fbpx
Esportes

Verstappen otimista: “Muitas coisas podem acontecer no domingo”

Compartilhar

Max Verstappen estava tentando olhar para o lado positivo depois que um problema de energia na qualificação do GP da Hungria o fez cair da pole e terminar em 10º – seu pior desempenho de sábado da temporada.

A Red Bull estava fora do ritmo da favorita Ferrari na sexta-feira, mas condições mais frias, juntamente com ganhos encontrados durante a noite, levaram Verstappen à luta pela pole, apenas para o holandês ficar furioso quando uma série de tentativas de corrigir um problema durante o Q3 falhou.

LEIA MAIS: Russell vence Sainz e conquista a pole inaugural em Hungaroring, enquanto Red Bulls enfrenta problemas

“Fizemos algumas mudanças que foram muito positivas, então muitos caras aqui e na fábrica estavam analisando muitas coisas, e acho que eles entenderam e isso é, claro, muito promissor e muito bom”, disse ele.

“O carro foi muito melhor para o piloto hoje, mas não pudemos mostrá-lo no Q3 por causa do problema de potência. Ainda não sei o que é. Preciso falar com a equipe, mas espero que tudo seja consertado”.Reproduzir vídeoSergio Pérez busca ‘finalização por pontos fortes’ após saída chocante do Q2 na Hungria

Essa melhoria de ritmo, juntamente com condições secas semelhantes esperadas no domingo, deixa Verstappen, que não se classificou fora dos quatro primeiros nesta temporada antes de chegar à Hungria, otimista de que pode limitar os danos.

“Sei que esta pista é muito difícil de ultrapassar, então temos que ser pacientes também”, acrescentou Verstappen, que largará em 10º, com George Russell, da Mercedes, conquistando uma pole à frente da dupla da Ferrari, Carlos Sainz e Charles Leclerc. “Este ano mostrou que muitas coisas podem acontecer mesmo no domingo, então temos que ser pacientes.”

LEIA MAIS: Russell diz primeira pole pole ‘maciça’ para a Mercedes depois de estar ‘bastante perdido’ após a corrida de sexta-feira

Seu companheiro de equipe Sergio Perez teve uma tarde igualmente frustrante, o mexicano não conseguiu chegar ao Q3 pela sétima vez em nove visitas à pista de Budapeste.

“Foi muito infeliz com os limites da pista e depois recuperei”, disse Perez, referindo-se ao seu tempo no Q2 ter sido excluído antes de ser reintegrado logo depois. “E então, entrando na curva 2, encontrei Kevin [Magnussen] bem na linha. Eu tive que evitá-lo e fui muito fundo na curva, perdi alguns décimos, que não consegui recuperar mais tarde.”

Perez largará em 11º, um lugar atrás de seu companheiro de equipe Verstappen, que tem pelo menos uma confortável vantagem de 63 pontos no campeonato.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »