História

Com mais de um século de existência, edifício mais antigo do Butantan é homenagem seu fundador 

Compartilhar

O prédio mais antigo do Instituto Butantan é uma homenagem ao médico sanitarista que foi seu fundador e primeiro diretor. Inaugurado em 1914 com o nome de Edifício Vital Brazil, foi um dos primeiros laboratórios usados por Vital para pesquisar e desenvolver seus soros e vacinas. Rebatizado em 2014 e atualmente conhecido como Prédio da Biblioteca ou Prédio Central, abriga a Biblioteca do Butantan, com importante acervo especializado de mais de 15 mil obras, e o Centro de Memória, além de laboratórios de pesquisa.

As obras do edifício foram iniciadas em 1910 e terminaram em 1913, seguindo o projeto do engenheiro e arquiteto Mauro Álvaro de Souza Camargo. Sua construção faz parte de um movimento do começo do século XX por meio do qual foram construídas obras imponentes e sofisticadas para sediar as instituições científicas que se afirmavam no país.

Possui características arquitetônicas que remetem ao estilo Sezession, estrutura imponente, vidros nas portas e janelas gravadas com o então logotipo do instituto e acabamento de ladrilhos hidráulicos trazidos da Alemanha para compor o piso. Na sua inauguração estiveram presentes diversas autoridades governamentais e científicas, como membros do Instituto Pasteur e da Faculdade de Medicina e Cirurgia (atual Faculdade de Medicina da USP).

Desenvolvido conforme os desejos de Vital Brazil, o prédio serviu como estopim para a ampliação de pesquisas e produções científicas. Em seu interior, foram gerados alguns dos primeiros soros antipestosos e antiofídicos do instituto. Sua construção serviu para afirmar a presença e importância do Butantan como instituição de investigação científica.

Nos seus primeiros anos, abrigou laboratórios, sala de visitação e demonstração no térreo; biblioteca, administração e secretaria no andar superior; e um depósito de materiais no sótão. Ao longo das décadas, foi sede de diversos tipos de laboratórios, como o de bioquímica e o de farmacologia, e também setores administrativos como o Núcleo de Documentação, que faz parte do Centro de Desenvolvimento Cultural. 

Tombado desde 1981 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (CONDEPHAAT), o edifício é o cartão-postal do Butantan.

Fotos: Acervo Instituto Butantan/Centro de Memória

Fonte: https://butantan.gov.br/butantan

Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »