fbpx
Esportes

Goleiro Bruno Landgraf supera trauma e segue no esporte 19 anos após Copa do Mundo Sub-17

Compartilhar

Há 19 anos, goleiro conquistava o tricampeonato da Copa do Mundo Sub-17 FIFA, disputada na Finlândia, em 2003, com a Seleção Brasileira.

Há 19 anos, a Seleção Brasileira conquistava o tricampeonato da Copa do Mundo Sub-17 FIFA, disputada na Finlândia, em 2003. Na decisão, a vitória por 1 a 0 sobre a Espanha garantiu o título para o Brasil e a campanha com cinco vitórias e um empate. Um dos destaques daquela conquista foi o goleiro Bruno Landgraf, do São Paulo. O camisa 1 brasileiro ficou 535 minutos sem tomar gol durante a disputa.  

“A entrada em campo contra a Espanha foi muito marcante. O grupo era muito unido e estava concentrado e focado em buscar esse título. A Seleção sempre foi o objetivo de todo garoto. A oportunidade de sermos campeões só coroou o trabalho de todos: comissão técnica, atletas, o pessoal da Granja Comary, motoristas, cozinheiros… Todos fazem a diferença no processo”, recordou o ex-jogador em entrevista ao site da CBF. 

Bruno teve uma passagem de muito destaque na base da Seleção Brasileira, representando o Brasil até a categoria sub-20, quando disputou outra Copa do Mundo, em 2005, mesmo ano em que tornou-se profissional no Tricolor Paulista. Era tratado como um possível substituto para Rogério Ceni no futuro. 

Entretanto, a sua carreira como atleta profissional foi interrompida um ano depois, de forma trágica. O goleiro se envolveu num grave acidente automobilístico e sofreu um deslocamento na coluna, que o deixou tetraplégico.

“Depois do acidente, cheguei a ficar pouco mais de oito meses internado. Comecei no esporte paralímpico em 2008, para me auxiliar na reabilitação dos meus movimentos. Peguei gosto e passei a competir. Representei o Brasil em Londres, em 2012, e no Rio de Janeiro, em 2016, nos Jogos Paralímpicos, na modalidade de Vela. Atualmente, estou no rugby em cadeira de rodas e atuo no Ronins, de São Paulo”, contou Bruno, que passou por duas cirurgias e perdeu o movimento do corpo nos meses após o acidente. 

Bruno Landgraf, camisa 23, em ação por sua equipe de rugbyBruno Landgraf, camisa 23, em ação por sua equipe de rugby
Créditos: Acervo pessoal

O amor do ex-jogador pelo São Paulo e pelo futebol não diminuiu desde que deixou os gramados. Ele costuma assistir aos jogos do Tricolor no estádio e acompanhar a Seleção Brasileira. Em 2019, quando o Brasil conquistou o tetracampeonato na Copa do Mundo Sub-17, Bruno estava ligado na torcida pelos meninos treinados por Guilherme Dalla Déa. 

“Assisti e torci muito em 2019. Sei o que esses meninos deixam de fazer em busca desse sonho. As lembranças sempre vêm. São boas. Adoro futebol e continuo acompanhando. Quando dá, procuro ir em partidas do São Paulo para torcer e rever alguns amigos. Mas o contato, hoje, é mais fácil também. Apesar da correria, mantenho contato com alguns atletas que atuaram comigo na Copa do Mundo em 2003. Arthur, Leonardo, Arouca, Abuda… Esses são os mais próximos”, encerrou. 

Campeão do mundo e um guerreiro na vida, Bruno Landgraf deixou seu nome na história da Seleção Brasileira. É um exemplo de amor pelo esporte para as novas gerações. 

Seleção Sub-17 conquista Tricampeonato na Finlândia, em 2003Seleção Sub-17 conquista Tricampeonato na Finlândia, em 2003
Créditos: AFP / Fifa.com

BRASIL NA COPA DO MUNDO SUB-17 FIFA 2003:

Convocados: Bruno, Leo, João, Leonardo, Junior, Sandro, Jonathan, Arouca, Ederson, Evandro, Abuda, Thyago, Marcelo Lomba, Marlon, Arthur, Felipe, Juliano, Tody, Hugo, Walisson.
Técnico: Marcos Paquetá

Primeira fase:

Brasil 1 x 1 Camarões
Gol: Abuda

Brasil 5 x 0 Portugal
Gols: Leo, Abuda, Ederson, Evandro e Thyago.

Brasil 3 x 0 Yemen
Gols: Evandro (2x) e Arouca

Quartas de final:

Brasil 3 x 0 EUA
Gols: Leonardo, Ederson e Evandro

Semifinais:

Brasil 2 x 0 Colômbia
Gols: Abuda (2x)

Final:

Brasil 1 x 0 Espanha
Gol: Leonardo

Fonte: CBF


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »