Variedades

Criança deve ter acesso ao seu próprio guarda-roupa e aprender a organizar

Para garantir mais autonomia aos pequenos, os pais precisam se atentar a algumas dicas importantes na hora de escolher o guarda-roupa do quarto infantil

Compartilhar

Existem alguns móveis essenciais para a funcionalidade de um cômodo. Nos quartos das crianças, a disposição de alguns itens pode ajudar os pais a garantirem mais conforto, segurança, acessibilidade e autonomia aos pequenos. O guarda-roupa infantil, por exemplo, é um móvel que favorece a organização e pode ainda ajudar no desenvolvimento infantil. 

Assim como ocorre com outros itens do quarto de uma criança, o guarda-roupa pode ser encontrado em diferentes tamanhos e cores. Alguns modelos são, inclusive, mais baixos, ajudando os pequenos a terem acesso a todos os itens do armário, como roupas, sapatos, acessórios e brinquedos. 

Esse design diferenciado é um grande aliado na promoção de autonomia. De acordo com o Guia Primeira Infância em Pauta da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, durante o processo de aprendizagem de uma criança, é essencial que os pais adotem práticas que possibilitem a liberdade dos pequenos nas atividades do dia a dia, para que eles adquiram noções de responsabilidade e limites.

Mas para acertar na escolha do móvel, é importante que os pais se atentem a detalhes específicos para garantir que as crianças ganhem autonomia de forma prática e segura ao dia a dia. 

Considere os modelos disponíveis no mercado  

Há uma ampla variedade de guarda-roupas disponíveis no mercado e a escolha irá depender da idade da criança e do espaço no quarto. Por esse motivo, é importante que os pais estejam com as medidas do cômodo em mãos na hora de comprar o móvel. 

Em relação à idade da criança, é importante analisar a escolha de materiais do guarda-roupa para evitar acidentes. Um espelho em toda a extensão da porta, por exemplo, pode não ser uma boa ideia, devido aos riscos de acidentes. 

É possível optar por armários modulados, planejados e até mesmo montessorianos que atendem às necessidades das crianças e dos pais. Cabe ressaltar que os móveis planejados podem apresentar um valor mais elevado, uma vez que são feitos de forma personalizada para se encaixar nas medidas daquele ambiente. 

Uma dica para criar um cômodo mais atrativo é combinar os móveis do quarto. O guarda-roupa coordenado com a cama infantil ajuda a criar um ambiente mais aconchegante e agradável para as crianças. 

Pense nos itens que serão dispostos no guarda-roupa 

Para facilitar o processo de organização e autonomia da criança, é interessante pensar na disponibilização dos itens no guarda-roupa, conforme a idade da criança. 

Quem optar por móveis maiores e mais altos deve manter os itens do dia a dia das crianças como roupas, sapatos, acessórios e brinquedos na parte de baixo. Já objetivos que podem representar risco para os pequenos – ou mesmo aqueles que não serão acessados diariamente – devem ficar nas prateleiras mais altas. A dica também vale para um guarda-roupa menor. 

Conheça o método montessoriano

Um dos modelos que podem ser bastante úteis para os pais que procuram montar um quarto adequado às suas necessidades e acompanhe o desenvolvimento das crianças é o montessoriano. 

Esses móveis costumam ser da altura da criança, possibilitando a visibilidade dos itens. Dessa forma, os pais podem ensinar os filhos a organizarem seus objetos, dando inclusive a liberdade de escolha das roupas, sapatos e acessórios que desejam usar naquele dia. 

Atualmente, é possível encontrar, além do guarda-roupa, camas e prateleiras que seguem esse método e facilitam a autonomia dos pequenos.

Avalie a necessidade de cômodas 

Assim como o guarda-roupa, a cômoda também pode ser aliada na organização. Esse tipo de móvel é uma boa pedida no ambiente em que o armário não é suficiente para manter o quarto organizado. Um dos pontos interessantes das cômodas é que elas podem servir ainda para colocar itens na parte superior, como brinquedos, itens de decoração e até mesmo o trocador do bebê. 

Cabe ressaltar que a escolha desse móvel, dependendo da idade da criança, pode acabar não promovendo a autonomia desejada. Isso porque os itens costumam possuir gavetas, que podem não ser práticas para os pequenos abrirem e fecharem no dia a dia.

Print Friendly, PDF & Email

Botão Voltar ao topo
Translate »