fbpx
News

Procon de Campo Grande encontra variação de mais de 90% no preço de alimentos comercializados em cinemas

Compartilhar

Com as férias escolares do público infanto-juvenil, as sessões de cinema entram na programação da família neste período e, pensando em tornar transparente os valores praticados pelas empresas do segmento em Campo Grande, o Procon Municipal realizou uma pesquisa de preço de ingressos e dos alimentos mais vendidos no Cinemark, Cinépolis e UCI.

O ingresso “normal” foi o item com a maior variação encontrada, chegando a 40%. O mais barato é de R$ 20,00 e mais caro R$ 28,00, de segunda a quarta-feira. A segunda maior variação de ingresso “normal” foi de 35,71%, nas sessões de quinta a domingo, sendo o menor preço de R$ 28,00 e o maior de R$ 38,00 no cinema mais antigo da Capital.

O ingresso “3D” obteve uma variação de 34,38%, de quinta a domingo, com menor preço de R$ 32,00 e maior custo de R$ 43,00. Outra variação no ingresso “3D” foi de 29,17%, na terça e quarta-feira, o menor preço é de R$ 24,00 e maior de R$ 31,00.

Em relação aos produtos alimentícios consumidos nas salas dos cinemas, a maior variação encontrada foi de 90,48% no preço do lanche “Hot Dog”, o valor mais alto foi de R$ 20,00 e o mais baixo de R$ 10,50. Em seguida vem a variação de 37,50% das balas, sendo o maior preço R$ 11,00 e menor preço R$ 8,00.

A pipoca doce teve uma variação de 31,82%, sendo maior preço R$ 29,00 e menor preço R$ 22,00. Já a pipoca salgada teve variação de 26,32%, sendo o maior preço praticado de R$ 24,00 e o menor preço R$ 19,00.

O refrigerante teve variação de 20%, sendo o maior preço R$ 18,00 e o menor preço R$ 15,00.

“É importante lembrar também que os cinemas possuem a meia-entrada para estudantes, idosos (acima de 60 anos), doadores de sangue, pessoas com deficiência (quando necessário, seus acompanhantes têm direito), jovens entre 15 a 29 anos com renda familiar até dois salários mínimos, inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, e professores das redes pública e privada de ensino”, complementa o subsecretário do Procon Municipal, Cleiton Thiago.

Para o consumidor ter direito a meia-entrada, ele deve apresentar documentos comprobatórios com foto.

Confira as tabelas dos preços praticados nos três estabelecimentos pesquisados:

Tabela do valor de ingressos : https://www.campogrande.ms.gov.br/procon/downloads/tabela-de-preco-de-ingressos-cinemas-de-campo-grande/

Tabela dos valores dos alimentos nos cinemashttps://www.campogrande.ms.gov.br/procon/downloads/tabela-de-alimentos-no-cinemas-de-campo-grande/

Fonte: Prefeitura de Campo Grande


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »