Esportes

Alonso diz que P5 era possível em Mônaco, e culpa “erro muito estúpido” pelo acidente no final do Q3

Compartilhar

Foi um caso do que poderia ter sido para a Alpine hoje na qualificação para o Grande Prêmio de Mônaco, com Fernando Alonso e Esteban Ocon lamentando o final dramático do Q3, depois que Alonso cometeu o que descreveu como um “erro estúpido”.

Alonso – que venceu o Grande Prêmio de Mônaco em anos consecutivos em 2011 e 2012 – começará a corrida de amanhã na P7, mas o piloto alpino ficou insatisfeito com o resultado, acreditando que a classificação entre os cinco primeiros era uma possibilidade feito um trabalho melhor. E o espanhol irritado assumiu a responsabilidade por não preparar o carro adequadamente.

“Cometi um erro”, admitiu Alonso. “A volta de saída não foi ideal, então os freios já estavam frios na curva 1, curva 3, curva 4; Eu estava pensando se eu deveria continuar empurrando ou não porque eu não sentia que o carro estava certo, ou a preparação certa”.

“E então eu estava olhando para o volante e freei tarde demais para a curva 5, então foi um erro muito estúpido. Dói um pouco porque acho que há mais potencial no carro, então foi meu erro hoje, não completei a volta, então talvez o P5 fosse possível e cometi esse erro”.

Quando perguntado sobre seus sentimentos para uma corrida amanhã que poderia ver chuva no Grande Prêmio de Mônaco pela primeira vez desde 2016, Alonso imaginou um dia “estressante” não apenas para ele e sua equipe, mas para todo o pelotão.

“Bem, aparentemente vai chover, então acho que a situação vai mudar muito, então vamos ver”, disse Alonso. “Acho que ninguém sabe como vamos nos apresentar na chuva aqui ou como a aderência será tão cheia de pontos de interrogação e uma tarde muito estressante para todos”.

O companheiro de equipe de Alonso, Esteban Ocon, ficou “frustrado” com as bandeiras vermelhas que reduziram sua última volta no final do Q3. No entanto, o francês mostrou-se satisfeito com o progresso demonstrado pela sua equipa Alpine, depois de admitir que não teve muito ritmo no início do fim-de-semana.

“Estou um pouco frustrado porque fiz uma volta muito boa, provavelmente P7 ou melhor,” disse Ocon. “Sim, é como é. Olhando para as três primeiras sessões, acho que conseguimos fazer um trabalho muito bom no carro porque não tínhamos ritmo nos primeiros treinos livres, não tínhamos confiança para empurrar o carro”.

“O carro estava se movendo por toda parte; Eu estava lutando de todas as maneiras que pude, muito satisfeito em entrar no Q3, obviamente, mas havia um pouco mais de possibilidades hoje”.

Quando perguntado sobre as possibilidades para a corrida de amanhã, Ocon disse: “Obviamente no ano passado eu comecei em 11º e terminei em nono, então nos pontos. Quero terminar nos pontos novamente neste fim de semana. E se chover, melhor ainda, pode trazer algum show para nós”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »