fbpx
Saúde

A importância da qualidade do sono

Compartilhar

Atualmente organizado pela Sociedade Mundial do Sono (World Sleep Society), o evento visa diminuir o peso que os problemas do sono provocam na sociedade, por meio da prevenção e do manejo desses distúrbios.

– Sono de qualidade ajuda a manter a saúde mental;

– Sono melhor pode ajudar as pessoas a se concentrarem durante o dia;

– A fadiga pode nos sobrecarregar física, mental e emocionalmente.

Por essas e outras razões, o sono é um pilar fundamental da saúde humana.

No Brasil, de 18 a 24 de março acontece a Semana do Sono, cujo objetivo é trazer para a população informações qualificadas, novidades e as últimas pesquisas sobre o assunto.

Existem mais de 100 distúrbios do sono, sendo a insônia e a apneia obstrutiva do sono os mais comuns. Outros distúrbios também podem estar presentes como a apneia central do sono, o bruxismo, o sonambulismo e o movimento periódico de pernas.

Os distúrbios do sono frequentemente estão associados a doenças cardiovasculares (doença arterial coronariana, arritmias e hipertensão arterial), metabólicas (obesidade e resistência à insulina), gastrointestinais (refluxo), psiquiátricas (depressão e ansiedade), neurológicas (alterações cognitivas, epilepsia, déficit de atenção, acidente vascular encefálico), dificuldades de memória e de aprendizado, além de um maior risco de acidentes.

Dois processos servem para regular o sono: o ciclo circadiano (C) e o controle homeostático (S). O processo C refere-se ao nosso relógio interno, regulado pelo núcleo supraquiasmático no hipotálamo. Esse relógio regula e controla o ciclo de sono-vigília de 24 horas por meio da influência da luz e da melatonina. Na ausência de luz, a melatonina é produzida, promovendo o sono. Por isso, utilizar o celular ou assistir TV à noite pode ser prejudicial e retardar a indução do sono.

Já o processo S promove o sono com base na quantidade de horas que passamos acordados. Durante a vigília, nosso cérebro acumula substâncias que promovem o sono. Quando dormimos, liberamos essas substâncias e, então, nos sentimos alertas novamente. Por isso, cochilar à tarde por muito tempo pode esgotar as substâncias promotoras do sono e atrapalhar o sono da noite.

O descanso reparador acontece quando sincronizamos os horários de sono/vigília com nosso relógio interno e nossa propensão para dormir, encontrando o equilíbrio perfeito entre o processo C e o processo S.

Sintomas como ronco, cansaço durante o dia e insônia são sinais de que o indivíduo deve procurar ajuda médica. Em tempos de COVID-19, a privação do sono também tende a aumentar e agravar as alterações de humor.

Alguns hábitos que ajudam a ter um sono reparador são:

  • Praticar atividade física, mas não antes de deitar.
  • Eliminar luzes e barulhos durante a noite, sempre que possível.
  • Adotar uma rotina de horários para dormir e acordar, com 7h a 9h de repouso.
  • Se tiver o hábito de dormir de dia, o cochilo não deve ultrapassar 45 minutos.
  • Evitar ingerir álcool 4h antes de dormir e não fumar.
  • Evitar cafeína pelo menos 6h antes de dormir.
  • Evitar alimentação “pesada”, apimentada e doces por pelo menos 4h antes de dormir.

Mais informações sobre a importância do sono para a saúde podem ser encontradas na Cartilha do Sono!

Fonte: https://bvsms.saude.gov.br

Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Joice Maria Ferreira

Colunista associada para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »