EducaçãoEstilo de vidaMundoViagens e Turismo

Passo a passo para quem sonha em trabalhar na Espanha

País carece de profissionais nas áreas de Tecnologia, Saúde, Engenharia e Sustentabilidade. Veja como conseguir uma colocação

Compartilhar

Para conseguir uma vaga de trabalho na Espanha, é preciso se adequar às exigências como conseguir visto de trabalho, possuir proficiência em espanhol e manter o currículo atualizado. Segundo levantamento do LinkedIn, realizado em 2022, os 20 empregos que mais cresceram nos últimos cinco anos na Espanha, para os quais faltam profissionais, estão em áreas como Tecnologia, Saúde, Engenharia e Sustentabilidade. 

Em termos de mercado de trabalho, a Espanha é conhecida por contar com taxas de desemprego relativamente altas. Em 2021, o país fechou o ano com um percentual de 14,1%, de acordo com a Eurostat. Contudo, a nação tem se recuperado da crise econômica provocada pela pandemia e os postos de trabalho estão sendo reabertos. O desemprego na Espanha caiu 20,12%, em 2021, quando comparado a 2020. 

Para os interessados em trabalhar no país que não tenham nacionalidade europeia, é necessário ter um visto de trabalho e de residência. Além disso, pode ser importante fazer um curso de espanhol e seguir alguns passos para encontrar uma vaga e obter êxito no novo emprego e na mudança para o novo lar. 

  1. Regularize a sua situação ainda no Brasil

Para atuar profissionalmente na Espanha, é preciso estar autorizado a trabalhar no país, e esse aval pode ser conseguido por meio do visto de trabalho. O empregador solicita essa autorização, que é emitida pela Delegação ou Subdelegação do Governo espanhol. 

Isso significa que o candidato ao visto só vai conseguir essa documentação se já tiver uma proposta de emprego, um compromisso de contratação. Essa autorização, portanto, é um dos documentos imprescindíveis para a solicitação do visto de trabalho. 

Depois que o documento de autorização for emitido, o visto de trabalho e residência para a Espanha deve ser requerido ainda no Brasil. Esse trâmite pode ser feito na Embaixada da Espanha, localizada em Brasília, ou nos Consulados Honorários da Espanha no Brasil, em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Porto Alegre. 

O pedido precisa ser realizado com, no mínimo, 30 dias de antecedência da data prevista para a viagem. 

  1. Pesquise por vagas em sites especializados

A orientação dos canais especializados é que o interessado em trabalhar na Espanha procure por uma vaga de emprego antes de sair de seu país de origem. Existem diversos sites que mostram postos de trabalho, desde os mais específicos por área até os mais generalistas. 

Alguns exemplos desses canais são o Infojobs, o Infoempleo, o Indeed, e o LinkedIn. Além disso, no site do Ministério do Trabalho e Economia Social da Espanha, é possível acessar a lista de postos de difícil cobertura. O catálogo do 2º trimestre de 2022 já foi publicado e as profissões estão divididas por província espanhola.

Outra dica é acompanhar o Serviço Público Estadual de Emprego (Sepe) espanhol, para obter informações sobre as diferentes ofertas de vagas e os perfis mais solicitados em cada setor. O Sepe oferece aconselhamento gratuito e conta com 759 escritórios em todo o país.

  1. Adapte o seu currículo 

Conforme ressaltado pelo Infojobs, o currículo é um elemento importante para o mercado espanhol. Pensando nisso, o site produziu um webinar com dicas sobre como preparar esse documento.

Os dados pessoais do candidato com informações básicas – foto, nome, telefone com o código de discagem internacional, nacionalidade e endereço – devem constar na primeira categoria do currículo. Em seguida, a orientação é apresentar um resumo das principais funções já exercidas pelo profissional, assim como suas qualificações. 

A experiência profissional, considerada a seção mais importante, deve vir logo abaixo, com os cargos preenchidos em ordem cronológica inversa e descrição do que foi aprendido, além de nomes das empresas onde se trabalhou, período, cargos, atribuições e conquistas. 

A formação acadêmica vem depois, com especificação do grau de instrução, nome da instituição na qual o candidato se formou, cidade e ano de término dos estudos. Habilidades com idiomas também devem ser mencionadas. O currículo pode ser enviado junto a uma carta de apresentação. 

  1. Planeje-se financeiramente

O planejamento financeiro deve estar presente desde o primeiro passo. Isso porque o custo de vida na Espanha varia conforme cada região. Além de ter uma estimativa dos gastos, é importante que a pessoa planeje-se, também, emocionalmente para que a adaptação seja a mais tranquila possível. 

  1. Saiba quais áreas mais crescem 

Os salários na Espanha também variam de acordo com fatores como áreas envolvidas, níveis de formação, lucro anual das empresas e Comunidades Autônomas. 

Segundo tendências salariais do Estudo de Remuneração 2022, realizado pela empresa de consultoria Michael Page, a área de Tecnologia, por exemplo, vai continuar na liderança dos maiores aumentos salariais, com acréscimos médios de 10% aproximadamente. Nos últimos meses, conforme o levantamento, a contratação desse perfil cresceu em até 40%. A tendência é que a demanda por esses profissionais suba cerca de 50% nos próximos dois anos.

Também entre as que mais crescem, a área digital contou com um aumento de 50% nas contratações em 2021. A escassez de perfis qualificados e a necessidade desses profissionais devem se manter em 2022. Em decorrência da ascensão do e-commerce, segundo o estudo, setores como Tecnologia, Varejo, Consumo de Massa e Logística estão em alta. 

Na área de Engenharia, estão em ascensão profissões como gerente de SMS e diretor de Qualidade. Já no caso da Saúde, há um crescimento de 23% na demanda por profissionais nos processos seletivos da indústria farmacêutica. Os perfis mais solicitados são ligados à digitalização do setor.

Print Friendly, PDF & Email

Botão Voltar ao topo
Translate »