fbpx
Esportes

Leclerc promete “ataque completo” depois de perder a pole “excepcional” de Perez

Compartilhar

Charles Leclerc perdeu a pole position por 0,025s para o Red Bull de Sergio Perez, mas do P2 do grid o piloto da Ferrari busca a segunda vitória consecutiva enquanto busca o sucesso no Grande Prêmio da Arábia Saudita.

O piloto monegasco, que conquistou a vitória, a pole e a volta mais rápida na abertura no Bahrein no fim de semana passado, viu o F1 do grid arrebatada por Perez – que encerrou um recorde de 215 corridas esperando por sua primeira pole position com um desempenho cintilante.

Leclerc aplaudiu a volta rápida do mexicano, mas admitiu que a Ferrari tinha “muito a aprender” depois de perder a pole.

“Estou um pouco decepcionado. Apenas dois centésimos, é tão perto. Tenho certeza que a volta do Checo é excepcional, quero dizer o último setor, tenho certeza que ele se arriscou muito e foi recompensado por isso, e é assim que funciona naquelas pistas da cidade. Acho que do nosso lado há muito o que aprender com esta qualificação”.

Olhando para a corrida de domingo, Leclerc acrescentou: “Sim, é ataque total, como sempre. A corrida é amanhã… então espero que possamos ter um dia melhor amanhã”.

O líder do campeonato, no entanto, admitiu que não entendia de onde vinha o pequeno déficit para Perez.

“Por algumas razões, fomos mais rápidos com os pneus usados ​​do que com os novos, então precisamos entender o porquê, e também faltou um pouco de slipstream na última rodada do Q3”, disse Leclerc. “E tudo faz a diferença, mas isso não muda em nada o quão incrível Checo tem sido hoje”.

Quanto ao companheiro de equipe Carlos Sainz, no P3 apesar de liderar Q1 e Q2, ele estava menos otimista em suas esperanças de vitória e ecoou a consternação de Leclerc com a falta de ritmo da Scuderia em comparação com a Red Bull com novos pneus macios.

“Bem, todos melhoraram muito no Q3, e eu também, mas no final minha principal limitação hoje foram os pneus novos; Eu simplesmente não conseguia fazê-los funcionar”, começou o espanhol. “Fiz a minha volta mais rápida com um pneu usado, algo que nunca se vê noutros circuitos, mas por alguma razão no nosso carro, na nossa equipe, o pneu novo não está a funcionar bem”.

“Não parece bonito – não sabemos exatamente [por quê]. Fizemos algumas corridas no TL3, mas foram curtas, com pneus macios, que é um pneu que não é muito bom para o longo prazo, então acho que precisamos esperar para ver amanhã, mas a Red Bull parecia rápida Sexta-feira com certeza”, acrescentou Sainz preocupado.

A Ferrari perdeu seu programa de corridas mais longas durante a sessão representativa do TL2 na sexta-feira, depois que os dois pilotos roçaram as paredes, então quando se trata de ritmo de corrida, eles são uma quantidade desconhecida no domingo.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »