Esportes

Vettel ficou feliz em não deixar Mônaco de “mãos vazias” após terminar em P10

Compartilhar

Sebastian Vettel conquistou a posição final de pontos no Grande Prêmio de Mônaco, depois que o piloto da Aston Martin se beneficiou da penalidade tardia de Esteban Ocon para terminar em P10. E Vettel, que estava em alto astral após a corrida, elogiou o esforço de sua equipe depois de se recuperar de seus primeiros problemas.

Vettel começou a corrida em P9 e o tetracampeão mundial, que havia perdido uma vaga para Ocon depois de sair em Sainte Devote na volta 6, estava em 11º antes de subir uma posição após a penalidade de cinco segundos de Ocon por causar uma colisão com Lewis Hamilton. E Vettel admitiu que, embora estivesse feliz com o 10º, esperava um resultado melhor.

“Basicamente, não voltamos de mãos vazias, então acho que foi uma recuperação decente”, disse o alemão. “Tivemos alguns problemas no início da corrida, tive uma excursão na primeira curva, realmente lutando nos molhados extremos e depois disso tentamos fazer o que podemos e felizes por marcar um ponto no final, mas eu esperava que pudéssemos extrair um pouco mais”.

“Hoje foi uma corrida em que tudo pode acontecer, mas na verdade foi uma corrida limpa e direta para mim. Conseguimos marcar um ponto, o que foi um bom esforço porque é sempre difícil progredir em Mônaco, especialmente com apenas uma linha seca”.

“Também aprendemos mais sobre o carro, otimizando a configuração com as novas peças que introduzimos recentemente. Todos esses passos estão nos levando em uma boa direção para as corridas que estão por vir”.

Enquanto Vettel estava satisfeito com sua exibição, não foi uma tarde fácil para o companheiro de equipe Lance Stroll. O canadense largou na P18, mas foi forçado a fazer um pit stop cedo depois de bater na barreira em Massenet. E embora Stroll tenha conseguido continuar, ele só conseguiu terminar em 14º – embora acredite que ainda há pontos positivos para ele e a equipe avançarem.

“Eu sabia que seria uma luta para marcar pontos ao largar tão longe e sempre seria uma corrida complicada no tempo molhado, mas há pontos positivos a serem observados”, disse Stroll. “Tomamos a decisão certa ao mudar para os pneus intermediários desde o início porque era claramente o melhor composto”.

“No geral, a corrida nos deu muitas oportunidades para continuar aprendendo sobre os desenvolvimentos recentes do carro. Estou confiante de que seremos capazes de desenvolver o carro para os circuitos mais lentos e mais rápidos no futuro próximo”.

A Aston Martin segue agora para o Azerbaijão, com a equipe em nono lugar no campeonato de construtores. Vettel e Stroll estão em 15º e 17º, respectivamente, na classificação de pilotos.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »