Esportes

Leclerc termina sexta-feira no topo, mas espera “outro passo”

Compartilhar

Charles Leclerc liderou o TL2 na sexta-feira no Azerbaijão e, embora o piloto da Ferrari tenha ficado satisfeito com o passo que sua equipe deu desde a primeira sessão de treinos, ele disse que haveria mais do companheiro de equipe Carlos Sainz e do rival Max Verstappen.

Leclerc ficou pouco mais de um décimo atrás do líder Sergio Perez no TL1, mas terminou um quarto de segundo à frente do piloto da Red Bull no topo da tabela de classificação do TL2. O piloto monegasco ficou satisfeito com o trabalho da Scuderia em uma sexta-feira “dura” em Baku.

“Tivemos uma sexta-feira difícil porque, no geral, acho que melhoramos bastante do TL1 para o TL2, mas ainda há outro passo que temos que fazer de hoje para amanhã. Também sinto que no TL2 ninguém realmente deu uma volta e nós também não – na verdade, acho que Max e Carlos não melhoraram nos macios, então ainda há muitos pontos de interrogação”.

“Acho que o positivo a tirar de hoje é que a degradação dos pneus foi boa e o ritmo de corrida foi muito forte, então isso é bom”.

O TL2 também viu Leclerc reclamar de uma perda de energia no rádio, mas ele foi rapidamente tranquilizado pela parede dos boxes. Depois, ele explicou: “Na verdade não foram problemas na unidade de potência, só eu que esqueci que havia mudado alguma coisa, o que obviamente me fez perder potência. Mas sim, nada de estranho”.

Questionado se poderia retomar a liderança do campeonato neste fim de semana, enfrentando uma desvantagem de nove pontos para Verstappen, Leclerc respondeu: “Bem, espero que sim. Se será neste fim de semana ou não, não sei, mas se fizermos tudo perfeito, estou confiante de que voltaremos em algum momento”.

O companheiro de equipe, Sainz terminou em quarto e depois em quinto nas respectivas sessões de treinos de sexta-feira, depois de ter abortado uma volta rápida no TL2. O espanhol, no entanto, disse que a equipe obteve ganhos do TL1 para o TL2 e disse que se sentiu muito mais confortável com o passar do dia.

“Sim, foi uma sessão difícil, algumas sessões difíceis, como sempre aqui em Baku na sexta-feira, me acostumando com as velocidades, as paredes, os solavancos. Com esses novos carros você pode sentir muito mais os solavancos e os desafios deste circuito”.

“Mas foi um bom dia, acho que demos bons passos como equipe, seguimos na direção certa com o carro e certamente nos sentimos mais competitivos no TL2 do que no TL1, além de nos sentirmos um pouco mais em casa, então chegará lá”.

No entanto, Sainz disse que o salto era “particularmente ruim” para ele.

“Bem, certamente é algo que estou investigando porque hoje, por algum motivo, lutei bastante com esse fenômeno que não acontecia nas últimas corridas, e parecia particularmente ruim do meu lado da garagem”.

“Então, é algo que eu preciso pesquisar os dados com os engenheiros porque é algo realmente irritante aqui, estava tirando um pouco da confiança nas retas e na frenagem, então espero que amanhã possamos resolver isso”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »