Esportes

Indy: Rossi de olho na pole após liderar treinos agitados em Detroit

Compartilhar

Alexander Rossi foi o piloto mais rápido nos treinos de sábado de manhã para o Chevrolet Detroit Grand Prix, visando sua primeira pole na NTT INDYCAR SERIES desde 2019.

Rossi liderou com uma volta máxima de 1 minuto e 15,8101 segundos na 27ª NAPA AUTO PARTS/AutoNation Honda. Essa volta foi quase três décimos de segundo mais rápida que o melhor tempo registrado no treino de sexta-feira, 1:16.1345 pelo novato Kyle Kirkwood.

VER: Resultados dos treinos

A qualificação para o Prêmio NTT P1 começa às 13h35 (Horário de Brasília) de hoje no circuito temporário de 14 curvas e 2,35 milhas no Raceway em Belle Isle Park.

A última pole da carreira de Rossi veio em 2019 para a primeira corrida nesta pista. Duas de suas seis poles na carreira foram em Belle Isle, já que ele também conquistou o primeiro lugar em 2018 na segunda corrida em Detroit.

O campeão da série de 2016 Simon Pagenaud foi o segundo na manhã de sábado em 1:15.8803 na AutoNation/SiriusXM Honda nº 60, seguido pelo bicampeão da série Josef Newgarden em 1:15.9118 na equipe nº 2 da Hitachi Penske Chevrolet.

O Quatro vezes vencedor das 500 Milhas de Indianápolis, Hélio Castroneves, juntou-se ao companheiro de equipe da Meyer Shank Racing, Pagenaud, entre os cinco primeiros, ficando em quarto com 1:16.0412 na AutoNation/Sirius XM Honda nº 06. O estreante David Malukas superou um incidente com Kirkwood no início da sessão para fechar os cinco primeiros em 1:16.1180 na Honda HMD nº 18.

Em uma grande oscilação de sexta-feira, Kirkwood teve seu treino interrompido por um incidente apenas três minutos após o início da sessão desta manhã.

Kirkwood e Malukas fizeram contato lado a lado na curva 7, com o Chevrolet de Kirkwood nº 14 ROKiT/AJ FOYT RACING encostando na barreira de pneus. Ele estava ileso. Malukas evitou o contato com a barreira e continuou após realizar uma inversão de marcha na área de escoamento.

“Tivemos um (problema) mecânico desde o início da sessão”, disse Kirkwood. “É por isso que nos colocou contra a parede. Infelizmente não é algo que possamos consertar no pit lane. Eu estava pronto para voltar”.

“Não foi culpa de Malukas. Eu estava tentando deixá-lo passar. Infelizmente, eu dirigi nele. Isso é por nossa conta, com certeza. Estaremos lá para a classificação”.

O treino duro continuou para a AJ Foyt Racing quando Dalton Kellett bateu a barreira de concreto na curva 10 com o lado esquerdo do Chevrolet nº 4 K-LINE/AJ FOYT RACING aos 35 minutos de sessão, acionando a segunda bandeira vermelha do treino. Kellett saiu ileso.

Fonte: NTT Indycar


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »