News

“Comida de verdade”: associação discute alimentação saudável na Fenafes

Compartilhar

Você sabe o que é “comida de verdade”? É aquela produzida sem veneno, que regenera solos degradados e gera saúde à população. É o que produz a Associação de Comercialização Solidária Xique-Xique, entidade de produção e comercialização de alimentos agroecológicos, beneficiada pelo Projeto Governo Cidadão/Banco Mundial com o valor de R$ 592 mil, por meio de convênio, para produzir polpa de fruta “de verdade”.

A Associação é presidida por Neneide Lima, agricultora, feminista, mãe e avó, acostumada a movimentar o ramo da agricultura familiar no RN e que, nesta sexta-feira, 17, contou a sua experiência no painel “Agricultura familiar e agroecologia: produzindo comida de verdade para o povo nordestino”, na I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária – Fenafes, que ocorre no Centro de Convenções de Natal, na Via Costeira.

Para produzir ‘comida de verdade’ a gente precisa participar das discussões, sejam elas de consumo ou de políticas públicas para o setor da agricultura familiar, o que estamos conseguindo fazer, com o apoio importante do Governo do Estado e do Governo Cidadão”, disse Neneide, a um público formado por seus pares, estudantes e representantes de movimentos ligados à agricultura familiar e agroecologia, dos nove estados nordestinos. O painel ainda contou com os debatedores João Pedro Stédile (coordenador do MST), Paulo Petersen (coordenador da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia) e a moderação de Bivar Duda (secretário de Agricultura Familiar-PB). 

Polpa de fruta com propósito

A Xique-Xique desenvolve ações que incorporam o diálogo permanente entre a agroecologia, o feminismo e a economia solidária. Assim, atua totalmente em sintonia com o escopo do Governo Cidadão. Localizada na comunidade Mulugunzinho, em Mossoró, a nova unidade de produção artesanal de polpa de fruta da Associação tem capacidade de processamento mensal de, em média, 10 mil quilos de polpa de acerola, cajarana, caju, goiaba, graviola, limão e manga.

A construção da pequena fábrica, a compra de equipamentos e de um veículo de carga para escoamento da produção já foram concluídos, beneficiando 11 núcleos dedicados à agricultura familiar, chefiados por mulheres, e mais de 400 agricultores indiretamente ligados à Associação. Na unidade construída pelo Governo Cidadão, a Xique-Xique promove processos agroecológicos, a economia solidária e o protagonismo feminino. 

Na programação do terceiro dia da Feira, reuniões, rodas de conversas, encontros, painéis e lançamentos diversos, reuniram quase duas mil pessoas em torno da discussão de temas fomentadores da agricultura familiar e da economia solidária, como plantas medicinais, gestão púbica e análise de solo. 

Governo Cidadão e Agricultura Familiar

Um dos braços do Governo Cidadão busca o equilíbrio regional, de forma a aumentar a segurança alimentar, o acesso à infraestrutura produtiva e a mercados para a agricultura familiar com a aplicação de R$ 93 milhões entre projetos executados, em execuções.

A partir deste escopo, foram investidos R$ 640 mil na promoção da I Fenafes, com recursos garantidos pelo empréstimo junto ao Banco Mundial, com apoio da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE).

O evento é uma iniciativa da Câmara Temática da Agricultura Familiar do Consórcio Nordeste, coordenada pela governadora, e realizado pelo Governo do Estado por meio da secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedraf), da Emater-RN e da Fundação José Augusto (FJA). 

Estão participando 150 cooperativas e associações, 500 expositores e público visitante de mais de 10 mil pessoas durante os cinco dias de programação, com entrada gratuita.

Sobre o Governo Cidadão

É um projeto multisetorial e integrado que tem como meta colaborar para a mudança do cenário socioeconômico do RN, em parceria com as secretarias de Estado. Resumidamente, viabiliza ações que fortalecem a agricultura familiar, a economia solidária e modernizam a gestão pública para a prestação de serviços mais eficazes, em todas as áreas. Os recursos vêm do contrato de empréstimo firmado entre o Poder Executivo estadual e o Banco Mundial.

Fonte: Governo do Rio Grande do Norte


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »