Estilo de vidaViagens e Turismo

4 dicas para economizar em um mochilão para a Europa

Compartilhar

-Viajar gastando pouco é o desejo de muitos brasileiros que optam pelo mochilão. Para isso, é preciso ficar atento a algumas orientações.

Viajar para a Europa sem um itinerário muito definido, com pouca bagagem e procurando conhecer ao máximo a cultura e as pessoas dos países visitados são algumas das principais características do mochilão, um dos tipos de viagem mais tradicionais e populares entre os jovens ao redor de todo o mundo.

Mas ao contrário do que possa parecer, para realizar esse tipo de rota não basta apenas colocar uma mochila nas costas e sair andando por aí. Para fazer um mochilão perfeito, com o mínimo de estresse e pouco perrengue, os viajantes precisam elaborar um bom planejamento financeiro e ter muita organização.

Ainda mais quando o assunto envolve o Velho Continente, afinal, além de o euro parece estar sempre nas alturas, a maioria das cidades europeias possui um custo de vida mais alto do que as brasileiras. Dessa forma, saber como economizar em um mochilão pela Europa se torna uma necessidade quase vital para quem não quer abrir mão de viajar em tempos atuais.

Economizando em um mochilão pela Europa
Não há como negar que o continente mais antigo do mundo tem muito a oferecer aos turistas dessa modalidade. Países como Portugal, Alemanha, Itália, França, Bélgica, Espanha e Inglaterra chamam a atenção de muitos mochileiros por conta da bagagem histórica e cultural.

Quem deseja conhecer esses locais já pode começar a se organizar financeiramente para aproveitar o continente europeu da melhor forma possível, economizando. Ter atenção na hora de comprar euro, evitar viagens em alta temporada, buscar por hospedagens mais em conta e apostar em caronas para se locomover são orientações para quem não quer pagar caro em uma viagem de mochilão.

Tenha atenção na hora de comprar e levar a moeda estrangeira
Quando o destino é internacional, uma parte do planejamento é a compra da moeda estrangeira e, no caso da Europa, é o euro que deve receber a atenção dos mochileiros. O ideal é, antes de mais nada, realizar uma pesquisa sobre as melhores opções de câmbio, para evitar golpes ou fraudes durante o procedimento.

Atualmente, existe uma ampla variedade de bancos comerciais e contas digitais que realizam cotações interessantes de forma segura, mas é preciso pesquisar antes e buscar recomendação de pessoas confiáveis.

No caso das contas digitais, a opção pode ser vantajosa para os mochileiros, pois todo o processo é feito de forma online, ou seja, caso surja qualquer problema ou necessidade de manutenção de conta, é possível utilizar o próprio celular para solucionar a questão.
Um ponto importante a ser levado em conta é o uso do cartão de crédito. Atualmente, a cobrança do câmbio é feita de acordo com a cotação da moeda estrangeira no dia da compra, além do IOF de 6,38%.

Já quem deseja levar o dinheiro em espécie deve se atentar aos prós e contras, como a facilidade de trocá-lo em cada destino, a maneira que irá gerenciar o orçamento e ainda a segurança de levá-lo em mãos durante o trajeto.

Evite a alta temporada
Outra dica importante para quem deseja economizar fazendo um mochilão pela Europa é a atenção ao período de viagem. A maioria das famílias brasileiras deixa para viajar na época de férias escolares, em janeiro, julho ou dezembro. No entanto, essa escolha acaba impactando diretamente no valor das passagens.

Dessa forma, quem busca gastar menos nas viagens deve optar fugir dos períodos de alta temporada, pois é possível economizar até 60% nas passagens aéreas até o continente europeu.

Economize na hospedagem
Um dos itens que pode deixar uma viagem com valores mais elevados é, sem dúvidas, a acomodação. Por esse motivo, esse tópico deve ser analisado com muita cautela entre os mochileiros.

Muitos adeptos a esse tipo de viagem gostam de utilizar a chamada hospedagem colaborativa, uma opção gratuita em sites como Couchsurfing e Hospitality Club. De modo geral, nessa modalidade moradores locais de destinos turísticos oferecem estadia gratuita a viajantes. Os tipos de acomodação podem variar, indo de dormir no sofá a cômodos compartilhados e quartos privativos.

Há também opções de hospedagens em sites como Airbnb. Embora a estadia seja paga, os turistas podem filtrar a busca pelo valor que desejam pagar. Em algumas opçõres, não há cobrança de custos operacionais como ocorre em grandes hotéis.

Vale destacar que opções com cancelamento grátis podem ser mais vantajosas diante dos imprevistos que costumam afetar os mochileiros.

Experimente usar transporte público ou pegar carona
Assim como a estadia, os deslocamentos terrestres podem acrescentar custos elevados ao planejamento financeiro de um viajante de mochilão. Dessa forma, a dica é apostar em transporte público ou até mesmo a clássica carona.

Na Europa, grande parte dos trens e metrôs levam aos principais pontos turísticos de forma segura, barata e rápida. No entanto, como cada cidade pode apresentar valores diferentes de bilhetes, o ideal é realizar uma pesquisa de preço ou buscar por passes turísticos que normalmente incluem transporte e entrada em diferentes atrações.

Para quem gosta de ativar o modo aventureiro, também é possível aproveitar as caronas. Embora essa prática não seja muito comum no Brasil, no continente europeu as pessoas já estão acostumadas e não veem problema de ajudar os mochileiros na estrada.

Vale ressaltar que esse tipo de transporte pode oferecer riscos, por esse motivo, o ideal é utilizá-lo em locais mais movimentados e ao lado de um grupo maior de pessoas.

Por Vanessa Barcellos | Agencia Experta Media – Enviado por Fernanda Teodoro

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Duna Press Jornal

Duna Press é um jornal digital dedicado a apresentar as principais notícias da Noruega, do Brasil e do mundo, com matérias interessantes sobre política, economia, negócios, educação, tecnologia, arte, esporte, entretenimento, classificados, saúde, alimentação e muito mais! Duna Press is a digital newspaper dedicated to presenting the main news from Norway, Brazil and the world, with interesting articles on politics, economics, business, education, technology, art, sport, entertainment, classifieds, health, food and much more!
Botão Voltar ao topo
Translate »