fbpx
Esportes

Albon espera que a Williams o possa ajudar a lutar por pontos 

Compartilhar

Alex Albon estava “muito feliz” por se classificar no top 10 pela primeira vez em 2022, com o piloto da Williams pronto para largar em sexto após as penalidades do grid para outros, e Albon esperando que seu carro “escorregadio” possa mantê-lo dentro dos pontos.

O piloto tailandês pareceu rápido durante todo o fim de semana em meio a condições mistas típicas de Spa-Francorchamps e construiu um bom ritmo na qualificação para chegar ao Q3 e terminar em nono mais rápido no geral.

Isso garantiu a melhor largada da Williams desde que George Russell foi P3 no grid em Sochi no ano passado, e coloca a equipe em uma posição forte para lutar apenas pelo terceiro ponto da temporada e primeiro desde a quinta rodada em Miami.

“Muito bom, muito bom, muito feliz”, disse Albon sobre sua qualificação. “Eu não diria que esperávamos esse resultado – mas definitivamente vamos aceitar. Parecia apenas um trabalho duro e tirar o máximo proveito do que tínhamos”.

“Fizemos algumas boas mudanças no TL3, e até no circuito em si, nos convém mais do que em outros circuitos. Somos competitivos desde o TL1. P6 amanhã, acredito que sim. Estou muito feliz”.

Uma enxurrada de carros mais rápidos, incluindo o líder do campeonato Max Verstappen e Charles Leclerc, da Ferrari, largarão atrás dele no grid depois de dois dos sete pilotos serem penalizados por levar novos componentes da unidade de potência.

Albon sabe que será quase impossível manter esses dois atrás, especialmente em uma pista onde há vários lugares para ultrapassar, mas ele estava esperançoso de ter um carro que pode lutar contra outros e não será simplesmente engolido.

“Eu estava olhando para o tempo de volta de Max e sinto que ele vai passar por nós na volta 3!” ele adicionou. “Então vamos ter que fazer nossa própria corrida, não é como Mônaco, onde você pode manter sua posição. Você precisa de um carro rápido para ficar na frente”.

“A ultrapassagem aqui é mais fácil, então precisamos ver o que fizemos. Ninguém realmente fez corridas longas, o que está tornando um pouco mais imprevisível, mas também temos um carro escorregadio, então espero que seja mais difícil ultrapassar”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »