Alimentação

Como economizar ao almoçar fora durante o expediente?

Dicas podem ser úteis para quem deseja manter a economia ao fazer refeições em restaurantes no horário de almoço do trabalho

Compartilhar

Segundo uma pesquisa realizada pela empresa especializada no setor de food service Galunion em 2021, cerca de 78% dos brasileiros dão preferência a consumir comida feita em casa durante o intervalo para almoço no trabalho. Apesar de ser uma prioridade para muitos, preparar a refeição e levar para o serviço demanda tempo, algo raro na correria dos dias atuais.

Nesse contexto, muitos brasileiros recebem de seus empregadores o vale-refeição para comprar um marmitex, comer em um self-service ou almoçar em restaurante a la carte durante o horário de almoço. Nos estabelecimentos, é possível encontrar uma grande variedade de alimentos e montar pratos que garantam energia necessária para o dia a dia. 

Para quem frequenta restaurantes e não deseja ver o saldo do benefício acabar antes do final do mês, é possível adotar algumas estratégias para economizar no almoço.

Dicas para comer fora sem gastar muito

Economizar nas refeições pode não ser uma tarefa fácil. O aumento recorrente nos preços em produtos de supermercados também reflete nos valores das refeições prontas em restaurantes e nos serviços de alimentação de modo geral. 

No entanto, é possível adotar algumas práticas e economizar de forma considerável ao comer fora. A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) dá orientações que podem ser úteis para realizar refeições sem pesar tanto no bolso. 

Decida com antecedência o que irá comer 

Uma das orientações da Proteste é o planejamento na hora de escolher onde e o que irá comer. Na correria do expediente, o restaurante de destino é decidido às pressas, sem ao menos saber o custo de uma refeição no local. Chegando ao estabelecimento há chances de se gastar mais do que o necessário e estourar o orçamento do vale-refeição para aquele dia. 

A dica é buscar por sites ou redes sociais do restaurante antes de chegar ao local. Dessa forma, é possível acessar o cardápio e escolher o estabelecimento que mais atenda ao bolso e às preferências do trabalhador.

Explore bem a região ao redor do trabalho

Buscar restaurantes com antecedência também pode ser uma forma de conhecer novos estabelecimentos na região do trabalho. Segundo a Proteste, com a correria da rotina, os trabalhadores acabam se alimentando no mesmo lugar e não buscam informações sobre outros espaços. 

Explorar os arredores do escritório pode ajudar a encontrar restaurantes mais econômicos e, assim, a diminuir os gastos médios com a alimentação. 

Corte a sobremesa 

Depois do almoço costuma bater uma vontade de comer doce, o que, na maioria das vezes, pode resultar em menos crédito no vale-refeição. Assim como ocorre ao fazer compras nos supermercados, é importante reduzir as despesas que podem ser consideradas supérfluas se o objetivo é economizar ao comer fora. 

A dica da Proteste é preparar um doce simples em casa ou até mesmo levar uma fruta para satisfazer a vontade de comer uma guloseima sem aumentar os valores com a refeição no restaurante.

Print Friendly, PDF & Email

Botão Voltar ao topo
Translate »