fbpx
Esportes

Desempenho no GP da Bélgica “nada para se orgulhar”, diz Norris

Compartilhar

Foi uma tarde inútil para a McLaren no Grande Prêmio da Bélgica, com Lando Norris e Daniel Ricciardo levando a bandeira quadriculada em P12 e P15 respectivamente, e após a corrida Norris disse que a equipe simplesmente não tinha ritmo para competir no famoso circuito de Spa.

Norris começou a corrida em 17º depois de receber uma penalidade por trocar componentes em sua unidade de potência antes do Grande Prêmio, e depois de um início constante o britânico chegou ao P9 na volta 11 antes de parar para o pneu duro.

Mas depois de fazer sua parada final, ele ficou preso em um trem DRS liderado por Alex Albon, forçando-o a se contentar com o 12º na bandeirada. E embora estivesse desapontado com o resultado, ele acreditava que a McLaren fez tudo o que podia ao longo do fim de semana.

“Foi uma corrida difícil, nada fácil de ultrapassar”, disse Norris. “As condições eram complicadas, sem muita aderência, então apenas fazer uma boa corrida em uma [curva] e preparar uma boa ultrapassagem era praticamente impossível”.

“Foi difícil. Nós tentamos. P12, nada para se orgulhar. Acho que fizemos o melhor trabalho que podíamos, então temos que estar felizes com isso, mas o ritmo estava muito longe de onde precisávamos estar”.

Norris também foi questionado se o problema da McLaren era específico da pista, ao que ele disse: “Não tenho certeza. Um pouco. Acho que as lacunas entre todos parecem maiores do que o normal. A Red Bull está dois segundos à frente de todos agora. A Ferrari está muito à frente de todos os outros”.

“Apenas para esta pista, rodar com um downforce baixo, acho que talvez exponha mais problemas e mais problemas para todos. Então, espero que seja um pouco específico da pista, porque a Alpine estava muito mais à frente hoje. Acho que não é muito. Muito disso é que eles foram mais rápidos durante toda a temporada e hoje é outro dia em que eles são mais rápidos”.

Ele continuou: “Continuaremos trabalhando e veremos se há algo que possamos encontrar para Zandvoort, mas também é alto downforce, então também espero que isso nos aproxime um pouco mais”.

Depois de largar em sétimo, mas terminar em P15, o companheiro de equipe de Norris, Ricciardo, também foi convidado a discutir seu dia em Spa, ao que ele disse: “Eu… consegui pegar Albon, acho que no início. E então foi uma bagunça com [Fernando] Alonso e Lewis [Hamilton], e eu estava tentando chegar aqui e ali e, obviamente, Lewis estava cuidando do problema e eu meio que consegui um pouco nessa situação e [Sebastian Vettel] me pegou”.

“Nós obviamente ainda tínhamos Albon, achamos que era crítico, mas acho que algumas voltas depois ele passou nas retas. Eu acho que enquanto seus pneus estavam frescos, eles poderiam usar a velocidade em linha reta e fazer os ganhos de que precisavam também. Então, estávamos muito lentos na reta, essa foi a coisa mais importante”.

Ele continuou: “Um pouco infeliz porque depois do problema de ontem, não é a ala que queríamos correr, mas também fomos forçados, e sabíamos que hoje provavelmente nos ia prejudicar. Então pensando no ar limpo a gente era mais rápido, mas nunca tinha ar puro porque se eu tivesse, se eu não tivesse um rastro alguém passaria por mim e se eu estivesse logo atrás de alguém mesmo com DRS, não poderíamos fazer uma ultrapassar, tão longo e velho dia”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »