fbpx
Esportes

Schumacher ignora o “doloroso” GP da Bélgica enquanto dupla da Haas quer pontos em Zandvoort

Compartilhar

A Haas não foi competitiva na Bélgica, já que nem Mick Schumacher nem Kevin Magnussen terminaram no top 10, e isso deixou os dois com esperança de voltar aos pontos no GP da Holanda deste fim de semana em Zandvoort.

Schumacher, executando o pacote de atualização da Haas pela primeira vez, pegou novos componentes do motor – e as penalidades de grid que o acompanham – e largou em 19º na Bélgica. Ele terminou em 17º, atrás do companheiro de equipe Magnussen e à frente de Nicholas Latifi, depois que Valtteri Bottas e Lewis Hamilton se retiraram da corrida de domingo em Spa-Francorchamps.

“Conte-me sobre isso”, ele respondeu quando perguntado se seu VF-22 era um desafio para dirigir na Bélgica. “Foi difícil, sim, especialmente após o reinício do Safety Car, apenas ver aqueles carros voltando, foi meio frustrante para ser justo”.

“Quero dizer, não ter velocidade máxima em comparação com os carros ao nosso redor foi doloroso, mas por outro lado, é ótimo estar aqui, ótimo estar dirigindo na frente de tantas pessoas – alguns alemães também, o que é bom”. Hj

O piloto de 23 anos acrescentou que os problemas da Haas eram “específicos do circuito”, já que ele pretendia voltar ao top 10 neste fim de semana no Grande Prêmio da Holanda.

“Sim, acho que foi específico do circuito que lutamos neste fim de semana”, disse Schumacher. “Espero que com a chegada de Zandvoort, estejamos em uma posição melhor, onde possamos lutar pelos pontos novamente, e também em termos de atualizações, devemos ter uma leitura melhor em Zandvoort, porque é mais comparável a Budapeste“.

“Espero que avancemos um pouco e espero que isso nos dê alguns pontos”.

Enquanto isso, Magnussen, que ficou em 16º depois de largar em 12º em Spa, acrescentou que Haas previu que o circuito belga de baixa pressão aerodinâmica seria difícil para eles.

“Quero dizer, acho que tínhamos uma ideia de que provavelmente este não seria um fim de semana tão forte. Esta pista, não é realmente a nossa pista, este tipo de pista, então sim, tentamos o que podíamos, mas não tivemos o ritmo hoje”.

“No geral, não foi o melhor fim de semana, mas temos mais corridas, coletamos mais dados e isso será útil daqui para frente, mas ansioso pela próxima corrida”, disse Magnussen.

A Haas marcou pela última vez na Áustria, e na Holanda eles pretendem encerrar uma sequência de três corridas sem pontos que começou na França.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »