News

Observação de baleias movimenta turismo em estados litorâneos do país

Compartilhar

Cidades do Nordeste e do Sudeste se preparam para receber as visitas dos cetáceos, que impactam diretamente no turismo local.

Espírito Santo, São Paulo e Bahia recebem, a partir de junho, a visita das baleias Jubartes/Franca em suas águas marítimas. A temperatura das águas é o principal atrativo e transformou o mar brasileiro em área de reprodução para esses mamíferos marinhos. Diante disso, a temporada, que normalmente se estende até outubro, atrai milhares de turistas a essas regiões com o propósito de observar de perto estes animais e conhecer um pouco da história e da preservação deles.

No Espírito Santo, o Festival da Baleia, realizado no domingo (05/06), marcou o início da temporada no estado. O objetivo é destacar o potencial do turismo de observação de baleias no Espírito Santo, estado que recebe a visita de mais de 20 mil baleias-jubarte todos os anos. 

Em Ilhabela (SP), a temporada, que inclui, ainda, os golfinhos, começou na quarta-feira (01/06), com a inauguração do Espaço Baleia Jubarte. Além da observação, a cidade preparou um conjunto de atividades focadas em qualificação de prestadores de serviços, educação ambiental e promoção turística voltadas ao trade local, moradores e aos visitantes, no intuito de estruturar de forma sustentável o turismo de observação de cetáceos.

Outro destino bastante famoso pelo segmento é Prado, no sul da Bahia. O local é conhecido como Costa das Baleias, e já se prepara para receber os turistas que vêm para a região contemplar as Jubartes. 

Fonte: Ministério do Turismo


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »