Esportes

Marco Octavio elogia atletas após início perfeito na Copa América

Compartilhar

Em entrevista exclusiva ao site da CBSB, técnico analisou início da equipe, explicou a escolha de Brendo como capitão e avaliou seus próximos adversários.

Copa América de Beach Soccer – Paraguai 2022 chega ao seu terceiro dia de jogos com um líder absoluto no Grupo B: a seleção brasileira. Por mais que soe de maneira natural, devido ao histórico extremamente positivo do Brasil em competições no continente sul-americano, nesta terceira edição do torneio as coisas não estão fáceis para o país mais vitorioso do mundo no esporte, que folgará nesta terceira rodada e só retorna a campo na quarta-feira (25/5), para enfrentar a Bolívia, já que nesta terça (24) será folga geral na competição.

Além de não poder contar com grandes jogadores por estarem atuando nos campeonatos europeus, o técnico Marco Octavio também teve que driblar contratempos inesperados após a convocação dos 12 atletas para a disputa da Copa América. Da lista inicial, ele teve que fazer quatro substituições por motivo de saúde. O pivô Edson Hulk se lesionou logo no primeiro dia de treinos e foi constatado pelo departamento médico que não conseguiria se recuperar até o início da competição. Já Catarino, Zé Lucas e Alisson testaram positivo para Covid-19 e tiveram que ser cortados um dia antes da viagem da delegação para Assunção. Para completar, o ala Bernardo Botelho também testou positivo para Covid-19 assim que chegou ao Paraguai e não pode defender o Brasil nas duas primeiras partidas. Ainda depende de um novo teste para saber se poderá jogar as partidas finais, caso a seleção canarinho avance de fase.

No entanto, o que era para abalar a equipe e seu comandante, serviu para unir ainda mais o elenco. Com partidas baseadas na força do jogo em conjunto, o Brasil derrotou Peru e Venezuela e os jogadores arrancaram elogios do técnico Marco Octavio, em entrevista exclusiva ao site da CBSB, onde ele fez uma análise geral da equipe, explicou a escolha de Brendo como capitão e avaliou seus próximos adversários.

Site CBSB: Qual análise você faz dessas duas primeiras partidas da seleção na Copa América?

Marco Octavio: A impressão foi a melhor possível. Obviamente na estreia a equipe ficou um pouco mais presa, mas conseguimos o resultado positivo, o que era o mais importante. Na segunda partida já achei o time mais solto, mais a vontade. Alguns jogadores estreando na seleção brasileira, outros já com rodagem na sub-20, mas em sua primeira competição na seleção adulta. Fico feliz que todos mostraram muita personalidade e qualidade. Estão de parabéns. Agora é aproveitar esses dias sem jogos para treinarmos e ajustarmos ainda mais a equipe.

Site CBSB: Porque escolheu o Brendo como capitão? Quais características importantes para um atleta carregar essa responsabilidade?

MO: Eu procuro observar o comportamento de todos os atletas nas equipes que eu dirijo. É um cargo muito importante dentro de uma equipe e por isso tem que ser dado a um líder em sua essência, de forma natural. O Brendo é um jogador que exerce essa liderança, um compromisso com a equipe, uma entrega total. Tem um respeito natural de todos os jogadores, que o enxergam como um líder. Apesar de ser um atleta ainda jovem, está totalmente dentro da minha confiança. Está sendo uma experiência muito interessante vê-lo como capitão.

Site CBSB: Como o elenco que está no Paraguai não pode treinar junto antes da competição devido às alterações forçadas em cima da hora, como foi sua estratégia para ter o mínimo de entrosamento entre eles?

MO: Todo treinador tem que estar preparado para esses percalços que acontecem numa equipe. Temos sempre que ter um plano B, um plano C. Ter linhas de trabalho para tentar desenvolver um entrosamento o mais rápido possível. Mas é claro que é uma pena ter acontecido esses contratempos. No entanto, estamos fazendo de tudo para crescer dentro da própria competição.

Site CBSB: Qual a sua análise dos dois últimos adversários que teremos na fase de grupos, Bolívia e Uruguai?

MO: Temos agora que tomar todo cuidado possível. Nossa ideia é passar em primeiro lugar no Grupo B, mas temos dois adversários muito difíceis pela frente, que têm o mesmo objetivo que a gente. Vamos pensar passo a passo. O foco agora tem que ser na Bolívia, estudar bem sua maneira de jogar, pensar na melhor estratégia para vencê-los.

Site CBSB: O torcedor brasileiro pode seguir confiante no tricampeonato da Copa América?

MO: Ficamos muito contentes e orgulhosos com todo o apoio que estamos tendo do torcedor brasileiro. Vemos isso pelo carinho nas redes sociais, vendo todos acompanhando aos jogos pelo Sportv, a quem agradecemos também pela grande parceria. É uma gratidão muito grande e digo que podem seguir confiando nesses meninos, porque eles farão de tudo para levar o Brasil ao lugar mais alto do pódio.

Fonte: CBF


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »