fbpx
EconomiaNegócios

O que as empresas podem esperar do marketing para 2023?

Reconhecimento da marca e cobrança por inclusão social estão entre as principais tendências mundiais

Compartilhar

Reconhecimento, medição do retorno do investimento (ROI), estratégia de dados consolidada e fazer da marca uma promessa são as quatro principais tendências globais de marketing para 2023. A projeção é apontada no Relatório Anual de Marketing: Era do Alinhamento, da Nielsen. 

A líder mundial em medição, dados e análises de audiência indica, ainda, caminhos de ação e estratégia de marketing focados no futuro para a construção de marca e a aquisição de clientes. O estudo mostra que as companhias continuam a reequilibrar esforços como de visibilidade, publicidade e propaganda depois de um amplo recuo em 2020, especialmente em relação aos tradicionais canais de alcance de massa como rádio e TV.

Os dados funcionam como uma orientação ao empresário. Os pesquisadores recomendam que essas informações estejam conectadas a soluções escaláveis de marketing, que podem ser aplicadas por marcas de todos os tamanhos. O objetivo central é conseguir abordar as decisões com precisão para alcançar resultados confiáveis e de crescimento.

Conforme destaca em relatório a diretora de Marketing e Comunicação da Nielsen, Jamie Moldafsky, a agilidade é uma característica fundamental para os profissionais da área. Ela comenta que os marketeiros continuam a indicar a mentalidade adaptativa como o atributo mais importante a ter nos negócios.

Reconhecimento da marca

De acordo com a pesquisa, é consenso entre os profissionais de marketing que o reconhecimento da marca e as novas aquisições de clientes são os principais alvos a serem atingidos pelas empresas. Isso se dá pela expressiva fragmentação midiática, que faz com que as marcas precisem estar presentes em vários canais para atingir o maior público possível. 

Com a diminuição da necessidade de escritórios físicos e de contar com um fornecedor fisicamente próximo, as marcas tiveram que aprender a se comunicar usando plataformas digitais. Nesse cenário, os clientes recebem uma quantidade maior de informações sobre produtos e serviços em conteúdo digital. 

Com isso, algumas empresas ficam menos aparentes do que antes da pandemia, devido à concorrência e à consequente redução da visibilidade. O desafio das organizações é fazer com que o cliente reconheça a sua marca em mídias digitais junto a uma infinidade de concorrentes.

Medir o ROI de forma integral 

Com a abundância de estímulo de novas promoções e soluções que o cliente recebe a todo momento, é necessário investir em diversas plataformas e canais de distribuição. Do ponto de vista do marketing, a tecnologia para engajar, medir, otimizar e comprovar o retorno do investimento (ROI) está mais em alta do que nunca. 

Assim, é importante identificar a jornada do cliente desde o seu engajamento até a fase do fechamento de venda. Investir em tecnologia para medir e otimizar o ROI, portanto, é fundamental. 

Para isso, o relatório indica como ações relevantes a necessidade de potencializar o funil de vendas, diminuir custo de aquisição do cliente e projetar o retorno que o consumidor pode proporcionar. Portanto, ter a possibilidade de medir o ROI das diversas ações empregadas e identificar a eficácia delas em cada fase da venda é um diferencial competitivo. 

Estratégia de dados consolidada

A terceira tendência para o marketing global em 2023 é a estratégia de dados consolidada. Segundo a pesquisa, a diversidade de canais utilizados pelo cliente e a frequência de novos meios lançados dificultam o monitoramento de informações sobre o potencial cliente.

O engajamento com espaços digitais aumenta continuamente. Nesse sentido, cada interação cria um passo na jornada do consumidor. Coletar dados, integrá-los e transformá-los em informações sobre a jornada do cliente passou a ser um desafio. 

Com a audiência estratificada, a recomendação dos especialistas é que as ações de marketing sejam integradas em diversos meios. Dessa forma, é possível que os anunciantes compreendam os consumidores por trás de seus compromissos e alcancem o público-alvo com as mensagens certas. 

Outro desafio apontado é que o público migra de um canal para outro rapidamente, o que dificulta o monitoramento de seus hábitos e costumes. Assim, ter uma estratégia abrangente para coletar e integrar as informações é essencial. 

Fazer da marca uma promessa

Com a abundância e a rapidez com que as informações se disseminam, o cidadão vem criando cada vez mais um senso crítico sobre o perfil de sua compra. Mais da metade dos consumidores nos Estados Unidos (52,3%), por exemplo, compra de marcas que apoiam as causas que consideram importantes. 

Eles querem marcas que os representem e em que possam confiar. A tendência das empresas em se posicionar e contribuir com questões sociais, diversidade e responsabilidade ambiental e social corporativa vai nortear, cada vez mais, a decisão de compra, a contratação de fornecedores, a formação de parcerias e, ainda, a escolha das pessoas em trabalharem para determinada empresa.

Print Friendly, PDF & Email

Botão Voltar ao topo
Translate »