzinski, jornalista discriminada por colegas de profissão e acusada de “ultradireitista”, racista, fascista por mostrar, incansavelmente, a realidade dos fatos de que, para hipócritas, quando se trata do “ódio do bem”, aí está tudo bem!
  1. 28/02/2022 – 17:40 – UE adota novo conjunto de medidas em resposta à agressão militar da Rússia contra a Ucrânia. O Conselho chegou a acordo sobre um novo pacote de medidas individuais e econômicas, QUE ABRANGEM TAMBÉM A BIELORRÚSSIA – Belarus – para dar resposta à agressão militar não provocada e injustificada levada a cabo pela Federação da Rússia contra a Ucrânia.
  2. O Movimento de DESCOMUNIZAÇÃO NA UCRÂNIA (em ucraniano: Декомунізація в Україні), é um dos tendões de Aquiles, pedra no sapato, grande mágoa e revolta de Putin, sendo que a História, as provas documentais, fatos e imagens não deixam mentir:
Estátua de Lenin sendo derrubada na cidade de Khmelnytskyi em 21 de Fevereiro de 2014 | Пам’ятник Леніну в момент падіння. Хмельницький, парк культури і відпочинку імені Чекмана | Falling of Lenin in Khmelnytskyi park | Foto: Volodymyr D-k – Wikimedia Commons
  1. PUTIN DEFENDE QUE A AMAZÔNIA É DO BRASIL.
  2. Ora, ora, e tem gente saltitante fazendo celebrações universais por causa disso? Ele nada fez além de sua obrigação, de reconhecer que algo brasileiro pertence ao Brasil!
  3. Pessoas que pegam esse caso isolado para comemorações desmedidas e beatificar Putin é o mesmo perfil de pessoas que fazem matérias no principal jornal do país (até então) sobre o ato heroico de um brasileiro pobre que encontrou uma carteira cheia de dinheiro e a devolveu ao dono!
  4. Colocar essa pessoa, que devolveu a carteira ao dono, num pódio e aclamar como herói da humanidade é o mesmo que dizer que o padrão e perfil geral dos brasileiros é de ladrões e desonestos!
  5. Não se pode alimentar esse tipo de distorção comportamental da mídia em hipótese alguma! Dizer que o pobre foi honesto e devolveu a carteira ao dono É DEVER! Putin declarar que a Amazônia pertence ao Brasil É DEVER!
[…] a guerra deve ser vista como uma questão de ardil, que cria constantemente falsas aparências, difunde a desinformação e emprega a astúcia e o logro. Quando criadas com imaginação e implementadas com eficiência, o inimigo não saberá onde atacar e tampouco que formações usar, e será, por conseguinte, levado a cometer erros fatais.

Sun Tzu, 2002, p. 31
  1. É óbvio e ululante que ambos os atos (reconhecer a Amazônia e devolver a o dinheiro ao dono) são de honra e merecem honra. Mas não podemos confundir as coisas e inverter valores, ou deturpar conceitos!
  2. Em exemplo crasso, não se pode beatificar o ladrão que devolve o veículo roubado ao proprietário, nem levá-lo à TV e ficar propagando isso dias a fio na internet como “o bandido mais honesto do mundo!”.
  3. Outro exemplo, esse que aconteceu de fato (está nas redes sociais, a quem quiser ver), temos o caso de um homem pobre e humilde, faxineiro de aeroporto, que encontrou no banheiro uma bolsa com U$10 mil, e a devolveu imediatamente.
  4. A bolsa pertencia a um turista suíço a caminho de Manaus. Francisco, o faxineiro, fez um único pedido, que gostaria de visitar o Palácio do Planalto e conhecer o Presidente da República.
  5. Provas documentais não faltaram: fotos com o presidente, vídeos, autógrafo no próprio uniforme, e uns nove dedos de prosa. Para desapontamento total de Francisco (e de todo brasileiro honesto), o presidente, cabeça e exemplo da nação, atreve-se a questionar o humilde faxineiro do porquê ele tinha devolvido o dinheiro, que poderia ser usado para comprar uma casinha, e que até os colegas iriam rir dele, etc.
  6. Francisco diz que resolveu devolver e não quis ficar com nada porque “seria desonesto” se apropriar da bolsa (com identificação do proprietário).
  7. Em total escárnio à nação, o mandatário expõe seu conceito, diz que não considera isso desonestidade e que ficaria com o dinheiro. Nada como ver a Rede Globo sendo Rede Globo, glamorizando o réprobo. Ao dizer que o ato de não devolver é algo desonesto, Francisco ouve do presidente: “Não, nem é desonesto, não… eu acho que o cara achou um dinheiro, não tem dono, sabe…”. Mas, o dinheiro tinha dono e estava identificado na bolsa, e, por consciência, o faxineiro procura o legítimo dono para fazer a honesta e devida devolução. Talvez esse tipo de raciocínio que ele recebeu como “lição” do então presidente explique o que fez com a Petrobras e demais bolsas de dinheiro pertencentes ao povo brasileiro. Confira:.
  1. Portanto, senhor Putin e brasileiros que glamorizam e beatificam a devolução de algo alheio: Sim, a Amazônia é nossa! Parabéns pelo dever de reconhecer, nada mais! Isso não lhe torna outra pessoa, nem lhe dá o direito de praticar crime contra a humanidade, ao invadir de modo oficial um Estado soberano, matando civis inocentes.
  2. Do contrário, quem a isso apoiar, que respondam: Qual será a próxima nação soberana a ser invadida (sem que seja situação de genocídio local, tipificado, e sem que seus cidadãos – não guerrilheiros financiados – peçam intervenção internacional)?
  3. PUTIN VENDE A NARRATIVA DE NESNAZIFICAR A UCRÂNIA – COMO ASSIM? QUAL O PROPÓSITO DESSE TIPO DE AFIRMAÇÃO?

Tomei a decisão de realizar uma operação militar especial. Seu objetivo será defender as pessoas que há oito anos sofrem perseguição e genocídio pelo regime de Kiev. Para isso, visaremos a desmilitarização e DESNAZIFICAÇÃO (?) da Ucrânia.

Vladimir Putin em discurso televisionado, 24/02/2022. Ao mesmo tempo, mísseis e forças armadas russas iniciavam uma incursão que atingiria todas as regiões do país e deixaria centenas de mortos. Como assim? DESNAZIFICAÇÃO da Ucrânia? Quer roubar aplausos de quais senhorinhas ingênuas de seu próprio país e incautos mundiais?
  1. O desespero desse tipo de militância mundial, especialmente em países próximos de eleições, é tão grande que cometem o absurdo de propagar que a Ucrânia é nazista e comunista! E Putin, extremamente inteligente e estrategista nato, sabe tirar proveito dessa narrativa como ninguém!

A diplomacia mundial comprova cada vez mais que as decisões sobre início ou término de guerras ocorrem ao custo de moeda que não lhes pertence: o sangue de inocentes.

Dan Berg
  1. TODAVIA quem defende essa tese estapafúrdia omite o fato de que na própria Lei Magna da Ucrânia, equivalente juridicamente à Constituição Federal do Brasil (ou como deveria ser o texto no Brasil), o uso de elementos e símbolos comunistas e soviéticos, além de outros, são tipificados como crimes (com severas penas).
  2. Os legisladores da Ucrânia fizeram questão de manter isso na legislação tamanha é a abominação que o país tem dos abusos, torturas, mortes e desgraças de todo tipo, causados por seus algozes da antiga República Socialista (PDF da lei a seguir).
  1. HOLODOMOR (pesquise a respeito) faz parte do texto das leis ucranianas que repudiam o comunismo, portanto, não só real como desgraça registrada historicamente e que faz parte da legislação nacional!
  2. Ao acusar o presidente judeu Volodymyr Zelensky de NAZISTA – sem qualquer prova disso -, na tentativa desesperada de justificar seu ataque de um povo eslavo sobre outro também eslavo, Putin extrapola todo bom senso e paciência.
  3. E o faz, absurdamente, dizendo que se trata de DEFESA!
  4. Outra prova de tentativa pérfida de moldar a opinião popular russa a respeito de seus irmãos ucranianos e o governo de Kiev. Lamentavelmente há quem compre o promíscuo, por isso há vendedores de promiscuidade.
  5. Conforme pode ser pesquisado em qualquer livro de História, a partir do momento em que exército nazista adentrou as áreas ucranianas, em 1941, mais de 5 milhões de ucranianos morreram combatendo os nazistas, que mataram a maior parte dos 1,5 milhão de JUDEUS UCRANIANOS!
  6. A ocupação alemã durou até 1944. Como é de se esperar, em qualquer lugar do planeta, obviamente houve não apenas traidores mas também extremistas que se juntaram aos nazistas, os quais foram “premiados” para atuarem na administração local, outros como parte da polícia nazista ou guardas em campos de concentração.
  7. Sim, por meio desses fariseus e lesapátrias ou guerrilheiros extremistas, o governo alemão nazista foi batizado de Reichskommissariat Ukraine, ou RKU.
  8. Como dito, óbvio que esses inconfidentes não eram apenas ucranianos, mas, sim, exceção e, por vezes, inimigos de seu próprio povo e irmãos vizinhos.
  9. Esses malignos tiveram domínio sobre a região que hoje se conhece por Ucrânia, Belarus (Bielorrússia) e Polônia.
  10. Chamar o povo ucraniano de NAZISTA ou COMUNISTA, ou insinuar que elegem pessoa desse tipo, é rasgar a própria constituição deles, bem como rasgar o corpo e a alma.

Nenhuma nação deve ser invadida ou ter sua soberania violada, EXCETO quando seus próprios cidadãos, em sua maioria, peçam às forças militares a deposição daquele que seja sua AUTORIDADE SUPREMA, conforme Lei Magna, ou intervenção internacional quando o governante maior e Forças Armadas sejam os opressores do povo que efetua o pedido.

Dan Berg
  1. Quem ousa chamar ucranianos de NAZISTAS ou COMUNISTAS, já é um indicador para se parar a conversa.
  2. Quem afirma tais absurdos sequer sabe quem foi Stepan Bandera, exceção do nacionalismo colaboracionista. Esse controverso personagem primeiro tentou facilitar o domínio dos nazistas na região, mas depois se voltou contra eles, quando percebeu que seu plano de independência da Ucrânia, aos seus moldes insanos não se concluiria.
  3. Como resultado, Bandera passou anos em um campo de concentração NAZISTA e foi assassinado por um agente da KGB em 1959.
  4. Aos que falam sobre o que não conhecem, seria muito oportuno que estudassem o raso de História, e tentassem compreender ou, ao contrário, tentassem contestar tais verdades, munidos de bases sólidas, não de falácias e sofismas de “diplomatas” atuais, seus grupelhos e jornalecos pulverizando mensagens apócrifas nas redes.
  5. Para essa específica exceção de ucranianos, bielorrussos, poloneses e demais fariseus daquela época, que se venderam ao nazismo em franco ato lesa-pátria, o que culminou no massacre e morte de 1,5 milhão de JUDEUS UCRANIANOS, constitui a maior prova do tamanho do desespero, loucura e tentativa de que isso lhes livrasse da opressão do líder soviético Joseph Stálin.
  6. AO EXEMPLO DE RACIOCÍNIO IDÊNTICO, COM HISTÓRIA DE CONHECIMENTO MUNDIAL: TODOS OS APÓSTOLOS ERAM SICÁRIOS, REVOLUCIONÁRIOS E TRAIDORES? O PARALELISMO É TÃO APROPRIADO QUANTO NECESSÁRIO PARA ENTENDIMENTO DE ALGUNS – SEJAMOS HONESTOS NOS CRITÉRIOS E LÓGICA:
  7. Judas Iscariotes, um dos discípulos, não vendeu Jesus Cristo por 30 moedinhas de prata simplesmente pelo valor das financeiro!
  8. Ele tinha convicção de que Jesus seria o libertador do Império de Roma, no aspecto físico, político, cultural, total!
  9. Por haver muitos indivíduos com nome comum de Judas, José, Pedro, e até Jesus, seu sobrenome, Iscariotes, nada mais é do que alcunha em referência ao seu local de nascimento, em Kerioth, na região da Judeia. Judas foi o único dos apóstolos que não nasceu na região da Galileia.
  10. Alguns “scholars” defendem que o nome também pode ter surgido da palavra latina “sicarius” (sicários: assassinos – sedentos de sangue; sanguinários, sanguissedentos, cruéis; matadores contratados; malfeitores), como indicativo da milícia da qual ele fazia parte. Os sicários constituía o mais radical grupo judeu, havendo muitos terroristas entre eles. Isso não descarta que Iscariotes também seja o indicativo do nome de sua família e de que as duas verdades caminharam juntas.
  11. O fato de Judas ser instruído e politizado, da ala dos radicais, membro da seita dos zelotes, militantes do Messianismo Político, ele acreditava seriamente que Jesus Cristo seria a concretização do estabelecimento do Reino de Israel fisicamente.
  12. Mas… o que isso tem a ver com Ucrânia e Rússia, nazismo e comunismo, Stepan Bandera e incontáveis outros? TUDO! O ser humano é assim, com comportamento repetido na História. Vejamos:

O grande povo russo, com seu histórico de sacrifícios titânicos, TANTO NAS MÃOS DE LÍDERES INTERNOS quanto de INVASORES EXTERNOS, NÃO MERECE ser colocado na situação que o regime Putin criou, de [os russos serem] carrascos de um país praticamente impotente diante da superioridade bélica do vizinho.

Vilma Gryzinski, jornalista discriminada por colegas de profissão e acusada de “ultradireitista”, racista, fascista por mostrar, incansavelmente, a realidade dos fatos de que, para hipócritas, quando se trata do “ódio do bem”, aí está tudo bem! Glosa e grifo nossos.
  1. Todos sabem que Judas se desencantou, se desiludiu e traiu. Mas poucos ou quase ninguém fala sobre os fatos históricos narrados nas próprias Escrituras. Sequer pastores e padres perceberam ou usam de suas prédicas para falar sobre isso.
  2. A TRADIÇÃO DE JUDAS E O NÚMERO 13.
  3. O número treze (13) não é mal visto por acaso. Não há como se negar que desperta medo e terror em muita gente. Há inúmeras explicações, desde numerologias ocidentais até a Kabbalah (em hebraico: קַבָּלָה, cujo significado literal é receber, tradição, fundamento – palavra romanizada como Cabala).
  4. Obviamente que, diante desse e inúmeros outros fatos e documentos históricos, o número passou a ser símbolo de desgraça. Há quem diga o contrário, embora o assunto não seja esse. O esclarecemos a título de tonar o paralelismo entre Judas e acusar alguém de nazista ainda mais claro.
  5. Independentemente de qualquer versão para o número 13, há um fato histórico registrado no próprio Novo Testamento:
  6. Judas era fiel seguidor de Jesus, e nutria todos esses sentimentos nacionalistas e extremismo belicoso de raiz. Ele tentou conciliar: o Messias havia chegado e seria, em sua visão, o libertador para estabelecimento do Reino de Israel geopoliticamente. Com isso em mente, prossigamos:
  7. Ocorre que no capítulo 13 do Evangelho segundo São João (em grego: Τὸ κατὰ Ἰωάννην εὐαγγέλιον), Jesus protagoniza a cena do lava-pés, ou seja, Deus e Rei que se ajoelha e se rebaixa à posição de servo. Esse é um potencial gatilho para o surto de Judas. Note que as cenas com Jesus mudam a partir desse capítulo, assim como os atos de Judas.
  8. Sua crise ontológica explode. Afinal, ele passou a vida lutando por respostas geopolíticas (neologismo para os daquela época), materiais, físicas, MAS agora surge alguém que apresenta conceitos metafísicos!
  9. Como ele poderia ser tão tolo e sentir-se tão idiota, tendo investido a própria vida na militância do Messias que, segundo ele, seria a libertação do Império de Roma? Entretanto, os ensinos de Jesus apontam para outras lições, outro reino, espiritual e não terreno.
  10. Isso é o fim para Judas. O lava-pés é o bilhete de encerramento de militância e certificado de derrota na luta. Como poderia alguém a quem ele tanto venerava como rei e Messias libertador, se prestar a esse tamanho desapontamento, se ajoelhando para lavar os pés aos discípulos. Se ele, Messias, na mente de Judas, acaba de revelar ser é um louco, então ele também o seria, afinal, um louco seguindo outro!
  11. Note que é exatamente a partir do capítulo 13 do Evangelho de João que todas as piores desgraças e tragédias passam a acontecer com Jesus, culminando na prisão e crucificação. O comportamento e manifestações de Judas também se alteram. É a partir do capítulo 13 que o mal tem os portais abertos para realizar o que julgava ser a festa de vitória sobre o Messias.
  12. Judas não suporta e, num ato desesperador, joga tudo para o alto, como que ao menos as inúteis 30 moedas de prata, o preço de um escravo adulto na época, fossem o preço de sua própria decisão e sentença de suicídio.
  13. ANALOGIA E MORAL DA HISTÓRIA:
  14. Todos os discípulos eram da mesma índole de Judas? Todos os apóstolos eram de Kerioth? Eram todos da mesma seita ou partido? Eram todos sicários?
  15. Nesse mesmo prisma, por acaso isso nos dá a ousadia (ou imbecilidade) de julgar todos os UCRANIANOS como NAZISTAS pelo fato de que houve um grupo ultranacionalista que agiu nesse mesmo escopo do discípulo traidor, com propósitos aparentemente virtuosos, em franco desespero de pular da frigideira para o fogo sendo a frigideira o comunismo que já lhes fritava? Assim agiram vários!
  16. Se a Ucrânia tem traços de COMUNISMO ou NAZISMO, na pérfida narrativa de alguns, o mundo há que de lembrar-se que, graças ao comunismo e atrocidades de Stalin, cerca de 3,3 milhões de pessoas morreram de fome (Timothy Snyder, historiador da Yale University), ou talvez esse número tenha sido até 3 vezes maior.
  17. Não seria essa SÓRDIDA INDUÇÃO uma ofensa em proporções de infâmia, afronta e ignomínia aos queridos irmãos e amigos ucranianos, enquanto Estado, povo, gente e nação?
  18. Por isso, nunca julguemos antes de conhecer os fatos, e os motivos da bandeira secundária, de protesto, vermelha (sangue dos heróis) e preta (25% das reservas mundiais de solo negro, dentre 41,5 milhões de hectares de terras agrícolas – carro chefe da economia – cobrindo 70% do país).
Momento em que Putin anuncia acionamento de força militar que pode usar armas nucleares – Metrópoles

Os países ocidentais não estão apenas aplicando sanções econômicas nada amigáveis. Seus líderes de Estado têm feito pronunciamentos agressivos sobre nosso país. Por isso, ordenei que coloquem as forças de dissuasão da Rússia em regime especial de alerta.

Vladimir Putin, em linguagem técnica e específica militar referindo-se a bomba atômica ou hidrogênio, ou o que “as forças de dissuasão” tenham de mais destrutivo.
  1. O HOLODOMOR (em ucraniano: Голодомо́рvir, latinizado para Holodomór; derivado de морити голодом [moryty holodom], ou seja, “matar pela fome”) é um trauma coletivo que ainda assombra a Ucrânia, mesmo quase um século após os acontecimentos, e que serviu de combustível para o sentimento antissoviético que Bandera encarnou nos anos 1930 e 1940.
  2. 2013: O então presidente ucraniano Viktor Yanukovych, comandava um governo pró-Rússia, cedeu à pressão de Putin e se recusou a assinar o pacto de aproximação do país com a União Europeia, algo que a maioria dos ucranianos desejava.
  3. A decisão do presidente fez irromper protestos populares pelo país. Em um deles, na Praça Maidan, na capital ucraniana Kyev, estima-se que 100 mil pessoas se manifestaram. Após meses de tensão, em 2014, Yanukovych fugiu para a Rússia e acabou deposto.
  4. Fica claro como a narrativa de invadir a Ucrânia com argumentos estapafúrdios, entre eles de “salvar pessoas do genocídio” simplesmente não condizem com a realidade? Quando o presidente anterior se recusou a assinar a aproximação com a UE, foi o suficiente para o povo (não guerrilheiros financiados pelo Kremlin) ir para as ruas e pedir a deposição do mandatário. Por algo muito pior, hoje, esse mesmo povo não pediria a cabeça do Chefe de Estado? As narrativas de desculpa não suportam o menor confronto com os fatos e verdades.

Essa referência a NAZISTAS e NEONAZISTAS se tornou muito proeminente na mídia russa por volta de dezembro de 2013 (não existia essa narrativa antes disso!), porque, na época dos protestos da Praça Maidan, alguns dos manifestantes faziam coisas como hastear uma bandeira de (Stepan) Bandera, um nacionalista ucraniano que, temporariamente, durante a Segunda Guerra Mundial, cooperou com os nazistas para tentar (desesperadamente) buscar a independência ucraniana (do comunismo soviético). Há um segmento da população ucraniana que relembra aquelas tentativas de alcançar a independência ucraniana sob (Joseph) Stalin, aliando-se a Hitler, não como uma colaboração com o nazi-fascismo, mas como a atuação de patriotas ucranianos e heróis nacionais.

Brian Taylor, professor de Ciência Política da Syracuse University e autor de The Code of Putinism (O Código do Putinismo, em tradução livre) – glosa e grifo nossos.
  1. Em retaliação da derrubada do presidente ucraniano Yanukovych, a Rússia toma a Crimeia. Só aí o mundo começa ouvir falar desse território.
  2. Inicia-se uma rebelião no leste ucraniano liderada por separatistas financiados pela Rússia.
  3. Desde aquele momento, o confronto contra as forças ucranianas já custou 14 mil vidas.
  4. Nesse período, algumas milícias de extrema-direita ucraniana passaram a atuar para repelir os separatistas russos. São grupos como o Pravy Sektor e o Azov Battalion, que costumam empunhar bandeiras de Bandera (extremistas do outro lado, com bandeira vermelha [sangue de heróis] e preta [25% de terras pretas do mundo]), a quem Putin chama de “cúmplice de Hitler” e que hoje (Stepan Bandera) detém status de “herói nacional ucraniano”.
  5. Nenhum desses grupos extremistas, no entanto, jamais conseguiu eleger parlamentares para o Congresso Nacional ucraniano nem tem representantes no Executivo. O povo ucraniano em sua maioria não pede a saída de seu Chefe de Estado, eleito democraticamente.

A Ucrânia NÃO É controlada por NAZISTAS ou FASCISTAS, apesar do crescimento de grupos ultranacionalistas e fascistas nos últimos anos – UM PROBLEMA GLOBAL NÃO ESPECÍFICO DA UCRÂNIA. Na verdade, o governo democraticamente eleito da Ucrânia é comandado por UM PRESIDENTE JUDEU, VOLODYMYR ZELENSKY, CUJOS TIOS-AVÔS E OUTROS MEMBROS DA FAMÍLIA FORAM ASSASSINADOS DURANTE O HOLOCAUSTO.

Amy Randall, historiadora da Santa Clara University, Califórnia – EUA, especialista em Rússia – glosa e grifo nossos.
  1. TRADUTOR SE EMOCIONA EM DISCURSO DE ZELENSKY AO PARLAMENTO EUROPEU.
  2. O discurso do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky feito na manhã de 01/03/2022, por videoconferência ao Parlamento Europeu, em Bruxelas, emocionou o tradutor encarregado de repassar a mensagem em inglês.
  3. “Nós estamos… Só pela nossa terra. E pela nossa liberdade”, disse o tradutor com a voz embargada, com aplausos de diplomatas. Líderes e representantes de países da União Europeia só cessaram as palmas, de pé, depois de um minuto, quando Volodymyr Zelensky se retirou da frente da câmera, ovacionado.
  4. Temos abaixo duas ocorrências do mesmo tipo, uma tradutora e um tradutor. Como sempre, sem tom de protecionismo a nenhum dos lados, mas apenas apresentando os fatos, fazemos questão de disponibilizar aos nossos seguidores:
  1. BRASILEIROS RECEBEM MENSAGENS DE “SUPOSTOS” PROTESTOS SOBRE “SUPOSTOS” REPRESENTANTES UCRANIANOS CONTRA O BRASIL.
  2. Pior do que isso: muitos patriotas, nacionalistas, cristãos, conservadores e de direita, copiam e disparam mensagens apócrifas sem se darem ao trabalho de verificar a veracidade.
  3. Propagaram que cônsul, encarregado de negócios da embaixada e outras autoridades “EXIGEM” posicionamento e pronunciamento do presidente da república do Brasil. Será que realmente é isso que eles disseram? E, se disseram, de que forma confirmaram o que queriam dizer em seguida? Há algo que faltou ser dito no âmbito diplomático e oficial, exceto especulações e curiosidades de populares e imprensa? As legendas que a imprensa editou conferem com os fatos?
  4. Seguem provas documentais – não em textos parciais de interesses politiqueiros, mas em vídeo – das palavras dos próprios. Confira:
    1. Consul Honorário da Ucrânia em SP, Jorge Rybka
    2. O Embaixador do Brasil, Ronaldo Costa Filho, em pronunciamento na ONU
    3. O Encarregado de Negócios da Embaixada da Ucrânia no Brasil, Anatoliy Ktach
    4. O Presidente da República, Jair Bolsonaro
1) Consul Honorário da Ucrânia em SP, Jorge Rybka – prova do que o cônsul disse à emissora em epígrafe
2) O Embaixador do Brasil (portanto, a palavra oficial do Planalto), Ronaldo Costa Filho, em pronunciamento na ONU
3) O Encarregado de Negócios da Embaixada da Ucrânia no Brasil, Anatoliy Ktach
– prova de qual é a verdadeira palavra do representante ucraniano, em rede nacional, à emissora em epígrafe
4) O Presidente da República, Jair Bolsonaro | Brasil já deu sua posição na ONU: Condena a guerra e vai se manter neutro, como tem sido o histórico respeitado pelo no mundo – Preferência por apoio humanitário, visto, transporte e acolhimento – FAB já atua na região – o apoio deve ser para o bem da humanidade, não apenas da Rússia ou Ucrânia | Imprensa Oficial – Aos 1m02s, novamente o Embaixador do Brasil na ONU discursa pedindo cessar fogo imediato | TV Planalto – Brasil em Dia
  1. Acontece que a maioria das pessoas confia no contato que lhe enviou a mensagem, banner, post, vídeo, etc. Se tal pessoa (emitente) cometeu o deslize de deixar passar uma mensagem apócrifa, sem as devidas verificações, pronto, está feito o salseiro, pois esse contato no qual se confiou será a referência (foi fulano que me enviou, então deve ser verdade) para centenas de milhares que espalharão a notícia falsa, ou com partes de verdade, porém recheada de mentiras ou distorções dos fatos – dizem que o pior veneno é aquele que se administra em doses homeopáticas.  

Chegamos à linha após a qual o ponto sem retorno começa.

Maria Zakharova, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, sobre as relações da Rússia com o Ocidente, em entrevista à televisão russa após vários países terem imposto sanções abrangentes ao Kremlin pela invasão da Ucrânia.
  1. Todavia, ao averiguar os fatos – o que recomendamos a cada cidadão antes de prosseguir copiando as mensagens -, descobrem-se afirmações desprovidas da verdade. Perceba o raciocínio e contraprovas seguir.
    1. A maioria dessas notícias tem suas origens em sindicatos mundiais a serviço de bandeiras políticas e ideologias.
    2. O fato de um presidente preferir não se manifestar, não significa que esteja apoiando a Rússia.
    3. O Brasil não tem condições ou poder para interferir no conflito, e qualquer ato impensado poderia apenas agravar a situação para os próprios ucranianos, assim como para os brasileiros.
    4. As fontes de tais mensagens não são de confiança, via de regra, contém informações manipuladas, utilizando nomes e imagens de pessoas importantes, todavia sem provas de que realmente os fatos sejam conforme veiculado e dito pelas pessoas em questão.
    5. Salvo exceções, essas mensagens de grupos e redes sociais contém afirmações maliciosas e parciais, negando fontes ou sites onde estejam publicadas (Se é sério, está na rede social de quem? Em qual link foi publicado?).
    6. Obviamente mensagens apócrifas ou com veneno em doses homeopáticas são plantadas por quem entende muito bem de ciência política, ainda que pelo viés maquiavélico.
    7. Quem faz e quem dá prosseguimento dá total demonstração de desespero e oportunismo, utilizando-se da desgraça de irmãos ucranianos e russos, para tentar obter vantagens, proveitos ou boca de urna em ano eleitoral no Brasil.
    8. A menos que se prove o contrário, esse tipo de ato não é justo, não é verdadeiro, não é ético, é HEDIONDO!
CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS. Destaque em laranja: Donetsk e Luhansk, na região de Donbass. 1) Compare a visão do local semeado de guerrilheiros separatistas, desde 2014 financiados por Putin, com as demais áreas da Ucrânia. Não se vê protestos pró-Rússia em outras regiões no mesmo nível em que circulam imagens cinematográficas vindas dessas duas províncias, alimentadas por Moscou. 2) Compare também que a narrativa de invasão russa exclusivamente visando salvar essa região, não condiz com o ataque por toda a Ucrânia, visando claramente a retomada do domínio ao Império Russo, ao que Putin já admitiu várias vezes. 3) Nada justifica a invasão e ataque. | Última atualização: 24/02/2022, 12h00 GMT
Boris Johnson é confrontado por jornalista ucraniana: “Você não está em Kiev porque está com medo” – 01/03/2022

VÍDEO – CARREGANDO

  1. COISAS QUE NÃO PODEM ACONTECER NO BRASIL
    1. O Presidente da República não pode apoiar nenhum dos lados com quem o Brasil tem excelentes relações diplomáticas, comerciais e parcerias diversas, sabendo que, por mais neutro que seja, o mundo terá prejuízos pela guerra, o que não será diferente com o Brasil.
    2. O Presidente da República não pode ser refém ou serviçal de jornalistas desesperados por segredos de Estado para conseguirem “furo de reportagem” que lhes garanta vantagens de manchetes e interesses outros.
    3. O Presidente da República não pode agradar a curiosidade de populares ou imprensa sob a desculpa de informar o povo, principalmente porque, via de regra, distorcem os ocorridos, transmitindo mais suas opiniões e análises tendenciosas do que informando o fato propriamente dito.
    4. O Presidente da República não pode se inclinar a atender diplomatas, embaixadores, cônsules, membros de órgãos ou movimentos, apenas para lhes satisfazer caprichos. Aplica-se isso principalmente aos que se permitem ser usados por interesses politiqueiros, como arma de narrativas dentro do território nacional.
    5. O Presidente da República não pode tomar nenhuma decisão precipitada, a título de agradar esse ou aquele movimento, quando isso possa provocar prejuízos ao Brasil.
  2. INFORMAR A VERDADE É UMA FORMA DE CONTRIBUIR PARA MINIMIZAR O CONFLITO.
  3. Informar a verdade dá trabalho, pois obriga a cada cidadão a averiguar e repudiar toda notícia duvidosa ou tendenciosa, desprovida de publicações, bases e provas, históricas (de séculos, não de apenas um século), e de fontes duvidosas.
  4. O contrário é colocar lenha na fogueira e fazer uso ignóbil da tragédia para fins politiqueiros no Brasil. Comece prestar atenção em quem faz isso, produz ou repassa sem averiguações.
  5. Infelizmente vemos inclusive ditos patriotas, cristãos, conservadores e de direita, veiculando mensagens fabricadas nos porões do maligno, sem se darem ao trabalho de pesquisar se tais mensagens e afirmações condizem com os fatos e documentos.
  6. É o momento da guerra suja de narrativas. Os tolos acreditam se alimentam desses venenos, se intoxicam e espalham a toxicidade.
  7. Ao sentir “cheiro” de mensagens duvidosas, costumo perguntar “Se isso é sério, em qual link patriótico foi publicado?” Algumas pessoas se zangam, outros dizem “Como vou saber? Vi num grupo “patriótico”, ou “recebi de alguém de “confiança” e não perguntei”. E assim, infelizmente, vemos infestarem grupos ditos sérios de mensagens não verdadeiras ou levianas.
  8. Nem sempre se consegue a fonte “pessoa”, quando se trata de sigilo jornalístico. Porém, a mensagem há que ser confirmada por outros meios, um link ou caminhos que indiquem a verdade, procedência, etc. Do contrário, só repasse com ausência de fonte se você for um jornalista.
  9. É claro que todos nós cometemos gafes e deslizes, vez por outra, ENTRETANTO, sendo da imprensa ou não, é dever de cada indivíduo certificar-se de que a mensagem é verdadeira antes de repassá-la.
  10. Sobre aqueles que recebem em seus grupos mensagens já devidamente averiguadas pelo colega que postou, ou matérias produzidas e assinadas por seus próprios pares, mas insistem em dizer “é fake!”, para tudo e todos, ou aqueles que dizem “o canal tal não disse isso”, nesse caso é melhor nem prosseguir a conversa, para não saudar o bucéfalo.
  11. Em vez de considerar TUDO “verdade”, ou TUDO mentira, eis algumas perguntas que todo brasileiro deve começar fazer quando recebe mensagens duvidosas:
    1. Quem falou?
    2. Falou mesmo?
    3. Ah, então foi o fulano que disse que o sicrano disse? (aí é mais grave ainda)
    4. Onde está publicada a prova de que alguém falou tal coisa “ipsis literis” (dessa forma como está no texto)?
    5. O fato de qualquer pessoa fazer montagem de foto com frases de efeito e mensagens supostamente intelectuais, edição com imagem de autoridades e personagens daqui e dali, significa que sejam, de fato, verdadeiras?
    6. Caso circule uma mensagem do Tio Patinhas ao lado de minha foto, com edição dizendo que o personagem avarento é meu amigo ou me apoia, significa que podemos espalhar para todo mundo que sou avarento e não sei voar direito? E não é isso que estão fazendo por aí associando personagens no intuito de depreciar a imagem de pessoas? Captou?
    7. Qual é o propósito da mensagem ou post?
    8. Existe algum elemento tendencioso na mensagem que leve para distorção dos fatos, vendendo ideia diferente da verdade, documentos e registros históricos?
    9. A mensagem recortada ou editada foi vista em sua totalidade?
    10. Existe revisão do assunto, conversão do pensamento ou mudança de deliberação de alguém momentos depois?
    11. Por qual razão alguém está dando ênfase e transmitindo apenas um pedaço do ocorrido, mas omitindo outras partes também importantes?
    12. A pessoa que produziu ou repassou tal mensagem informa as fontes documentais e registros históricos daquilo que afirma? Ou é só narrativa do que ouviu falar e copiou?
    13. A pessoa que transmitiu a mensagem é de confiança? Ela mesma tem respostas para as perguntas acima?
    14. Se você não faz essas indagações ou prossegue na transmissão dessas mensagens, automaticamente está contribuindo para a distribuição da mentira e fortalecimento desse nascedouro, em fábricas e porões de domínio maligno. Certos hábitos e vícios, inclusive nossas preguiças culturais, devem ser tratadas para nosso bem, da família e nação. Ou não é isso?

Dizem a vocês (russos) que somos nazistas. Mas PODE UM POVO QUE DEU MAIS DE OITO MILHÕES DE VIDAS PELA VITÓRIA SOBRE O NAZISMO APOIAR OS NAZISTAS? Como posso ser nazista? Explique isso ao meu avô, que passou por toda a guerra na infantaria do exército soviético e morreu como coronel na Ucrânia independente.

Volodymyr Zelensky, em 23/02/2022. Depois de tentar se comunicar com Putin e ser ignorado repetidas vezes, o presidente ucraniano foi à TV e SE DIRIGIU EM RUSSO À POPULAÇÃO DA RÚSSIA, a quem apelou para que impedissem o Kremlin de prosseguir com um ataque. Em seu discurso emocionado, Zelensky abordou as acusações de que seu governo é nazista, o que viria a ser repetido por Putin horas mais tarde, no momento do anúncio da operação militar.
  1. Há também uma guerra de desinformação em curso na área. E não é de hoje! Em 2015, uma equipe da BBC mostrou como, na região de Donetsk, onde apenas emissoras de televisão russas transmitiam programas desde 2014, a história da morte de uma garota russa, de 10 anos, em um bombardeio ucraniano foi inteiramente inventada. Jornalistas da mídia russa, responsáveis por reportar a história, admitiram à BBC que a menina jamais existiu. “Nós tivemos que transmitir isso”, afirmaram os profissionais russos à BBC.
Caos e desespero para fugir da guerra – Passageiro filma a situação de um trem que deixa a Ucrânia – 26/02/2022
  1. Pessoas que desejam colocar fim no conflito devem combater sofismas e repudiar falácias, de forma veemente e contínua; DO CONTRÁRIO, QUEM VENDE ESSE PEIXE COMPROVA TER OUTROS INTERESSES e contribui para a guerra.
  2. Aeronave da Força Aérea Brasileira – FAB, à disposição na Polônia, conta com equipes nas imediações para retirada de brasileiros e dar guarida a ucranianos com destino ao Brasil. O Itamaraty coloca em ação o passaporte humanitário.
  3. Países como Lituânia, Letônia, Polônia, Hungria, Eslováquia e Romênia e Moldávia disseram que esperam uma onda de refugiados da Ucrânia.
  4. 64 Km DE TANQUES DE COMBOIO DE GUERRA. Imagens de satélite divulgadas (01/03/2022) revelam que a coluna militar russa às portas de Kiev tem uma extensão de quase 64 quilómetros, muito maior do que se supunha anteriormente. Isso indica que as tropas se preparam para um ataque ainda mais devastador à capital ucraniana.
  5. Moscou considera “insuficiente” o primeiro bombardeio a Kiev nos dias iniciais de guerra. A prova é de que o exército russo decidiu multiplicar a quantidade de soldados, tanques, veículos blindados, artilharia e aparato bélico na região norte da capital da Ucrânia, preparando-se para novo ataque muito mais intenso.
  1. CRIMES CONTRA A HUMANIDADE – VIOLAÇÃO DE TRATADOS INTERNACIONAIS.
  2. Bombas de vácuo (termobáricas, de aerossol ou também chamadas de explosivo de ar combustível), explosivos de fragmentação e minas terrestres – proibidos internacionalmente, são encontrados.
  3. Os locais atingidos também constituem crime, considerando ataques a prédios residenciais, jardim da infância, creche, universidade, estabelecimento de saúde, entre outros.
Câmera de segurança flagra momento de explosão em prédio residencial na Ucrânia | Registro pessoal – data e hora no vídeo
Destemido: homem retira mina terrestre russa em estrada da Ucrânia – 28/02/2022 – Segundo a mídia local, o homem não identificado, que estava na cidade portuária de Berdyansk, no Sudeste da Ucrânia, não quis esperar as unidades de eliminação de bombas. | No vídeo de 38 segundos, o senhor, vestido apenas com jeans e um casaco preto, caminha cuidadosamente com a mina terrestre nas mãos, aparentemente depois de encontrá-la na estrada. Ele leva o dispositivo – que, ao menos no vídeo, não detonou – para uma área de floresta às margens. A pessoa que registra o ato se descontrola a rir (entende-se que de nervoso).
  1. Sobre as bombas termobáricas, basta ver se as armas TOS-1 Burantino ou TOS-1A Solntsepek, as armas não nucleares mais perigosas do mundo, foram utilizadas. Ressalte-se que a Rússia é um dos poucos países do mundo que possui esse arsenal.
  2. As imagens de fotos ou vídeos mostrando um cogumelo de explosão também é indicador de uso dessas armas.
  3. Em 2000 a Rússia já usava essas bombas proibidas na Chechênia, e foi condenada pela Human Rights Watch.
  4. Além disso, a Anistia Internacional informa que tanto Rússia e governos sírios usaram munições termobáricas contra insurgentes na Síria.
Bomba termobárica, capaz de gerar uma onda de calor de até 3000ºC – Vasily Maximov / AFP
  1. Depois das bombas nucleares, as bombas termobáricas são consideradas as mais destruidoras.
  2. Por ser bomba de ar combustível, sua explosão equivale a mais de 44 t de TNT num perímetro de 300 m, com destruição local e ao redor de proporções inimagináveis. Em ambientes fechados, a pressão gerada dentro do raio de detonação é, pelo menos, 29 vezes maior que a pressão atmosférica. O choque, produzido por uma arma termobárica, se propaga a uma velocidade de 3,2 km/s.
  3. A bomba termobárica é praticamente toda carregada de combustível e tem seu primeiro estágio, quando libera a carga de aerossol, o fluido em suspensão. O segundo estágio é a detonação dessa nuvem de combustível, o que provoca uma gigantesca explosão. A bomba suga o oxigênio das áreas circundantes, causando onda de choque, praticamente desintegrando ou derretendo seres humanos de qualquer edificação, porão (bunker) ou caverna.
Um lançador de foguetes múltiplos TOS-1A Solntsepyok é exibido na Praça Vermelha de Moscou durante um desfile militar do Dia da Vitória em 2021 | Getty Images
  1. As baixas civis serão absurdas se essas armas forem usadas nos ambientes urbanos da Ucrânia, como o foram na Chechênia, que gerou a punição dos órgãos internacionais competentes.
  2. Em 28/02/2022, o procurador-geral do Tribunal Penal Internacional anunciou que “existe uma base razoável” para que o exército russo seja acusado de crimes de guerra e crimes contra a humanidade. Em 02/03/2022 o Tribunal recebeu dados de 39 países e iniciou a recolha de provas desses crimes.
  3. O ataque a jardim de infância e orfanato, na cidade de Okhtyrka, bem como praças típicas de encontros de civis, universidades, prédios residenciais, entre outros constitui provas desses crimes.
  4. Fazendo ou não uso de tais armas (o que logo se saberá), as imagens difundidas pelos órgãos Anistia Internacional e a Human Rights Watch registraram lançadores de foguetes termobáricos nos veículos TOS-1 da Rússia.

Os ataques russos contra um jardim infantil e um orfanato [na cidade de Okhtyrka] são crimes de guerra e violações do Estatuto de Roma.

Dmytro Kuleba, ministro de Relações Exteriores da Ucrânia – sobre elementos suficientes para investigação internacional.
  1. PÁGINA EM REDE SOCIAL DE DMYTRO KULEBA, MINISTRO DE RELAÇÕES EXTERIORES DA UCRÂNIA:
  2. Em sua página em rede social, Kuleba publica (28/02/2022) uma anotação (tradução abaixo), seguida do ofício a Corte Internacional de Justiça:

À luz da extraordinária urgência da situação, pedimos respeitosamente ao Tribunal Internacional de Justiça que realize uma audiência sobre o pedido da Ucrânia o mais rápido possível e instamos a Rússia a interromper imediatamente todas as atividades militares na Ucrânia.

  1. O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, por sua vez, responde:

Rechaçamos categoricamente. Rússia não é membro da Corte Penal Internacional.

Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin.

Dona Maria da pamonha aumenta o preço do produto sob o argumento de que a guerra faz subir o preço mundial dos cereais, incluindo o milho do Brasil, que ela utiliza para fazer a iguaria. Se ela irá ou não perder clientes, se ela tem ou não razão, fato é de que se trata de uma ilustração bastante didática de que ninguém ganha guerras, exceto interesses de diplomatas e especuladores pelo mundo.

Dan Berg
  1. SER NEUTRO, VIGILANTE, DAR GUARIDA E SUPORTE NÃO SIGNIFICA APOIAR O AGRESSOR.
  2. Converse com um policial e pergunte qual é a instrução para agir quando as forças policiais são chamadas para resolver conflito entre familiares ou vizinhos?
  3. O policial não pode deixar de comparecer, do contrário seria crime de prevaricação. ENTRETANTO, ele vai ouvir as partes – com a maior paciência do mundo -, mas por acaso compete a ele sair atirando ou levando para a prisão sem que nenhum crime tenha ocorrido ou esteja em vias de fato? Sua alçada tem começo, meio e fim, e essa atribuição de julgar ou conduzir à prisão, sem que haja delito, não lhe compete.
  4. Por acaso é pertinente às funções do policial julgar qual seja a parte certa ou errada? O que o policial deve observar e a quais procedimentos direcionar? Como o mundo pretende cair de paraquedas e colocar o dedo no nariz do povo russo ou ucraniano para julgar, invadir ou atacar qualquer um deles?
  5. Ressalvadas as diferenças abismais de complexidade de uma guerra, se mesmo numa briga séria de família ou vizinhos, um policial deve ouvir, observar se alguma lei tenha sido ou não infringida e procurar, com todo esforço possível, promover a paz no local, mas sem julgamento de mérito!
  6. Ele não conhece todos os elementos históricos da vida daquelas pessoas e o que fez a situação chegar onde chegou. Se lhe contarem que um dos envolvidos atropelou o filho da outra parte, quarenta anos antes, ou se o trisavô do outro era pedófilo, e usar desses argumentos para o “quebra pau” no momento, tal policial não pode, em hipótese alguma, arbitrar sobre quem tenha ou não razão, EXCETO EM VIRTUDE DE DESCUMPRIMENTO DE LEI: CRIME, DELITO!
  7. Caso esse policial, ao entrar na residência, flagrar uma pessoa com a faca no pescoço da outra (ainda que parentes ou vizinhos de décadas), ou feridos no local, a ação de força de segurança deve ser totalmente outra. Ou não? Pois multiplique essa dificuldade de diligências policiais do cotidiano aos fatores múltiplas vezes mais complexos em uma guerra!
  8. O que está em foco, aqui, são os atos dos políticos, a análise da história documentada (não propagada conforme conveniências de grupelhos e jornalecos), enquanto vemos, infelizmente, o mundo julgando russos ou ucranianos.
  1. O COMEDIANTE VIROU PRESIDENTE.
  2. A despeito da profissão do presidente ucraniano ser comediante, e exímio roteirista e estrategista, embora novo na política, o que isso traz de concreto para ataca-lo e justificar invasão e guerra de agora, matando inocentes na Ucrânia?
  3. ANTES de falar sobre o presidente da Ucrânia, que tem todo o direito de defesa – se não de apreciarmos sua pessoa, pelo menos por defendermos a verdade -; sim, antes de qualquer um apontar o dedo em riste sobre sua profissão (felizmente não era velhaco político), e antes que acusadores falem sobre – se é que papagaios saberão do que se trata – passemos a analisar alguns fatos históricos, reais e concretos, e seus personagens:
    1. Ye ou Yeezy, o rapper Kanye West, compositor, produtor musical, diretor de arte e estilista norte-americano, nativo de Atlanta, Geórgia, marido de Kim Kardashian, candidato a presidência dos Estados Unidos.
    2. Arnold Schwarzenegger, governador do Estado da Califórnia, que recebeu cerca de 4,2 milhões (48,6%) de votos, e venceu as eleições.
    3. Cynthia Nixon, atriz, militante por direitos LGBT, legalização da maconha recreativa, seguro de saúde financiado pelo Estado, etc., que teria vencido como governadora de Nova York, não fossem os imbatíveis votos de Andrew Cuomo.
    4. Peter Garrett, vocalista da banda Midnight Oil por 26 anos, ministro do Meio Ambiente da Austrália.
    5. Mike Huckabee, o único governador (Arkansas) a ter a própria banda de rock, a Capital Offense.
    6. Michel Martelly, Haiti, o cantor popular, mais conhecido pelo nome artístico de “Sweet Micky“, conquistou, em abril de 2011, com mais de 67% dos votos, a eleição presidencial.
    7. Vaclav Havel, dramaturgo, levou, em dezembro de 1989, A PRIMEIRA PRESIDENCIAL DA TCHECOSLOVÁQUIA PÓS-COMUNISTA. Amador do teatro do absurdo e autor de inúmeras peças dramáticas, Havel foi eleito, em 1993, presidente da nova República Tcheca, até sua retirada da política, dez anos mais tarde. SIM, É POSSÍVEL!
    8. Vytautas Landsbergis, musicista e pianista célebre em seu país, foi eleito, em 1990, presidente de uma Lituânia que se divorciava da União Soviética (cujo cabeça do mesmo reino soviético e russo nunca aceitou o divórcio legitimamente pedido pela Ucrânia). Foi o movimento nacionalista que levou a primeira república soviética à secessão. SIM, É POSSÍVEL!
    9. Youssou Ndour, o poeta e escritor Leopold Sedar Senghor, embaixador universal da cultura da África negra no mundo e um dos mais ardentes defensores da língua francesa, tornou-se, com a independência, em 1960, o primeiro presidente da República senegalesa. Fez do Senegal uma das primeiras democracias da África, até se demitir do cargo, no final de 1980.
    10. Jimmy Morales, Guatemala, o ator é eleito presidente em outubro de 2015, impulsionado por um movimento de insatisfação popular contra a corrupção e a classe política. Produtor de cinema e apresentador de televisão, ele se torna famoso em 2007, ao interpretar “Neto”, um caubói ingênuo prestes a se tornar presidente (qualquer semelhança com o que acusam uma das obras de Zelensky é “mera coincidência”).
    11. Salvador del Solar, ator popular peruano assume o Ministério da Cultura em 2016 e se torna primeiro-ministro em março de 2019.
    12. Pal Schmitt, ex-esgrimista e campeão olímpico (1968 e 1972), em 2010 se torna o quarto presidente da Hungria democrática. SIM, É POSSÍVEL!
    13. George Weah, criança da periferia da Monróvia, capital da Libéria, que se tornou estrela mundial do futebol nos anos 1990, é eleito presidente, em dezembro de 2017. Na mentalidade dos “especialistas” de hoje, diante de um conflito iriam dizer que tudo seria culpe desse sujeito que só tinha bola da cabeça e achava que o mundo era um esférico. Pois ele foi o único africano a ser agraciado com a Bola de Ouro, entrou na política no fim da Guerra Civil (1989-2003) e começou seu primeiro mandato em dezembro de 2014, tornando-se senador.
    14. Imran Khan, em agosto de 2018, o ex-campeão, idolatrado por milhões de paquistaneses por ter levado a seleção nacional de críquete à sua única vitória em uma Copa do Mundo, em 1992, assume o governo.
    15. Ronald Reagan, o “stand up”, comediante por natureza, comentarista esportivo, ator em diversos filmes e produções de TV entre as décadas de 1930 e 1960; em 1967, entra para a política tornando-se governador do Estado da Califórnia, onde foi reeleito e ficou até 1975; foi eleito, em 1980, presidente dos EUA, superando Jimmy Carter, e em 1984, aos 73 anos, foi reeleito com vitória esmagadora. Apoiou movimentos anticomunistas em todo o mundo. Negociou com o líder soviético Mikhail Gorbachev, culminando no Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário e na diminuição dos arsenais nucleares de ambos os países. Durante seu famoso discurso no Portão de Brandemburgo, DESAFIOU GORBACHEV A “DERRUBAR ESTE MURO!”. LOGO APÓS O FIM DE SEU MANDATO, O MURO DE BERLIM FOI DERRUBADO E A UNIÃO SOVIÉTICA ENTROU EM COLAPSO LOGO DEPOIS. SIM, É POSSÍVEL!
    16. Donald Trump, personalidade altamente conhecida na televisão, antes de chegar à Casa Branca. Ex-proprietário dos concursos de Miss Universo, o 45º presidente dos Estados Unidos, sem qualquer experiência política, deve sua notoriedade, sobretudo, ao reality show “O aprendiz”. Ele produziu e apresentou o programa entre 2004 e 2015. SIM, É POSSÍVEL!
    17. O que mesmo você gostaria de dizer sobre Volodymyr Zelensky no quesito profissão e eleição? Portanto, se esse é argumento para para desmerecer um governante e legitimar ataque e invasão, terá que se explicar sobre os personagens supra.
SIM, É POSSÍVEL! Reagan e Gorbachev, 1986 – Mesmo com Guerra Fria, ambos souberam controlar os ânimos e evitar catástrofe mundial, inclusive com a sabedoria indelével de investir na dissolvição da nefanda União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, que capitaneavam e davam as rédeas ao comunismo mundial. Um comediante e um corajoso remador contra a correnteza. Logo em seguida haveria a queda do muro de Berlim, que dispensa comentários.
  1. SOBRE OS ARGUMENTOS QUE DEFENDEM A INVASÃO:
    1. Inicialmente, o presidente russo se dizia preocupado com a segurança nacional do país dada a expansão da aliança militar da Otan – Organização do Tratado do Atlântico Norte – no leste europeu;
    2. Putin queria garantias de que a Ucrânia não seria admitida na aliança – o que, em tese, permitiria aos EUA instalar bases militares na região vizinha ao território russo;
    3. Crimes terríveis ocorrendo em território russo;
    4. Nenhum desses argumentos justifica a invasão a um Estado SOBERANO, exceto se sua população fosse às ruas para pedir a cabeça de seu presidente, o que jamais ocorreu, exceto em 5% de áreas ocupadas por guerrilheiros pró-Rússia, financiados por Moscou desde 2014;
    5. Porventura narrativas políticas justificam alguém invadir e bombardear um Estado soberano?
    6. Quando se trata de necessidade de intervenção internacional por opressão há pedidos da população nas ruas para depor o governante (não um punhado de guerrilheiros financiados pelo inimigo). Não é assim?
    7. Se o argumento for máfia, crimes, pedofilia, cracolândia, corrupção, injustiça, o povo ucraniano seria o primeiro da lista merecedor de fuzilamento internacional de inocentes?
    8. Se militantes começarem estrategicamente veicular imagens de globalistas e magnatas da NOM apoiando sua pessoa, e circularem mensagens apócrifas sobre você, apenas com jogo de narrativas, sem provas históricas ou documentais, porventura patriotas, cristãos e conservadores de direita também vão dar crédito e propagar tais mensagens como sendo verdade?
    9. É sobre isso que o apóstolo Paulo tanto falava sobre o povo que se movimenta conforme a direção para a qual o vento sopre mais forte?
    10. PORTANTO, NADA JUSTIFICA!

O genocídio é uma grave acusação [crime de quem acusa sem provas] – e que a comunidade internacional leva a sério. Neste caso, é claro, NENHUM GENOCÍDIO ESTÁ OCORRENDO. Mas a pretensão de ser o protetor do mundo russo, por assim dizer, é uma justificativa comum para a política externa de Putin, e essa acusação infundada de genocídio reforça sua afirmação para o público doméstico de que ele é o protetor dos russos étnicos em toda a antiga União Soviética.

Adam Casey, Cientista Político Especialista em Rússia – Universidade de Michigan, EUA – grifo e glosa nossos.
  1. Note, aqui não se presta a defender Ucrânia e demonizar a Rússia, mas, de modo o mais isento possível, colocar a verdade dos fatos na mesa e derrubar narrativas, falácias e sofismas que grudam no cérebro de incautos, feito goma de mascar.
  2. Esses, por sua vez, continuam ruminando sobre o que desconhecem, sem apresentar provas documentais daquilo que alegam.
  3. Ainda esses, não conseguem responder quando colocamos luz sobre fatos e registros históricos, o que difere, e muito, de conversa de botequim, torcedores de futebol, redes sociais, grupos e imprensa midiática, o que, no frigir dos ovos, mostram serem da mesma essência ou excrescência.
  4. Uma vez que ali há seres humanos, todos, vez por outra na História, padecendo por seus inescrupulosos líderes, não lutemos por Ucrânia ou Rússia, China ou EUA, França ou Coréia do Norte. Não defendamos discursos e narrativas. Lutemos antes de tudo, pela VERDADE. Não a verdade que o amigo de grupo ou redes sociais falou, não a verdade de seu movimento, não a verdade do jornalismo ou políticos peritos em ludibriar néscios e estultos. O resto virá como consequência!
  5. Você luta pela verdade, baseada em fatos e documentos, ou luta pelas falácias que os donos do mundo vendem?
  6. Como diria o sábio: No mundo há três verdades: 1) A sua verdade; 2) a minha verdade; e 3) A VERDADE! Nem a minha, nem a sua, mas a verdade soberana, perene, imaculada, independente de nossas versões dos fatos.

Não gostou? Não tem problema! Não acredita? Também não, afinal, cada um tem o direito de acreditar naquilo que quiser, até em Papai Noel! Há algum equívoco que deva ser corrigido? Em qual ponto? Obrigado por seu apoio.

Fonte: Vídeo pessoal de Volodymyr Zelensky | Conselho Europeu – Conselho da União Europeia | Agência Brasil – Veículo oficial do Palácio do Planalto – Empresa Brasil de Comunicação S.A. (EBC) | British Broadcasting Corporation – BBC | Britannica, T. Editors of Encyclopaedia – Encyclopedia Britannica, February 22, 2022 | Banco Mundial | Embaixada Brasileira na Ucrânia

MOSCOW, RUSSIA: Thousands people marched against war in Ukraine in center of Moscow, March 15, 2014, Russia | Desde 15/03/2014 ambos os povos clamam pela paz | Image: NickolayV

EDIÇÃO: 26/02/2022

SOLDADOS UCRANIANOS SE RENDEM – MINISTÉRIO DA DEFESA | RÚSSIA DECLARA SE APROXIMAR DO PONTO SEM RETORNO COM O OCIDENTE

  1. Por um lado temos uma avalanche de informações, de muita seriedade e impacto mundial, do outro lado temos muitos pitacos e comentários de especuladores e “achólogos”, a maioria apenas com informações da imprensa midiática ou do que ouviu falar em redes sociais. Sendo assim, vamos por pontos, para facilitar.
  2. A imprensa tradicional dificilmente irá veicular algumas questões sérias que registramos aqui. Caso haja algum equívoco, por obséquio, informe qual ponto especifico contenha equívoco ou requeira ajustes. Aos que disserem “tudo está errado”, desnecessário responder: o bom senso e membro de grupos defensores da verdade o farão.
  3. Após abandono da OTAN e EUA, Ucrânia é dominada pela Rússia.
  4. Rússia e Ucrânia não querem dar as honrarias de intermediação a nenhum pretendente ao estrelismo do Ocidente, face ao desapontamento das duas nações diante dos EUA e OTAN.

Chegamos à linha após a qual o ponto sem retorno começa.

Maria Zakharova, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, sobre as relações da Rússia com o Ocidente, em entrevista à televisão russa após vários países terem imposto sanções abrangentes ao Kremlin pela invasão da Ucrânia.
  1. Reverbera a pergunta do embaixador ucraniano na ONU, qual será o próximo Estado soberano a ser invadido?
  2. UTILIDADE PÚBLICA. Listas com nomes dos russos detidos por manifestações contra a invasão da Ucrânia – ao final desta matéria, junto ao vídeo.
  3. Putin lembra o Ocidente que possui armas nucleares, se alguém ousar utilizar meios militares para tentar impedir a invasão Russa da Ucrânia (Vladimir Putin, presidente da Rússia).
  4. A Europa está mais preocupada com a dependência de produtos agrícolas e suprimento de gás natural vindos da Rússia, do que na defesa da Ucrânia.
  5. O suposto ataque russo apenas em locais estratégicos militares são desmentidos pelas imagens. Prova documental do Observatório Internacional de Direitos Humanos: Munição russa, de fragmentação – tipo de artefato e local ilegítimos mesmo em guerra -, destrói hospital, ambulância e veículos, causa mortes e ferimentos de civis e profissionais da saúde (vídeo ao final deste boletim).

NENHUM CIVIL QUER ESSA GUERRA, NEM RUSSOS, NEM UCRANIANOS, MAS APENAS DÉSPOTAS MEGALOMANÍACOS, GUERRILHEIROS E POLITIQUEIROS TÓXICOS À HUMANIDADE

Não precisamos ser os donos da verdade; só precisamos defendê-la e transmiti-la. Quem não o faz já declara seu lado, oposto à ela.

  1. Guarnição ucraniana na Ilha das Cobras se rende às Forças Armadas Russas — Ministério da Defesa.
  2. Finlândia e Suécia já têm ameaças confirmadas. Esse fato é público e notório.
  3. Aos que julgam Biden covarde, a coisa pode ser muito pior. Acontece que Império Russo vislumbra retomar estrategicamente o domínio do planeta. O caminho para chegar às Américas pelo Polo Norte desponta como brilhante e macabro jogo de xadrez, em que o desrespeitado Chefe da Casa Branca se apresenta como jocoso serviçal da esquerda, aluado sindicalista do comunismo mundial e fantoche de globalistas.
  4. Ninguém pretende mau agouro, mas o sorriso cínico durante discursos em plena tragédia, e as ações de John Biden (em chinês marcial: “Zon Bidê”), sinalizam ao mundo: “ATENTION, PLEASE!”. Com máximo respeito a quem quer que seja, mas com os devidos pingos nos is, sem tampar o sol com a peneira, ma direto aos fatos, PORVENTURA os exageros de delicadezas dos representantes europeus, que ao longo das décadas preferiram criar pets a filhos, somados à prioridades de inculcar questões de gênero, de seriados aos maiores postos militares e Departamento de Defesa dos EUA, essa fraqueza abismal vai ousar frear Putin? As sanções do Ocidente ao Kremlin seguem o estilo de pais permissivos, com filhos perdulários, libertinos, a caminho da adolescência, rebeldes sem causa, vadiagem ou meliância; outros, com “filhinhos” já adultos, que impõem as regras em casa, determinam as ideologias e quebram tudo se não forem obedecidos ou quando ficam “de mau”, que moram e são sustentados por papai e mamãe, que dizem: “Filhinho querido, você vai ficar a semana toda sem videogame por ter ateado fogo no carro do vizinho”. O mundo está passando mal, muitos física e literalmente, graças à patifaria dos anêmicos senhores que fingiram apoiar a Ucrânia, assim como fingem penalizar Putin, ambos os fingimentos por descarado medo e motivações globalistas, que agora têm caminho livre pelo Norte! Medidas restritivas… aham! O mal vindo do Norte!
[…] agora, o que está sendo decidido não é apenas o futuro do nosso país, mas também o futuro de como a Europa viverá.

Volodymyr Zelensky, Presidente da Ucrânia – ao vivo para rádio e televisão
  1. Os movimentos de Greta suportarão a mão de ferro de Putin? O poderio de guerra do socialismo “Nutella” mundial, os progressistas Disney, iPhone, Nike e fabianos, colocarão limites ao Kremlin? Ou seriam pontes e serviçais úteis? Deixamos para que nosso colega, o sábio e destemido Rodrigo Constantino fale sobre isso, em seu texto “A fraqueza ocidental”. Leiam Constantino! Aliás, ao ensejo do nome, havendo quem tente absurdamente defender o algoz invasor, sob o também absurdo argumento de que há corrupção e crimes na Ucrânia, estão optando por qual solução? O salvador Putin e ditadores do mundo é o que esses mentecaptos apoiam para essa limpeza? Trocar a frigideira pelo fogo? E a soberania nacional? Antes os tempos de Constantino, e Vladimir, o Grande, quando era o cristianismo que levavam avante, não as máfias, por mais críticas que existissem, do que o mal sendo chamado de bem, e o bem de mal; o certo de errado, e o errado de certo. Quem planta vento, colhe tempestade, e já está ventando no planeta!
  2. A guarnição das Forças Armadas ucranianas (UAF) de 82 militares na Ilha Snake (Zmeiny) no Mar Negro se rendeu voluntariamente às Forças Armadas russas, anunciou nesta sexta-feira o porta-voz do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov.

Na área da Ilha das Cobras, 82 militares ucranianos entregaram suas armas e voluntariamente se renderam às Forças Armadas russas. Atualmente, eles estão assinando votos escritos para rejeitar a resistência militar. Eles serão devolvidos às suas famílias em breve.

Igor Konashenkov, major-general, Ministério da Defesa da Federação Russa
  1. É óbvio e ululante que o exército ucraniano não é páreo para as forças armadas russas. Isso não tem nada a ver com o heroísmo das tropas ucranianas, mas com números e capacidades.
  2. Por mais armas que a Ucrânia pudesse distribuir aos civis, não passaria de um gesto suicida, pois, sequer a população estaria preparada para manusear os artefatos, e seriam colocados como verdadeiros kamikazes induzidos frente às tropas russas.
  3. Moscou tem superioridade em todas as categorias de armas: terra, mar e ar. Eles podem atacar alvos em Kiev, Kharkiv e outras cidades ucranianas simplesmente usando a artilharia de longo alcance, cruzeiro e mísseis balísticos que a Rússia colocou perto das fronteiras da Ucrânia.
  4. A Rússia mirou bases antiaéreas, aeródromos, depósitos de munição, quartéis no primeiro dia da guerra, visando minar as forças terrestres ucranianas. Enquanto isso, navios e carros anfíbios despejavam milhares de soldados russos que em pouquíssimo tempo avançavam fronteiras adentro. Com essa tática militar, explica-se a ausência de aviões de guerra, que teriam espaço limpo logo em seguida.
  5. Desesperado, o presidente da Ucrânia pede socorro ao mundo na televisão. O silêncio foi a resposta.

Quem está pronto para lutar ao nosso lado? Não vejo ninguém. Quem está pronto para dar à Ucrânia uma garantia de adesão à OTAN? Todo mundo está com medo!

Volodymyr Zelensky, Presidente da Ucrânia – ao vivo para rádio e televisão
  1. O presidente russo Vladimir Putin anunciou na sexta-feira que está aberto a enviar uma delegação a Minsk, Belarus (Bielorrússia), para negociar com a Ucrânia se eles se, de fato, renderem.
  2. Milhares de manifestantes russos protestam contra a guerra, em 24/02/2022, ao que foram reprimidos da liberdade de expressão por autoridades do Kremlin. Sob violência do aparato do governo contra homens, mulheres e idosos, centenas são presos. Segundo informações oficiais, até 25.02.22 – 22:18, mais de 1866 pessoas já foram detidas em 60 cidades russas por protestos antiguerra.

TRADUÇÃO DESNECESSÁRIA:

Hundreds arrested in anti-war protests as Russians call on Putin to end war in Ukraine | 24 de fev. de 2021 – The Sun
Russian police arrest anti-war protesters in Saint Petersburg | Inquerer
Russian anti-war protesters face police crackdown and arrests – 25 de fev. de 2022 | TOI
  1. UTILIDADE PÚBLICA. Listas com nomes dos russos detidos por manifestações contra a invasão da Ucrânia encontram-se à disposição no portal de Moscou – ОВД-Инфо , sob autorização do Ministério da Justiça (atualizável – clique).
  2. O tenista russo Andrey Rublev escreve “No War Please” [GUERRA NÃO, POR FAVOR!] na câmera após sua vitória em Dubai | Russian tennis player Andrey Rublev writes “No War Please” on camera after his win in Dubai – 25/02/2022.
  1. A propaganda enganosa de Putin e discurso de ataque supostamente APENAS em locais estratégicos militares são totalmente desmentidos pelas imagens. É o mesmo tipo de narrativa de Hitler, quando enganou o povo quanto à função dos campos de concentração, que, ao final da guerra, ao visitarem os referidos locais perceberam que era algo totalmente diferente do que imaginavam.
  2. Segue amostra de locais civis atingidos e tipo de artefatos – ilegítimos mesmo em guerra – utilizados. Um míssil balístico russo carregando munição de fragmentação (explosão de fragmentos) atingiu um hospital em Vuhledar, 24/02/2022.
  3. O vídeo foi divulgado por Human Rights Watch (Observatório Internacional de Direitos Humanos). O ataque feriu e matou vários civis, sendo seis deles profissionais de saúde, além de danificar o hospital, ambulância e veículos civis:
Human Rights Watch: Russian Cluster Munition Strikes Ukrainian Hospital | Observatório Internacional de Direitos Humanos: Munição russa, de fragmentação, atinge hospital ucraniano
  1. Não se pretende aqui julgar o conflito, mas narrar fatos. Havendo opiniões e defesa do controverso, teremos o mai/or prazer em receber provas documentais de mesmo quilate. O mais será mera narrativa e discurso especulativo de torcedor de um ou outro lado.

Aos que boçalmente se manifestam com ironias e piadinhas de péssimo gosto em meio à tragédia, basta que você apresente a verdade, e lhes confronte com o que segue:

  1. CRÍTICA PELA CRÍTICA VERSUS FATOS E DOCUMENTOS – Por nosso editorial produz matéria dividida por pontos (como este), a fim de que, havendo qualquer controvérsia, a parte contrariada possa emitir sua opinião ou indicar em qual ponto cometemos algum equívoco.
  2. Com raríssimas exceções, nossas matérias são baseadas em fontes primárias e documentos. Somos sujeitos a engano, por isso damos a oportunidade para que qualquer pessoa possa manifestar sua posição contrária sobre determinado ponto, preferencialmente por meio de bases sólidas e documentais, a exemplo do que fazemos: informamos os fatos e documentos.
  3. Todavia, quando você pergunta “Qual ponto da matéria você acha que está incorreto?” e a pessoa responde “Nem li, porque acho que tudo está errado!”. Bem, você já sabe então qual é o foco! O problema não está no texto, mas no crítico, principalmente naquele que tem por hábito julgar a chamada ou o título, sem tomar ciência do conteúdo. Julga o livro ou filme pelo título.
  4. Fazer comentários depreciativos é humano (e grupos devem prestar atenção nesse tipo de pessoa), mas fazê-lo sem indicar qual seja o ponto incorreto, não apresentar fatos e documentos do contraditório de suas meras opiniões pessoais, torna-se aquilo que se chama de fanatismo ou torcida organizada.
  5. Ou seja, a pessoa reclama do texto, TODAVIA foge na hora de apresentar a verdade por meio de fatos e documentos daquilo que alega ser diferente ou incorreto. Como levar a sério uma pessoa assim?
  1. IRONIA ÁCIDA E SÁTIRA DESCABIDA À GUERRA. Vinde e arrazoemos:
  2. Aos que dizem “Nossa… a situação piorou? O presidente Bolsonaro não foi resolver?”. Outros com imagens de humor sobre a desgraça alheia, com desenhos irônicos de Nobel da Paz:
  3. Como diz Salomão (Pv.26:4,5), não merece rebaixar-se respondendo ao tolo conforme sua estultícia; mas, conforme o caso, há que se responder mostrando-lhe exatamente o tamanho de sua imbecilidade, para que veja quão distante está do bom senso.
  4. Sobre o conflito na Ucrânia ter virado bombardeio de comentários ridículos e insanos, pitacos de especuladores e torcedores de um dos lados, a resposta é: Infelizmente a situação lá piorou, ou melhor, para infelicidade de alguns, maioria inocentes, e alegria de outros.
  5. Sobre sátiras macabras do Chefe de Estado brasileiro ter ido a Moscou, afirme-se: Eu desejo que a visita de Bolsonaro à Rússia, que comprovadamente o convidou, e com quem o Brasil tem intensas e importantíssimas relações, que a visita dele (ou qualquer outro Chefe de Estado) tenha sido para deixar ali ter plantado sementes de paz. E você, o que desejaria que fosse dentro desse contexto?
  1. Como diz uma sábia leitora, humilde, embora PhD, além de bom senso e visão geopolítica, que lê todas as nossas matérias e mantém contato diário com nativos no local do conflito:
  2. Há muita mediocridade e falta de sensibilidade com as pessoas que estão no meio do conflito. Sobre a ironia, humor de péssimo gosto: Não queira que o entendimento de medíocres seja maior que sua cozinha. Não se afetem os bons com isso, porque estamos observando a ação de um presidente megalomaníaco e desajustado, querendo retomar o seu império, com práticas muito distantes de suas próprias palavras. Portanto, imprevisível e fora do que seria razoável.
  3. Outra também assídua leitora, criteriosíssima, baluarte de décadas da magistratura do Brasil, nos relembra “Não disputeis com loucos, ébrios e néscios; a vitória não dá glória, e a derrota é vergonhosa” (Marquês de Maricá). Bem como: “Não deem o que é sagrado [a própria verdade] aos cães, nem atirem suas pérolas aos porcos; caso contrário, estes as pisarão e, aqueles, voltando-se contra vocês, os despedaçarão” (O Mestre dos mestres, Jesus, em Mt.7:6 – NVI).
  4. Sobre o conflito de um lado e palpiteiros, meros torcedores politiqueiros, comentaristas de boteco de outro, cabe uma metáfora, parábola, símile, alegoria, “s’il vous plaît”:
  5. HIPÓTESE: Dizer que o Paraguai é um “Estado fictício”, mas não soberano; criado por Che-Guevara, como parte integrante do Reino da Argentina, sob o controle da Ursal, e que a aproximação do Paraguai de países americanos que não toleram a Ursal seria o motivo “licito” para Argentina invadir o Paraguai, visando recompor ao seu império… é tão similar às narrativas do Kremlin e de quem defenda (“e venda”)  essa ideia tão estapafúrdia quanto ignóbil.
  6. DESSA MESMA FORMA pensa e age, no caso específico de Moscou e Kiev, quem defende o lado agressor e invasor, sem conhecer a História da Ucrânia, desde Vladimir, o Grande, que levou o cristianismo para a região, conforme provas históricas e arqueológicas, 900-1000 dC, muitos séculos antes da existência soviética e seus algozes.
  7. Eu quero que ALGUÉM, a meu gosto ou contragosto, POSSA INTERMEDIAR, PLANTANDO SEMENTES DE PAZ E RESPEITANDO A SOBERANIA NACIONAL, por amor aos inocentes de ambos os lados. E você?
  8. Sendo meros mortais e sujeitos a equívocos: a) Qual PONTO específico desta matéria você considera incorreto ou carente de ajustes? b) Que fatos e documentos comprovam isso?

Fonte: Examiner’ Beltway Confidential | correspondentes confidenciais no local

Đß

Carpe diem. Frui nocte!


Envie para quem você ama!

  • Obrigado a você que compartilha o link de cada matéria em suas redes sociais. Sabemos que algumas plataformas irão boicotar, por motivos óbvios (o que, de per si, já é um grande sinal). Ainda assim, prosseguiremos nosso trabalho.
  • Caso adicione o autor a algum grupo, obséquio comunicar ao seu staff editorial via wpp: 11-973924436
  • Clique para ver gratuitamente todas as matérias de Dan Berg: https://dunapress.org/author/danberg1000/

PUTIN AUTORIZA INVASÃO DA UCRÂNIA POR INTEIRO – E NÃO APENAS AÇÕES MILITARES PONTUAIS COMO INFORMADO

Não se pretende aqui julgar o conflito, mas narrar fatos. Havendo opiniões e defesa do controverso, teremos o maior prazer em receber provas documentais de mesmo quilate. O mais será mera narrativa e discurso especulativo de torcedor de um ou outro lado.

O PLANETA TERRA FERVE!

“É responsabilidade deste órgão parar a guerra” (Diplomata da Ucrânia na ONU)

O Sol nasce com bombas na Ucrânia, não apenas nos territórios de conflito, mas em cidades pacíficas.

Navios de guerra cercam os mares da Ucrânia.

NO WAR! | QUE ISSO PARE JÁ!

Putin decidiu anular o governo Ucraniano, eliminando a soberania nacional e mostrando ao mundo “quem manda”!

Encontro virtual do G7 pela manhã, já com bombas sobre toda a Ucrânia.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Olexandrovytch Zelensky, tentou um telefonema de emergência para Vladimir Putin, presidente da Ucrânia, em 23/02/2022, numa última e desesperada tentativa de negociação para, a todo custo, evitar o pior, todavia, o Chefe do Kremlin se negou a atender.

O chefe de Kiev declara ao mundo que “infelizmente Putin escolheu o caminho do derramamento de sangue de pessoas inocentes, sem motivo de ataque para isso…”

23/02/2022 – 23h00 de Brasília. Amanhecendo em Kiev | Putin faz discurso na ONU, ao mesmo tempo em que autoriza incursão militar russa na Ucrânia.

24/02/2022 – 01h50 de Brasília. Após negação de atendimento telefônico de Putin, e início dos ataques, Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, fala com Joe Biden, por telefone, neste momento. É possível que o Chefe de Kiev seja escoltado para comandar as ações militares de longe e em segurança.

A operação começa com mísseis russos para destruir as baterias antiaéreas, tropas invadindo maciçamente a Ucrânia pelo Sul, Leste e Norte (usando o país vizinho, Belarus), o que é caminho para em seguida o envio de aviões militares para ataques aéreos.

Portanto, não se trata de operação militar, ou ações pontuais, mas ataque e invasão maciça da Rússia sobre a Ucrânia.

As ações militares na fronteira de Belarus, dias atrás, nunca foram exercícios militares russos, mas já configuravam alocação de tropas e preparativos de ataque, que agora se confirma.

Entra em vigor a LEI MARCIAL, que se sobrepõe juridicamente a todas as leis e anula todos os direitos civis.

Deixou de ser uma luta de trincheiras, com forças rebeldes, mas trata-se de ser atacado oficialmente por uma das maiores forças do mundo.

Bolsa de valores já é balançada no mundo todo. O rublo (moeda russa) está em queda vertiginosa, fruto da escolha de Putin.

Companhias aéreas internacionais determinam mudança do espaço aéreo imediatamente, sob o risco de qualquer aeronave comercial ser abatida.

Virou briga pessoal e troca de declarações sem precedentes entre diplomatas na ONU.

A campanha de desinformações do Kremlin trabalhou fortemente. Putin insiste que não apenas a Crimeia e as duas províncias da região de Donbass pertencem à Rússia, mas que a própria a Ucrânia não existe legalmente, de que é artificial, e que todo o território ucraniano deve ser retornado ao poderio da Rússia.

A princípio, a autorização foi para ações militares em Donbass, mas centenas explosões são ouvidas em Kiev, e centenas de cidades declaram o mesmo. Muitas sirenes e sinalizadores.

A invasão se mostra ser completa e não apenas nas regiões em que se esperava o conflito.

Nós e o mundo queremos estar totalmente errados! Eu, também, que escrevo em meio aos primeiros bombardeios, quero estar enormemente errado!

Muitas vidas, principalmente de inocentes, serão ceifadas se não pararem o conflito, imediatamente.

Putin diz que está pronto às negociações, ao mesmo tempo em que diz que não irá invadir, desde que a Ucrânia, a OTAN, a ONU, o mundo, façam isso, isso e aquilo, conforme ele exige. Ou seja, ele diz querer negociar, mas impõe suas regras e caprichos pessoais. Mais ou menos no “Eu negocio, desde que você faça absolutamente tudo que eu quero!”.

Fogo de artilharia e bombas em centros estratégicos em várias partes da Ucrânia. Ouve-se explosões a 35 quilômetros do aeroporto.

Passageiros do Aeroporto Internacional de Kiev-Boryspil, estações de trens internacionais e demais meios de transporte são interditados.

Na ONU, Vladimir Putin alega o artigo 51 do acordo nas Nações Unidas, o que se refere à ato de defender-se, não de atacar.

Os ataques começam horas depois quando o governo ucraniano edita decreto para recrutamento de voluntários reservistas entre 18 e 60 anos para a guerra.

As muitas pessoas que começaram se mobilizar pelo país passam a ser perseguidas ou se refugiarem pelos próprios ataques que se iniciaram nos pontos estratégicos de recrutamento.

No decreto, o presidente da Ucrânia diz que os cidadãos que estejam em solo russo devem retornar imediatamente.

Estados Unidos, que havia pedido para soldados saírem da Ucrânia, coloca tropas de emergência no entorno.

No Mar Negro e Azov, tropas russas começam desembarcar das embarcações anfíbias.

Ucrânia declara ESTADO DE GUERRA, em que tem liberação internacional para se defender e contra-atacar como determine a estratégia nacional.

Cidades pacíficas estão sob ataque. Ministro da Defesa diz que as operações são de ataque e agressão, e a Ucrânia vai se defender e vencer, e que isso deve parar agora.

Quem defende Putin? A maioria dos chefes de Estado em defesa de Putin são ditadores e governantes de países de regime totalitário, entre eles China, Venezuela, Nicarágua, Síria, entre outros.

China já envia recado a Biden, dizendo que os EUA não têm moral para atuar no conflito, e aproveita para deixar claro que Taiwan não é a Ucrânia, ou seja, não se meta, principalmente com aquilo que também tomaremos.

EUA responde com nova sanções a empresas que comandam gasodutos, principal interesse econômico de ucranianos e russos. União Europeia também se reúne para editar mais sanções.

Todos os indícios e movimentos dos países envolvidos, e dos possíveis conciliadores do mundo, se mostraram insuficientes, apontando para guerra, sem se saber de qual tipo.

Todas as tropas, de ambos os países, não mais estão nos quartéis, mas em posição de ataque.

Putin conhece bem a cabeça de Biden, que foi vice de Obama, ambos inclinados à esquerda mundial. Com isso em pauta, certamente, suas ações talvez não fossem as mesmas se não contasse com o apoio da China e demais nações governadas por ditadores.

Rússia tem bloqueio de pagamentos internacionais (SWIFT) imediatamente. Biden e Boris Johnson, se juntam a outras nações para defender a soberania da Ucrânia, e pedem reforço de armas e soldados aos ucranianos.

Quais serão os desdobramentos mundiais disso? Tudo isso soa absurdo, e os principais especialistas em conflitos internacionais não têm resposta para algo tão abismal.

Oremos por irmãos ucranianos, e também russos, assim como por todas as famílias da terra, pois muitos inocentes pagarão com a vida pelas atrocidades de déspotas que querem dominar o mundo.


AO VIVO: 22022022 | DIRETO DO CANAL DA ONU | REUNIÃO DE EMERGÊNCIA DO CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU | Ukraine – Security Council Meeting – (22 February 2022)

Não se pretende aqui julgar o conflito, mas narrar fatos. Havendo opiniões e defesa do controverso, teremos o maior prazer em receber provas documentais de mesmo quilate. O mais será mera narrativa e discurso especulativo de torcedor de um ou outro lado.


Oficial: Ataque russo é possível a qualquer momento | Ukraine – Security Council, 8970th meeting

Mesmo antes de traduções ou aguardar o jornalismo militante – que mais apresenta opiniões do que os fatos -, seguem aos nossos seletíssimos leitores e seguidores, em primeira mão e no original, reuniões, pronunciamentos e pareceres emergenciais das Nações Unidas.

“Temos que salvar o povo ucraniano dessa guerra de discórdias”.

António Guterres, Secretário-Geral das Nações Unidas

Jornalista: “Senhor Secretário-Geral, o que mais pode ser feito para se evitar esse derramamento de sangue?”

António Guterres, Secretário-Geral das Nações Unidas: “Precisamos de “desescalada” de violência agora, e retomada imediata dos diálogos e negociações de paz”

Ukraine: We need de-escalation now – United Nations chief (22 February 2022) | Ucrânia: Precisamos de “desescalada” agora – chefe das Nações Unidas (22 de fevereiro de 2022) | UN – United Nations

LIVE: UN Security Council meets after Putin recognizes Ukraine breakaway regions | AO VIVO: ONU Conselho de Segurança se reúne após Putin reconhecer regiões separatistas da Ucrânia:

UN – United Nations – Ukraine – Security Council, 8970th meeting (21 Feb 2022) | Ucrânia – Conselho de Segurança, 8970ª reunião (21 de fevereiro de 2022)

BRAZIL | Participação diplomática brasileira | RONALDO COSTA FILHO – Embaixador do Brasil na ONU (aos 23min41seg) do vídeo acima.

Livre tradução: “Senhor presidente, quando esta Organização (ONU) foi estabelecida em 1945 […] O Brasil está acompanhando muito de perto e com extrema preocupação […] nós, como representantes deste Conselho, devemos fazer todo o esforço possível para redução da escalada de violência e promover a paz por meio de negociação eficaz […] as bases que regulam este Conselho têm seus pilares firmados sobre as Leis Internacionais, visando manter princípios e soberanias dos Estados e limites de seus territórios […] devemos obedecer e promover para que sejam obedecidas as regras estabelecidas […] sob esse prisma, nos unimos aos esforços da Europa, em que todos devemos lutar pela paz da Ucrânia e suas cercanias, desmilitarizando e afastando tropas, riscos bélicos e materiais de guerra naquele solo […] essa desmilitarização na região irá fortalecer os entendimentos diplomáticos e possibilidades de solução da crise. Cremos firmemente que este Conselho deve erguer sua corresponsabilidade para auxiliar as partes envolvidas, para minimizar a crise, em diálogo efetivo, para ações efetivas, resolvendo as questões que causam tamanha preocupação naquela área. Sem dúvida, ao final do dia, estamos tratando de homens, mulheres e crianças inocentes. Muito obrigado, Senhor Presidente”

Apesar das tensões de repercussão mundial, BRASIL 200 anos – 1922 – 2022: O Brasil é eleito com 181 votos para ocupar o Conselho de Segurança em 2022-2023.  O embaixador Ronaldo Costa Filho, representante do Brasil nas Nações Unidas, comemorou o resultado.

Veja, também:

Ucrânia e Rússia ouvidas em Conselho de Segurança da ONU de emergência | 22/02/2022

Ucrânia | O representante de Kiev condenou Vladimir Putin por ter assinado independência de Lugansk e Donetsk, pertencentes à Ucrânia e enviado tropas para reforçar milícias separatistas.

“Hoje, o Kremlin copiou palavra por palavra do Decreto de Paz da Geórgia, que é de 2008, palavra por palavra, copiou e colou, sem qualquer criatividade. A máquina de fotocópias do Kremlin funciona muito bem. A questão que fica é: Qual é o próximo entre os Estados membro das Nações Unidas [a ser violado]?”

Ucrânia e Rússia ouvidas em Reunião de Emergência | Conselho de Segurança da ONU – 22/02/2022 – Euronews

Ukraine: ‘Next hours and days will be critical” – Security Council Briefing (21 February 2022) | Ucrânia: ‘As próximas horas e dias serão críticos’ – Briefing do Conselho de Segurança (21 de fevereiro de 2022)

Fonte: UN – United Nations | Office of the Spokesperson for the UN Secretary-General | Euronews


URGENTE: PUTIN, AO VIVO, ASSINA DECRETO DE RECONHECIMENTO DE INDEPENDÊNCIA DE REGIÕES UCRANIANAS SEPARATISTAS – LUHANSK E DONETSK, PRÓ-RÚSSIA | EM RESPOSTA, GOVERNO UCRANIANO SOLICITA REUNIÃO EMERGENCIAL DO CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU – ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS

22-02-2022 <-> 2202-20-22 | O mundo sobre um barril de pólvoras!

Não se pretende aqui julgar o conflito, mas narrar fatos. Havendo opiniões e defesa do controverso, teremos o maior prazer em receber provas documentais de mesmo quilate. O mais será mera narrativa e discurso especulativo de torcedor de um ou outro lado.

Putin, ao vivo, assina decreto de reconhecimento de independência de regiões ucranianas separatistas – Luhansk e Donetsk – Bacia de Dombass pró-Rússia | Em resposta, governo ucraniano solicita reunião emergencial do conselho de segurança da ONU – Organização das Nações Unidas

A matéria pode ser vista por todos nesta plataforma, bastando: 1) fechar as propagandas; ou, 2) baixar gratuitamente em pdf. Aos nossos queridos leitores e seguidores inscritos, a veiculação de publicidade é diferenciada. Envia-nos uma caríssima apoiadora da magistratura brasileira: “Obrigada por tantas informações e raciocínios coerentes, bem fundamentados, em profundo estudo e alto senso de observação. Ao acordar, abro sua página esperando por mensagens dessa natureza.” (Dra. Eliana Xavier Jaime, Juíza de Direito, Poder Judiciário, Anápolis – GO)

Por iniciativa do presidente Volodymyr Zelensky, pedi oficialmente a realização de consultas imediatas nos termos do artigo 6º do memorando de Budapeste.

Dmytro Kuleba, Ministro das Relações Exteriores, Defesa Nacional e Conselho de Segurança da Ucrânia – Representante Permanente da Ucrânia no Conselho da Europa entre 2016 e 2019 – citando o histórico acordo de 1994, também assinado por Rússia, Estados Unidos e Reino Unido, sobre garantias de segurança.

Putin assina, publicamente, em 21/2/2022, acordo que declara independência das óblasts (províncias) de Donetsk (em ucraniano: Донецький; em russo: Донецкий) e Lugansk – Luhansk, ou Lugansque (em ucraniano: Луганськ; em russo: Луганск), áreas atualmente da Ucrânia, segundo informações do Kremlin à RIA, agência estatal.

A decisão foi adiantada por Putin ao chanceler alemão, Olaf Scholz, e ao presidente da França, Emmanuel Macron, que convocou seu Conselho de Segurança Nacional.

Entenda as características geopolíticas:

O rio Donets, apesar de ter a maior parte de seu curso em território ucraniano, tem suas nascentes em território russo e é o principal afluente do rio Don que é um rio que tem seu curso totalmente em território russo.

Donbass – Bacia do rio Donets, na Ucrânia, afluente do rio Don, na Rússia – é atualmente a segunda região mais densamente povoada da Ucrânia, superada apenas pela capital Kiev. A cidade de Donetsk é considerada a capital não oficial da região.

A Donbass cobre três óblasts (províncias) do extremo leste da Ucrânia: óblast de Dnipropetrovsk (nas cercanias da cidade de Pavlohrad), a parte norte e central do óblast de Donetsk e a parte meridional do óblast de Lugansk.

Em Donetsk está o Donbass Arena, estádio do Shakhtar Donetsk, que recebeu a Eurocopa 2012. Em 23/08/2014, foi alvo de ataques, que segundo fontes separatistas teve como autores, membros da Guarda Nacional Ucraniana e membros do partido ultranacionalista ucraniano Setor Direito. Duas explosões durante a madrugada causaram danos à fachada da zona nordeste do estádio. Em 21/10/2014, após novo bombardeio com o sistema MLRS BM-21 Grad manejado pelas forças de Kiev, a fachada do estádio e instalações internas foram seriamente danificadas.

A região também é chamada de Bacia de Donbass – Bacia do Don (em ucraniano: Донбас; em russo: Донбасс).

Não é ao acaso, pois, além de todo o histórico, trata-se de importante região mineradora carbonífera e industrial, marcada pelo curso do rio Donets (Donetsk), cuja bacia hidrográfica lhe dá nome.

O rio Donets, apesar de ter a maior parte de seu curso em território ucraniano, tem suas nascentes em território russo e é o principal afluente do rio Dom (Дон) que é um rio que tem seu curso totalmente em território russo.

This is a map of the Don and Donets rivers | By Karl Musser

Tal decisão pode deixar clara a divisão entre aquilo que seja exército oficial russo e os separatistas milicianos invasores da Ucrânia.

Por outro lado, há quem afirme que a decisão agrava o conflito, pois violaria os acordos de Minsk, firmados em 2015 entre ucranianos e russos, sob a intermediação da França e Alemanha, que condenaram o ato de agora.

De fato, ninguém deseja guerra entre Rússia e Ucrânia, nem nós, muito menos os queridos amigos e irmãos ucranianos e russos. Os únicos interessados nisso são os orgulhosos guerrilheiros e os inescrupulosos politiqueiros. Entretanto, fato é que já existe Guerra Civil no Leste da Ucrânia, com vários nomes: Guerra na Ucrânia, Rebelião Pró-Russa na Ucrânia ou Guerra em Donbass. Esses conflitos sacrificaram os óblasts de Donetsk (Донецький) e Luhansk (Луганськ). Se Vladimir, o Grande, é realmente o responsável pelo cristianismo na Ucrânia e Rússia, nosso maior desejo é de que se cumpra a profecia de Ezequiel capítulo 47, em que o rio Don, vindo da Rússia, que dá origem ao rio Donets, na Ucrânia, se tornem águas abençoadoras e de paz, nutrindo árvores (povos) cujas folhas e frutos (filhos e famílias) sejam de cura e prosperidade a ambos os amados povos.

– Dan Berg

A Duma Federal (em russo: Государственная дума – o baixo parlamento russo; enquanto o Soviete da Federação é a câmara alta), recentemente fez o mesmo pedido ao Kremlin (em russo: кремль, sinônimo de “fortaleza”), ao que Putin reconheceu a inviabilidade face aos acordos de Minsk.

O presidente russo disse já esperar que o Ocidente impusesse sanções contra Moscou (em russo: Москва), independentemente do que fosse decidido pelo Kremlin nas tratativas com a Ucrânia.

(Green) Ukraine | Wikimedia

Sobre isso, o Chefe de Estado afirma que seu país tem direito a tomar medidas de retaliação, de proteger a segurança nacional, e que nunca abandonará sua soberania e valores nacionais. O mesmo é dito e defendido por Kiev.

A Ucrânia (em ucraniano: Україна) teve sua independência declarada da União Soviética (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas – URSS; em inglês: USSR, em russo: Союз Советских Социалистических Республик – CCCP) em 24 de agosto de 1991.

Obviamente contrariando a História, cultura e tradições ucranianas, eis a versão de Putin:

“A Ucrânia não é um país vizinho, é parte integrante da nossa história e cultura […] A Ucrânia foi criada por Lenin, ele foi seu criador e arquiteto. Ele também tinha um interesse particular por Donbass […] Eles continuaram a nos chantagear sobre o fornecimento de energia e essas são as ferramentas que eles usaram nas negociações com o Ocidente.”

– Vladimir Putin, discursos à nação
Russia, Ukraine largely completed military preparations – Anatolia Agency – 27.01.2022

Putin havia anunciado que iria reconhecer as áreas separatistas da Ucrânia após solicitação pública dos líderes de Donetsk e Lugansk. Portanto, até segunda ordem, República Popular de Lugansk, com capital própria em Donbass.

LENIN CRIOU A UCRÂNIA? UM POUCO DE HISTÓRIA PARA COMPREENDER A GEOPOLÍTICA

Brasão de armas da Ucrânia

Nem sempre o maior é o primeiro ou originário. Não se pode contar a História da Rússia sem as origens na Ucrânia, a exemplo da relação USA ou Austrália e Inglaterra, ou Brasil e Portugal. Vejamos pelos próprios símbolos cívicos.

O Brasão de Armas da Ucrânia já é a própria confirmação histórica. Trata-se do Tryzub, que apresenta as mesmas cores encontradas na bandeira ucraniana: um escudo azul com tridente amarelo de um símbolo (tanga), turco de origem, mais tarde adotado pelo governantes do Grão-Canato de Rus.

É um emblema cultural e identitário, que possui simbolismo religioso, político, decorativo, além de representar poder, autoridade e força.

Ele aparece pela primeira vez na Ucrânia no século I d.C., utilizado primeiramente como um símbolo de poder por algumas tribos.

A história do símbolo tridente como no atual brasão de armas é mais antiga do que as menções soviéticas.

As primeiras provas conhecidas pelos arqueológicos e historiadores desse símbolo podem ser encontradas nos selos da dinastia ruríquida.

Foi empregado como um emblema de estado na época da Rus’ de Kiev, na dinastia Rurik.

Arqueólogos acharam moedas de ouro que continham esse símbolo na época do príncipe Vladimir, o Grande (980-1015), herdado de seus ancestrais (como Esvetoslau I, ou, conforme meras corruptelas gráficas e regionais, Sviatoslav I). Também é visto no tempo dos descendentes de Vladimir, seus filhos, Yaroslav, o Sábio (Jaroslau I – 1019-54), e Esvetopolco I (1015-19), representando poder e autoridade.

Vladimir foi o responsável por introduzir o cristianismo na Ucrânia, e o “tryzub” passou a ser associado à cruz, simbolizando a Santíssima Trindade. Também é um símbolo religioso no folclore ucraniano e na heráldica da igreja.

Tijolos da Igreja Decimal em Kiev by Encyclopedia Of Ukraine

Conforme historiadores, o símbolo foi criado primeiramente não como um tridente, mas sim como a junção de uma cruz com um falcão-gerifalte (Falco rusticolus) sobrevoando, na época do governo de Sviatoslav I.

A cruz representa a Santíssima Trindade e o falcão, ave real e nobre, simboliza poder, autoridade, força e vitória.

Somente na época de Vladimir, o Grande, o brasão foi ganhando novas formas, até ser comparado a um tridente.

Portanto, sem pender para nenhum lado, diferentemente do que propaga Putin, não se pode negar que desde a época de Vladimir, o Grande, portanto muito antes dos personagens comunistas citados pelo chefe do Kremlin, o símbolo da Ucrânia já cortava séculos chegando às formas atuais:

Moeda de Vladimir, o Grande
Bandeira do Exército Ucraniano Insurgente | Conforme Embaixada da Ucrânia no Brasil, trata-se de bandeira secundária usada em propositalmente em protesto expressando o sentimento das ocasiões sangrentas da História, e que “foi usada desde o século XVI pelos cossacos ucranianos nas lutas contra invasores estrangeiros”, em símbolo totalmente anticomunista e antinazista, cuja cor preta simboliza a TERRA FÉRTIL e a PROSPERIDADE e a  vermelha representa o sangue dos heróis.

O símbolo foi utilizado pelo Exército Ucraniano Insurgente (UPA), na composição de uma bandeira de cores preta e vermelha. Essa formação militar lutava contra o regime nazista e a União Soviética na época da Segunda Guerra Mundial.

As cores e formas das bandeiras da Forças Armadas da Ucrânia também possuem cores e formas diferentes, como instituições específicas, cívicas e nacionais, portanto, oficiais.

Eles eram contra a repressão e a exploração alemã e soviética em relação à população ucraniana.

Diferentemente do que se propaga, o símbolo é anticomunista, em que o preto simboliza a TERRA FÉRTIL e a PROSPERIDADE e o vermelho representa o sangue dos heróis.

De acordo com a Embaixada da Ucrânia no Brasil, em nota, informa aquilo que muitos não querem “ouvir” ou “entender” a bandeira “foi usada desde o século XVI pelos cossacos ucranianos nas lutas contra invasores estrangeiros”.

Militantes e pseudo “especialistas”, de rua ou gabinetes do “ódio do bem”, tentaram fazer ilação entre a bandeira do exército ucraniano insurgente (vermelha e preta) contra o nazismo e comunistas soviéticos, a elemento imaginário neonazista durante protestos pelo Brasil.

Não obstante as provas irrefutáveis, documentais e declarações oficiais das próprias autoridades ucranianas de que se trata de algo exatamente oposto ao sugerido por milicianos e jornalistas antiéticos que apresentam opiniões desprovidas dos fatos, nada mais absurdo do que essa tentativa ignóbil de associação de símbolos para fins tão nefastos quanto.

Que se use da mesma veemência e diligência para averiguar, denunciar e condenar as contínuas ligações nazi-comunistas, essas, sim, criminosas e perniciosas à sociedade. Que se use do mesmo rigor, peso e medida a todos os militantes e jornalistas midiáticos que tamanha preocupação tiveram, e tentaram ridiculamente relacionar de forma abismal o que claro resta inescrupuloso.

Qualquer outro significado atribuído ao contexto e uso dessa bandeira da Ucrânia, especificamente (vermelha e preta), além do informado, oficialmente, por autoridades da própria Ucrânia, assim como pela Embaixada da Ucrânia no Brasil, Memorial Ucraniano e comunidade ucraniana, é um acinte à História, desrespeito ao povo ucraniano e violação dos direitos humanos, principalmente aos que a atrelam a símbolos que configuram crime contra a humanidade.

Sobre isso há sobejantes fatos e documentos na Embaixada da Ucrânia no Brasil, repudiando veementemente tais ilações. Basta rolar a tela para ver esses documentos (pdf livre para baixar).

Bandeira da Ucrânia
Selo Real do Hetman da Ucrânia (1918)

O roteirista de filmes e comediante, jovem Volodymyr Zelensky (25/01/1978), novo na política, porém grande estrategista, presidente ucraniano, ganha a cena, atrai bilhões de investimentos de países solidários e isola Putin.

O Chefe de Estado russo, por sua vez, também grande estrategista e líder do Kremlin desde o fim da URSS, rechaça presença europeia e norte-americana, sem moral e condições diplomáticas para a questão; e convida diplomata neutro, também estrategista, para visitar a região em meio à necessidade de intermediação.

QUEM SERÁ O NOBEL DA PAZ?

Não pela primeira vez as forças russas parecem prontas para desafiar a soberania da Ucrânia. Em contrapartida, Ocidente parece não saber o que fazer a respeito sem arriscar uma guerra entre os Estados com armas nucleares.

Desde o início da guerra, em 2014, Putin alega que a Crimeia foi formada a partir da Rússia, desde antes da URSS, e que o oportunismo de países da Europa Ocidental conspiraram para destituir essa região do território russo, o que agravou as tensões no local.

Seja quem for que contribua para intermediar o conflito, admitido pelos EUA e Europa como risco de iminente guerra mundial, certamente tal diplomata, estrategista, neutro e aceito pelos dois lados, ESSE SERÁ NOBEL DA PAZ!

PROFECIA DE EZEQUIEL 47:12 – recomendo consultar as benesses do capítulo todo e seu contexto – PORTUGUÊS: Árvores frutíferas de toda espécie crescerão em ambas as margens do rio. Suas folhas não murcharão e os seus frutos não cairão. Todo mês produzirão, porque a água vinda do santuário chega a elas. Seus frutos servirão de comida, e suas folhas de remédio. | UCRANIANO: А над потоком виросте на його березі з цього й з того боку всяке дерево їстивне; не опаде його листя, і не перестане плід його, кожного місяця буде давати первоплоди, бо вода його вона зо святині виходить, і буде плід його на їжу, а його листя на лік. | RUSSO: У потока по берегам его, с той и другой стороны, будут расти всякие дерева, доставляющие пищу: листья их не будут увядать, и плоды на них не будут истощаться; каждый месяц будут созревать новые, потому что вода для них течет из святилища; плоды их будут употребляемы в пищу, а листья на врачевание.

Ez.47:12 | Ezequiel | יְחֶזְקֵאל (Yĕkhezqiēl), de Nevi’im (profetas), segunda parte do Tanakh (Bíblia Hebraica)
Ukrania quae et Terra Cosaccorum cum vicinis Walachiae, Moldoviae, Johann Baptiste Homann (Nuremberg, 1720) | TRADUÇÃO: A Ucrânia e a terra dos cossacos com seus vizinhos Valáquia, Moldávia, Johann Baptist Homann (Nuremberg, 1720) | Mais datas para estabelecer limitadores históricos.

Que o leitor, via de regra acurado, perceba na fartura de documentos, imagens e fatos históricos supra o Terminus ad Quem e Terminus a Quo, que definem os limites a partir dos quais ou até os quais a História faz sua própria peneira sobre o que seja verdade ou mentira, argumento verdadeiro ou verdadeiro, não importa o poder de oratória diplomática, política, empáfia, lábia ou troika que alguém possua ou use para tentar persuadir o ignorante, simples e laico.

Reiterando: Não se pretende aqui julgar o conflito, mas narrar fatos. Havendo opiniões e defesa do controverso, teremos o maior prazer em receber provas documentais de mesmo quilate. O mais será mera narrativa e discurso especulativo de torcedor de um ou outro lado.

Fonte: AA – Anatolia Agency – Ankara Anadolu Ajansı | Pronunciamento público de Vladimir Putin, Presidente da Rússia | ANSA Italia Brasil | Shakhtar Donetsk | RIA | Encyclopaedia Britannica Inc, Illinois USA | Dicionário de Símbolos | Imagem destacada: MOSCOW, RUSSIA: Thousands people marched against war in Ukraine in center of Moscow, March 15, 2014, Russia | Desde 15/03/2014 ambos os povos clamam pela paz | Image: NickolayV | Ambasciata d’Italia Brasilia

Đß


TRANSCRIÇÃO EDITORIAL EXCLUSIVA E COBERTURA COMPLETA DOS PRONUNCIAMENTOS OFICIAIS DE AMBOS OS CHEFES DE ESTADO

Declaração à imprensa dos Presidentes Jair Bolsonaro e Vladimir Putin

A matéria pode ser vista por todos nesta plataforma, bastando: 1) fechar as propagandas; ou, 2) baixar gratuitamente em pdf. Aos nossos queridos leitores e seguidores inscritos, a veiculação de publicidade é diferenciada. Envia-nos uma caríssima apoiadora da magistratura brasileira: “Obrigada por tantas informações e raciocínios coerentes, bem fundamentados, em profundo estudo e alto senso de observação. Ao acordar, abro sua página esperando por mensagens dessa natureza.” (Dra. Eliana Xavier Jaime, Juíza de Direito, Poder Judiciário, Anápolis – GO)

DOCUMENTO EM VÍDEO OFICIAL DO SERVIÇO BROADCAST DO PALÁCIO DO PLANALTO

Transcrição editorial exclusiva e cobertura completa dos pronunciamentos oficiais de ambos os chefes de estado

Visita oficial à Rússia – 16/02/2022 – Presidente da República, Jair Bolsonaro e Vladimir Putin – Imagem oficial da Presidência da República – Planalto – Foto: Alan Santos/PR

Enviamos mensagem diretamente ao Presidente da República em que fizemos menção também sobre essa diligência e missão diplomática. Na sequência, procedemos à transcrição dos vídeos oficiais do Planalto, cujo conteúdo disponibilizamos aos nossos seletíssimos leitores e seguidores.

Sem interferências, análises e opiniões do jornalismo militante, eis as principais declarações oficiais:

POR VLADIMIR PUTIN – RÚSSIA

  1. Saudações iniciais – Putin agradece por Bolsonaro aceitar o convite de visita oficial à Rússia. É a primeira visita do Chefe de Estado brasileiro a Moscou. [assistir]
  2. A Rússia e o Brasil estão tradicionalmente ligados pelas relações de amizade e entendimento mútuo. A parceria estratégica entre os países abrange diversas áreas. Procuramos juntamente promover os laços políticos, econômicos e culturais; mantemos relação estreita na área internacional, inclusive no âmbito da ONU, BRICS e G20. [assistir]
  3. Hoje tivemos negociações substanciais e construtivas. Como resultado, foi adotada declaração conjunta que marca os rumos do futuro aprofundamento da cooperação russo-brasileira. [assistir]
  4. Os nossos países estão interessados, é claro, na ampliação progressiva da cooperação econômica. O Brasil é o principal parceiro comercial da Rússia na América Latina e Caribe. Conta com um terço do comércio russo nessa região. [assistir]  
  5. No ano passado (2021), apesar das dificuldades causadas pela pandemia do coronavírus, o intercâmbio comercial até cresceu, atingindo 87%. É de grande importância para a formação da cooperação comercial e investimentos a Comissão Intergovernamental, cuja última sessão ocorreu em outubro do ano passado (2021), em Brasília, por ordem pessoal do Presidente Bolsonaro. Visitaram a Rússia os principais ministros brasileiros do bloco econômico, responsáveis por minas e energias, e agricultura. [assistir]  
  6. Além disso, planeja-se realizar em breve reunião da comissão de alto nível da cooperação chefiada pelo presidente do governo da Rússia e vice-presidente do Brasil. [assistir]  
  7. Demonstram alta eficácia os conselhos empresariais russo-brasileiros e brasileiro-russos que aproveitam esta visita do presidente do Brasil para realizar reuniões com representantes de círculos empresariais. [assistir]  
  8. Hoje à noite, o senhor Bolsonaro se reunirá com empresários que fazem parte desses conselhos. [assistir]  
  9. Queria enfatizar que o Brasil sempre participa do Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo. No ano passado (2021) o senhor Bolsonaro dirigiu-se à sessão plenária do fórum por meio de videoconferência. Estamos muito agradecidos por isso. Gostaria de agradecer mais uma vez, senhor presidente, pela atenção nesse evento. [assistir]
  10. Esperamos que neste ano (2022), quando o Fórum completará 25 anos de sua existência, e ocorrerá de 15 a 18 de junho, participe uma delegação brasileira representativa de empresários, figuras públicas e políticos. [assistir]  
  11. Nós constatamos com satisfação a ampliação de exitosa da cooperação industrial. Gostaria de destacar projetos com implementação de modernização de energia hidrelétrica brasileira, e também pelo fornecimento por empresas de componentes para setores de alta tecnologia da economia brasileira. Também empresas que exportam combustíveis para usinas nucleares brasileiras radioisótopos para fins médicos. [assistir]
  12. Nossa cooperação está pronta para participar, em território brasileiro, da construção de unidades de energia, inclusive usinas nucleares de pequena potência, terrestres e flutuantes, já que tem uma experiência singular e tecnologia inigualável. [assistir]
  13. Com ritmo bom avança a cooperação na indústria química e produção de fertilizantes orgânicos. Em 2021, as empresas russas forneceram para o mercado brasileiro quase dez milhões de toneladas, no valor de 3,5 bilhões de dólares. [assistir]

POR JAIR BOLSONARO – BRASIL

TRANSCRIÇÃO NA ESTEIRA EDITORIAL – EM ANDAMENTO – AGUARDE

Fonte: Presidência da República | Canal Oficial do Planalto | TV BrasilGov | Fotografia oficial: Alan Santos/PR


Conflito Russia X Ucrânia

Конфлікт Росії та України

Russia vs Ukraine conflict

A matéria pode ser vista por todos nesta plataforma, bastando: 1) fechar as propagandas; ou, 2) baixar gratuitamente em pdf. Aos nossos queridos leitores e seguidores inscritos, a veiculação de publicidade é diferenciada. Como nos escreve uma preciosa apoiadora da magistratura: “Obrigada por tantas informações e raciocínios coerentes, bem fundamentados, em profundo estudo e alto senso de observação. Ao acordar, abro sua página esperando por mensagens dessa natureza.” (Dra. Eliana Xavier Jaime, Juíza de Direito, Poder Judiciário, Anápolis – GO)

Putin diz que OTAN e EUA serão responsáveis pela guerra, e que eles e nenhum país europeu possuem moral para interferir. O Chefe de Estado de Moscou, mão de ferro desde a queda da União Soviética, deixa claro que “vai arrancar os dentes de quem tentar morder a Rússia”. O Kremlin somente aceitará um representante de nação neutra, respeitável e com condições diplomáticas para liderar as tentativas de conciliação no ACORDO GENEBRA 2022. QUEM SERÁ?

O tabuleiro da geopolítica não é para qualquer um!

Vamos dar chance para que ambos os lados mostrem seus argumentos e documentos.

Recuperamos vídeo das últimas falas em reunião de impacto mundial (ao final). Vejamos o que o próprio Putin fala, durante 7 longos minutos, que podem valer por um milênio de consequências.

Não se deve fazer balcão de apostas e vibrar com especulações, torcendo por um dos lados nessa guerra. Deixemos isso para o jornalismo inconsequente e incendiário, que só visa lucros, não importa quantas vidas sejam ceifadas.

Se não houver a carniça dos noticiários, morrem de fome todos os abutres do jornalismo militante.

Dan Berg, escritor, ensaísta, jornalista independente, membro especial da Associação das Forças Internacionais de Paz.

Antes disso convém lembrar: Nenhum dos dois países quer guerra. Seria terrível para ambos os povos e um possível colapso mundial.

Putin declara que não há intenções de invadir a Ucrânia.

Sobre as garantias de não invasão, o Chefe do Kremlin diz que isso dependerá do processo de negociação, “in verbis”:

Nossas ações dependerão não das negociações, mas da garantia incondicional da segurança da Rússia, hoje e no futuro. Assim sendo, dissemos claramente que a futura expansão da Otan em direção ao Leste é inaceitável. Será que não dá para entender? Somos nós que colocamos mísseis nas fronteiras dos EUA? Não! Foram os EUA que vieram com seus mísseis para perto de nós. Os mísseis estão na porta de nossa casa. Seria pedir demais não colocar mais nenhum sistema de ataque bem próximo da nossa casa? O que há de estranho nisso? Como os americanos reagiriam se colocássemos nossos mísseis na fronteira entre o Canadá e os EUA, ou na fronteira do México com os EUA? Será que o México e os EUA nunca tiveram disputas territoriais? De quem eram a Califórnia e o Texas antes? Já esqueceram? Tudo bem, já passou. Ninguém lembra disso hoje como se lembram da Crimeia. É incrível!

Vladimir Putin – Presidente da Rússia (vídeo ao final)

É interessante notar que dentre as acusações que Putin faz à Otan e EUA, ele omite as ações da KGB, agências correlatas, inteligências e revolucionários subversivos, implantando sistemas terroristas soviéticos pelo mundo todo, mesmo após a dissolvição da União Soviética, até os dias de hoje.

Note aquilo que ele próprio declara, bem como o que omite. Portanto, há razões, assim como há contraditórios.

Por essas e outras, o próprio Putin deixa claro que os tratados internacionais precisam ser revistos e imediatamente mediados para conciliação, a fim de que não haja conflito.

Todavia, Moscou não aceita que tal intermediação seja feita pelos EUA ou Otan, exatamente, segundo ele, os responsáveis por uma possível guerra no local, que pode ser o estopim de uma nova guerra mundial, conforme os dois chefes de Estado das maiores potências admitem.

A grande questão é: Se EUA e Otan (países da Europa Ocidental), são acusados de serem os causadores de possível guerra, quem poderia ser o chefe de grande nação, de impacto mundial, que tenha relações amistosas, comerciais, políticas e até bélicas tanto com Rússia quanto com Ucrânia, e que tenha moral, competência e diplomacia suficientes para ser levantado como mediador e conciliador, não apenas entre ambas as nações, mas apagando o estopim de uma muito próxima guerra mundial?

Seriam esses os apelos de Biden, em nome da Otan ao Itamaraty, para que os tupiniquins socorram aquilo que os “poderosos” perderam capacidade e moral para realizar?

Reprisando a época do Império do Brasil, mais do que nunca, o mundo está de olho na “Terra Brasilis”, pois dela precisa! De fato, 2022 promete!

Sobre relações entre Brasil e Ucrânia ou Brasil e Rússia, veja o assunto discorrido em subtítulos abaixo.

Arrancarei os dentes de quem tentar morder a Rússia!”

Vladimir Putin

Fonte: Vladimir Putin, em Conferência de Imprensa Internacional em Moscou, 23/12/2021, sobre as negociações o Acordo de Genebra no início de 2022 | Mundo Militar | Sputnik Brasil


AÇÃO MILITAR RUSSA NA UCRÂNIA PODE ACONTECER A QUALQUER MOMENTO, INCLUSIVE DURANTE JOGOS DE INVERNO DA CHINA

ANTES DA CRÍTICA – AVISO AOS NAVEGANTES:

São esperadas críticas de um ou outro lado. Todavia, antes que pessoas teçam comentários negativos em seus grupos, redes sociais e contatos, convém notar o que segue.

Todos os apontamentos desta matéria foram feitos com base em fatos e documentos, citados “in loco” ou ao final. Havendo alguém que tenha outra visão, sinta-se livre para apresentar, do mesmo modo, registros e documentos. Por questão de justiça teremos o maior prazer em receber tais defesas e provas do contraditório.

Se negativo, trata-se de alguém que não leu adequadamente – sequer esta observação – e que demonstra:

  1. o hábito de opinar por impulso desprovido de nexo;
  2. comentar o livro, ou o filme, pela capa ou título; ou
  3. lançar críticas sem oferecer bases daquilo que fala.

Nesse caso, não podemos levar a sério quem aja como mero torcedor de futebol, ou fanático religioso. Quando alguém tem inimizade histórica com outro, qualquer que seja a questão apresentada, responderá com rixas pessoais, culturais e ideológicas, mas não com fatos e provas.

O “não gostei” é esperado. Entretanto esse “eu não gostei” se enquadra no escopo supra? Tal será o divisor de águas para manter a justiça e a ética das informações aos nossos seletíssimos leitores.

BIDEN PEDE A CIDADÃOS NORTEAMERICANOS QUE DEIXEM A UCRÂNIA | JAPÃO, HOLANDA E COREIA DO SUL PEDEM QUE SEUS CIDADÃOS FAÇAM O MESMO

John Biden assinala que possível conflito será guerra mundial. O chefe de Estado Norte-americano (em entrevista a Lester Holt, da NBC News, 10/02/2022) alertou os norte-americanos que vivem na Ucrânia “Cidadãos devem sair agora”, e ao avaliar as aproximações de Rússia e China, acrescenta: “Não é como se estivéssemos tratando com uma organização terrorista. Estamos lidando com um dos maiores exércitos do mundo. É uma situação muito diferente, e as coisas podem enlouquecer rapidamente”.

As Eastern Europe edges closer to war, the U.S. and Russia are squaring off as China watches the outcome. © Illustration by Chuan Ming Ong | Livre tradução: À medida que a Europa Oriental se aproxima da guerra, os EUA e a Rússia estão se enfrentando enquanto a China observa o resultado. © Ilustração de Chuan Ming Ong

São interessantes as declarações de Biden, que seriam muito diferentes caso houvesse credibilidade entre ele e os próprios militares americanos. Ele deixa claro que, conforme a potência com a qual esteja lidando, ele coloca ou retira seu exército. No popular há outras palavras para descrever esse tipo de comportamento. Todavia, arregar e correlatos, constantes até em dicionários clássicos, não serão nossas terminologias favoritas.

Brasileiros sentem saudades da época em que o Chefe de Estado do Brasil era chamado ao exterior para mediar conflitos entre reinos da Europa. Eram tempos em que o Brasil era Império, não apenas por suas dimensões continentais, mas pela competência de seu Imperador, respeitado no Brasil e no mundo.

Hoje, há críticas e tentativas de manchetes ideológicas, desprovidas de fatos, para criar comoção popular, quando nosso Chefe de Estado é chamado à Rússia para negociações.

Causa estranheza a crítica pela crítica, principalmente quando o principal referencial (USA) joga a toalha, abrindo espaço e como que pedindo ajuda ao único e último recurso mundial contra o comunismo: o Brasil.

Fato é que, após a derrota de Trump, boa parte do poder militar norte-americano se tornou possível desafeto do novo presidente aliado à agenda globalista.

Se isso é verdade (união entre Rússia e China), o Brasil passaria a ser a bola da vez, a maior riqueza natural do planeta, e, como defendem muitos, o último bastião contra o comunismo global. Aos “negacionistas” desse fato, cabe a pergunta, SERÁ? Ninguém precisa acreditar em nada, ou pode acreditar no que quiser, até em papai noel, mas, um pouco de neurônios sobre o cenário pode ser visto na imagem abaixo, em meio à negociações e movimentos de guerra (veja a data) com vistas ao domínio global:

Russian President Vladimir Putin talks with Chinese President Xi Jinping via videoconference on Dec. 15, 2021. ©AP

Autoridades norte-americanas familiarizadas com guerras, informam que a Casa Branca aprovou plano para abrigar os quase 2.000 soldados americanos na Polônia (82ª Divisão Aerotransportada), no sentido de que os americanos tentem evacuar a Ucrânia se a Rússia invadir. Ou seja, sinal de “estamos fora dessa!”. Aparentemente!

Portanto, o fato de o Brasil estar em linha de intermediar o conflito Rússia X Ucrânia, com quem tem excelentes relações, e apaziguar uma possível guerra mundial não é assunto de pequena monta, ou argumento de botequim que se possa jogar no lixo como uma bolinha de papel. É fato! Sem falsa modéstia, o mundo pisando em caldeirão de pólvora precisa do Brasil.

Não se pode negar que o Brasil possui enormes relações comerciais e diplomáticas com Rússia e Ucrânia, e não poucos acordos de treinamento e produção de material bélico de interesses mútuos (visitas recentes à Ucrânia para segmento armamentístico, abaixo), assim como tratados de paz.

Em 10/02/2021, o Departamento de Estado (USA) divulgou aviso de que os Estados Unidos “não poderão retirar cidadãos norte-americanos em caso de ação militar russa em qualquer lugar da Ucrânia”.

Na mesma entrevista, Biden confirma que a Rússia deslocou 100 mil soldados para a região da fronteira com a Ucrânia.

No final de janeiro, o Departamento de Estado autorizou a saída de pessoal não emergencial da Embaixada dos EUA em Kiev e ordenou que os familiares deixassem o país.

Biden programa falar (11/2/2002) com líderes europeus e da Otan sobre as tropas russas na fronteira da Ucrânia. A ligação conjunta inclui líderes da França, Reino Unido, Itália, Alemanha (entre outros), ocorre no momento em que as nações ocidentais procuram vias diplomáticas para neutralizar a crise.

Ou seja, a participação do Brasil é importantíssima nesse momento. Não há como negar. Diante da covardia do líder norte-americano, retirando tropas e declarando publicamente intenção de fuga pela visão que tem do poderio da Rússia, e pelas instabilidades entre ele e seus próprios soldados após a saída de Trump (diante do qual nenhuma guerra houve), o mundo passou a arregalar os olhos para o Brasil.

De acordo com dados do Departamento de Estado dos EUA, havia 6.500 cidadãos americanos na Ucrânia até o último mês de outubro. Brasileiros formam cerca de 500 pessoas.

Entre declarações de retirada de população e soldados, em 4/2/2022 os primeiros militares americanos chegam à Europa, desembarcam sexta-feira, 4, na Alemanha, conforme o Comando Europeu do Exército dos Estados Unidos, para atuarem pela Otan, principal aliança ocidental.  

Diz o porta-voz em comunicado: “Soldados do 18º Corpo Aéreo desembarcaram em Wiesbaden hoje”, 4/2/2022, para montar quartel general na Alemanha e dar apoio aos 1.700 paraquedistas que serão enviados à Polônia, dentre os 2.000 soldados que foram destacados da Carolina do Norte para a Polônia e Alemanha, e outros 1.000 que já em território alemão serão realocados para a Romênia.

Pela Otan, além dos EUA, Holanda, Espanha e Dinamarca fazem exercícios de guerra pelo leste da Europa, com posicionamento de navios e aeronaves, enquanto Canadá anuncia que irá estender o programa de treinamento já existente na Ucrânia por mais três anos.

Segundo o Ministério da Defesa da Ucrânia, existem, hoje, mais de 127.000 soldados russos nas fronteiras ucranianas

A Rússia é contra a adesão de Kiev à aliança militar da Otan e, em tom ameaçador, sinaliza que uma confirmação terá consequências graves. Ocorre que, de acordo com o presidente russo, Vladimir Putin, a possível entrada do país vizinho à Otan será uma ameaça não só para a Rússia, “mas também a todos os países do mundo”.

Putin insiste que a Ucrânia próxima ao Ocidente (via Otan) irá ocasionar uma guerra para recuperação da Crimeia – território anexado pelos russos na batalha de 2014 –, levando a um conflito armado. Obviamente, nesse cenário, e com participação da Otan em apoio a Kiev, a ameaça torna-se mundial, e não apenas entre Ucrânia e Rússia.

Por sua vez, a Otan afirma que “a relação com a Ucrânia será decidida pelos 30 aliados e pela própria Ucrânia, mais ninguém”, acusando o Kremlin de causar ebulição no local (e no mundo) ao enviar tanques, artilharia e soldados (127 mil) à fronteira para preparar um ataque.

Fonte: Principais documentos constam da primeira edição, abaixo | Entrevista de John Biden a Lester Holt, da NBC News, em 10/02/2022 | Many Ukrainian civillians have signed up as reservists in case war starts


SIMPLES PERGUNTA: Se documentos, tratados, acordos e conversas da maioria dos países, blocos e uniões nacionais do mundo se posicionam contra as ações russas à Ucrânia, classificadas como violação do direito internacional e de outros tratados internacionais, QUEM HAVERÁ DE JULGAR, SENTENCIAR E EXECUTAR PENA AO KREMLIN?

A tensão bem poderia se chamar Crise Rússia X Ucrânia X Crimeia X União Europeia X China X OTAN X Bielorrússia X Turquia X ONU X Brasil X USA X Alemanha, ou seja, Mundo, conforme interesses e preocupações do planeta.

A embaixada está preparada a atender, ajudar e proteger os brasileiros de qualquer eventual intempérie.” e “Quando essa crise se aprofundou no final do ano passado, alguns brasileiros nos escreveram ou telefonaram para a Embaixada preocupados com os acontecimentos que viam na imprensa mundial e local.

Norton Rapesta | Embaixador do Brasil na Ucrânia, fev/2022

A Embaixada estima que cerca de 500 brasileiros vivam na Ucrânia. Eles atuam em diversas áreas, como empresários, estudantes, além de jogadores de futebol.

Ao mesmo tempo, o Brasil envia Almirante para a Ucrânia. Ambos os países devem fechar acordo relacionado à TECNOLOGIA DE DEFESA.

Aos que tentam inflamar a população incauta a respeito da viagem do Presidente da República à Rússia, é simples ato de guerrilha, revanchismo e militância política, uma vez que Brasil e Ucrânia caminham muito bem juntos. Pelo menos é o que lemos na Revista Sociedade Militar, recentemente, em 27/11/2020 (com atos ampliados em 2021 e continuados em 2022):

“O Ministro da Defesa assinou na semana passada, em 19 de novembro, autorização para que o SEPROD feche um MEMORANDO DE ENTENDIMENTO relacionado à cooperação técnica relacionada à defesa com a Ucrânia.

Representantes do Brasil e da Ucrânia se reuniram por videoconferência em setembro. A reunião teve a participação do Embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko; do Adido de Defesa da Ucrânia no Brasil, Volodymyr Savchenko; do Primeiro- Ministro Adjunto para Indústrias Estratégicas da Ucrânia, Valery Ivashchenko; do Diretor Geral Adjunto de Marketing e Vendas, Ukroboronprom Mykhail Morozov; do Vice-presidente da Agência Espacial Estatal da Ucrânia, Volodymyr Mikheyev; de representantes do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia; de representantes da Empresa Estatal SPZ “SpetsTechnoExport” e de outras empresas do complexo industrial de defesa daquele país.

O Ministério da Defesa já designou o Contra-Almirante SÉRGIO LUCAS DA SILVA, Diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação (DECTI) para participar de uma Missão Técnica Brasil-Ucrânia e do Diálogo da Indústria de Defesa (DID), no período de 30 de novembro a 4 de dezembro de 2020.

PORTARIA Nº 3.827/GM-MD, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2020

O MINISTRO DE ESTADO DA DEFESA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos I e IV, da Constituição Federal, considerando o disposto nos arts. 11 e 12 do Decreto-Lei nº 200, de 25 de fevereiro de 1967, regulamentado pelo Decreto nº 83.937, de 6 de setembro de 1979, e tendo em vista o que consta do Processo nº 60070.000293/2020-85, resolve:

Art. 1º Fica delegada competência ao Secretário de Produtos de Defesa para, em observância às disposições legais e regulamentares, representando o Ministro de Estado da Defesa, assinar o “Memorando de Entendimento relativo à Cooperação Mutuamente Benéfica no Campo da Cooperação Científica e Tecnológica e Comercialização de Produtos de Defesa entre o Ministério da Defesa da República Federativa do BRASIL e o Ministério das Indústrias Estratégicas da UCRÂNIA”, em conformidade com os respectivos ordenamentos jurídicos.

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

FERNANDO AZEVEDO E SILVA

Revista Sociedade Militar, recentemente, em 27/11/2020 [grifo nosso | em 2021 as interações são ainda mais intensas e importantes]
БПЛА PD-2 від UkrSpecSystems | Діфенс Експрес (Defense Express) – 08 липня 2021 | Eduardo Bolsonaro, diplomatas e comitiva brasileira para negociações estratégicas Brasil X Ucrânia

Portanto, quaisquer outras conjecturas negativas sobre a necessidade estratégica de visita à Rússia não passam de especulações do mercado politiqueiro, uma vez que todos os países são fortíssimos aliados e parceiros comerciais, de tecnologia e inúmeros elementos com o Brasil.

Pelo contrário, as relações inclusive de produção armamentística e tecnologia bélica mostram outra coisa, ou seja, a tremenda e intocável ligação entre Ucrânia e Brasil.

Falar não basta: Comprove assistindo o breve vídeo, em que militares brasileiros estiveram presentes com representantes da indústria de defesa do país. De 2020 para 2021 foi ainda mais revelador, cuja visita pode ser muito mais específica e produtiva . Demonstração e teste de equipamento militar no local de teste internacional. [clique].

OSCE SMM – Organization for Security and Cooperation in Europe – Special Monitoring Mission to Ukraine | Monitoring the movement of heavy weaponry in eastern Ukraine – 4 March 2015, 15:30 – Wikimedia Commons

A Ucrânia continua a ser a principal rota de trânsito para o gás natural russo vendido para a Europa, que garantem bilhões em taxas de trânsito à Ucrânia, tornando-se o serviço de exportação mais lucrativo do país. Após o lançamento da Rússia do gasoduto Nord Stream, que contorna a Ucrânia, os volumes de transporte de gás vêm diminuindo constantemente. Atentados terroristas nesses dutos têm, literalmente, “explodido” os ânimos.

Map of the major natural gas pipelines from Russia to Europe, through Ucrania | Mapa dos principais gasodutos da Rússia para a Europa, passando pela Ucrânia | Wikimedia Commons

Em setembro de 2021, o CEO da Naftogaz of Ukraine, Yuriy Vitrenko, acusou publicamente a Rússia de usar o gás natural como uma “arma geopolítica”, afirmando que “Uma declaração conjunta dos Estados Unidos e da Alemanha disse que se o Kremlin usufruísse gás como arma, haveria uma resposta apropriada. Estamos agora à espera da imposição de sanções a uma subsidiária 100% da Gazprom, a operadora do Nord Stream 2”

Para quem pensava que fosse um conflito contínuo e prolongado que começou em fevereiro de 2014, envolvendo principalmente a Rússia e as forças pró-Russas, por outro, concentrando-se no status da Crimeia e de partes dos Donbas, que são amplamente reconhecidas internacionalmente como parte da Ucrânia, é uma visão parcial dos fatos históricos.

A crise é mais antiga do que se pensa!

Por exemplo, A guerra cibernética russo-ucraniana é um componente do confronto entre a Rússia e a Ucrânia desde o colapso da União Soviética em 1991.

Logo mais traremos elementos históricos de séculos antes. Não se pode falar em Rússia sem as raízes da Ucrânia; assim como não se pode conceber Estados Unidos da América ou Austrália sem Inglaterra, ou Brasil sem Portugal. As dimensões entre matriz e filial nos mostram que nem sempre o maior é o originário.

День Победы в Донецке – Bixas – War in Donbas – Wikimedia Commons

Segundo Richard Sakwa, do ponto de vista do Ocidente, o que vem acontecendo é a tentativa do líder inescrupuloso, Vladimir Putin, de restaurar a glória da velha União Soviética, de se impor à força, sem diálogo, retomando práticas que todos esperavam que tivessem ficado no passado da Europa – a anexação da Crimeia, por exemplo.

ENVOLVIMENTO INTERNACIONAL

Vários membros da comunidade internacional expressaram sérias preocupações com a intervenção russa na Ucrânia e criticaram a Rússia por suas ações na Ucrânia pós-revolucionária.

Entre eles: Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Polônia, Canadá, Japão, Holanda, Noruega, Coreia do Sul, Geórgia, Moldávia, Turquia, Austrália e a União Europeia, como um todo, que condenou a Rússia, acusando-a de violar o direito internacional e violar a soberania ucraniana.

Desde os conflitos de 2014, muitos desses países implementaram sanções econômicas contra a Rússia ou indivíduos ou empresas russas, às quais a Rússia respondeu em espécie.

A Anistia Internacional também pontuou que a Rússia está alimentando o conflito.

Amnesty International Logo
Tingui Park, Curitiba, PR – Brazil | Українці в Бразилії | Memorial Ucraniano | Parque Tingüi | Curitiba, Paraná, Brasil
  • LEI DA UCRÂNIA [legislação equiparada à Constituição Federal brasileira] «Condenação de regimes totalitários comunistas e nacional-socialistas (nazistas) na Ucrânia e proibição da propaganda de seus símbolos» – Original em PDF (abra o arquivo abaixo)
  • Carta de Repúdio de Câmara Municipal de Prudentópolis – PR – município com a maior população de descendentes de imigrantes ucranianos no Brasil | Carta a Rostyslav Tronenko – Embaixador da Ucrânia no Brasil – Original em PDF (abra o arquivo abaixo)

Artigo em desenvolvimento.

Діфенс Експрес | Defense Express |  08 липня 2021

Fonte: Embaixada da Ucrânia no Brasil | Embaixada do Brasil na Ucrânia | Revista Sociedade Militar | Діфенс Експрес – Defense Express | Amnesty International | University of Kent – Canterbury, Kent, England – The School of Politics and International Relations | Rafael Gomez, mestre em estudos da Rússia e da Europa Oriental pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido. Imagem destacada: Russian Defense Ministry Press Service / Handout/Anadolu Agency via Getty Images and Amnesty International


Carpe diem. Frui nocte!

Envie para quem você ama!

  • Obrigado a você que compartilha o link de cada matéria em suas redes sociais. Sabemos que algumas plataformas irão boicotar, por motivos óbvios (o que, de per si, já é um grande sinal). Ainda assim, prosseguiremos nosso trabalho.
  • Caso adicione o autor a algum grupo, obséquio comunicar ao seu staff editorial via wpp: 11-973924436
  • Clique para acessar outras matérias de Dan Berg: https://dunapress.org/author/danberg1000/

Print Friendly, PDF & Email

Dan Berg

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo