News

Paraná: Polícia Civil ressalta importância do combate ao abuso e exploração sexual infantil

Compartilhar

Houve um ato simbólico na sede do Nucria, com soltura de balões alaranjados para chamar a atenção sobre o tema e marcar o dia nacional de combate a este crime. Atualmente, o Paraná tem sete unidades do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes.

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) realizou um ato simbólico alusivo ao Dia Nacional de Combate Abuso e Exploração Sexual Infantil, (ontem) com soltura de balões alaranjados para chamar a atenção da população sobre o tema. O dia é lembrado nesta quarta-feira, 18 de Maio, e o evento foi na sede do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da PCPR, em Curitiba.

Anualmente, a PCPR realiza campanhas e ações para relembrar este dia. A ação foi, também, uma iniciativa da campanha do Maio Laranja, que estimula ações para ressaltar a importância do tema para a sociedade. “É necessário que a população auxilie e denuncie, ajudando no combate e conscientização sobre o crime”, afirma o delegado adjunto da Divisão de Polícia Especializada da PCPR, Roberto Fernandes.

Segundo a delegada Ellen Victer, durante a campanha os policiais auxiliam na mobilização, sensibilização, informação e convocação da sociedade para participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes, além de combater o abuso e a violência sexual infantil. 

O Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes é uma unidade especializada que investiga crimes de violência psicológica, física e sexual e busca garantir a segurança, tranquilidade e equilíbrio emocional do público infanto-juvenil e de seus familiares. Ela apura crimes de lesão corporal grave, gravíssima ou qualificadas pela violência doméstica, como estupros, situações de pedofilia, tortura e outros crimes.

Atualmente a PCPR conta com sete unidades, em Curitiba, Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Paranaguá e Ponta Grossa.

“O Nucria conta com servidores capacitados para o acolhimento das vítimas e familiares. Inclusive, com psicólogos, que também atuam nas escutas especializadas das crianças e adolescentes. Tudo isso como forma de minimizar os impactos decorrentes de um eventual crime sofrido”, explica a delegada.

COMBATE – O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído oficialmente no País através da lei nº 9.970, de 17 de maio de 2000. A data foi escolhida em memória de Araceli Crespo, de 8 anos, que foi raptada, drogada, estuprada e assassinada em Vitória, no Espírito Santo, no dia 18 de maio de 1973.

DENÚNCIAS – Para denunciar anonimamente o cidadão pode ligar para o disque 100 (serviço disseminação de informações sobre direitos de grupos vulneráveis e de denúncias de violações de direitos humanos) ou 181 (da Polícia Militar). Denúncias de crimes ocorridos em Curitiba podem ser feitas pelo telefone (41) 3270-3370, diretamente à equipe de investigação.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »