fbpx
Vídeos e Filmes

Top Gun: Maverick

Compartilhar

Uma Sequência Perfeita

Artigos relacionados
Airway
Airway

Na época que o primeiro filme foi lançado eu não ia com a cara de Tom Cruise, algo provocado pela histeria das meninas que o idolatravam, e só falavam dele, pois era o queridinho da américa. – Mas como dizem, não diga: “Dessa água não beberei”. – Pois bem, dessa água eu bebi, lavei o cabelo, tomei até banho. – Mas só depois de ver Tom Cruise interpretando Lestat, no filme Entrevista com o Vampiro, e depois no filme Um Sonho Distante. Que ao meu ver é uma das grandes interpretações do ator. – Mas vamos ao que interessa.

Omelete
Omelete

Top Gun: Maverick sem dúvida veio em um momento que pessoas da minha época, anos 80 e 90, precisávamos. – Só quem viveu esses dias e foi ao cinema sabe como essa continuação deixou nosso coração quentinho. E apesar de ter virado o nariz para o primeiro filme, eu assisti. E quando vi o segundo filme bateu aquela emoção: – “Poxa, eu vivi para ver algo assim”. – Não estranhem minhas tiradas, eu sou apaixonada por filmes, séries e livros. – Um mundo no qual vivo muito bem, obrigada. – Então, onde estávamos? – Sim, Maverick.

Filmelier
Filmelier

Logo de cara, a primeira cena é de fazer nossos nervos em frangalhos. Eu torci e disse: Vai, você consegue. – É, eu vibrei. E ao longo do filme vemos o quanto os pilotos que voam sobre nossas cabeças são importantes e como o treinamento deles é difícil. – Enquanto levamos nossas vidas pilotos em todo mundo se arriscam para eliminar ameaças que supostamente “não existem”.

Spiegel
Spiegel

No filme Maverick, Tom Cruise, volta para a base onde se formou como piloto de caça para ensinar uma nova geração de pilotos. Num mundo onde drones estão prontos a tirar o trabalho de pilotos fica claro que a tecnologia ajuda e prejudica na mesma medida. Tom Cruise está trabalhando novamente com Joseph Kosinski, o mesmo diretor que dirigiu o ator no filme Oblivion (2013), outro que adorei ver.  

Omelete
Olemete

A música, as cenas, as fardas tudo nos remete ao primeiro filme com um olhar saudoso e cheio de ansiedade por uma nova aventura. E o filme nos dá isso sem sofrimento. E vemos Maverick enfrentar antigos fantasmas, lidar com jovens rebeldes como ele mesmo um dia foi. – Temos competição sadia, mas não indolor. – Ação, romance, uns toques leves de comedia e muitos: – Eita, minha nossa! – Foi o que disse quando os caças davam um verdadeiro show no ar. Os sustos são muitos e maravilhosos. E a música? Nossa! Eu literalmente voltei no tempo. – E claro, alguns personagens foram trazidos de volta de forma bonita, honrosa. – A participação de Val Kilmer  que interpretou o personagem, Iceman no Top Gun de 1986 é linda. O ator perdeu a voz por conta de uma doença, e foi muito legal vê-lo no filme, pois sua saúde está bastante debilitada. – Cara, foi muito bom poder ver esse filme, ao meu ver Tom Cruise nos devia e merecia esse lindo final. Eu amei, fiquei até emocionada.

O elenco temos Miles Teller, Glen Powell, Jon Hamm, Val Kilmer, Jennifer Connelly e Ed Harris. O filme já esta disponível no Amazon Prime, e a bilheteria do cinema foi fabulosa. E atingiu um total US$ 1.4 bilhão nas bilheterias mundiais. Demorou, mas fez bonito.

Minha Nota? Cinco Beijos Mordidos!

Assista o Trailer aqui – Youtube

Escute a resenha aqui

Resenha Top Gun

Print Friendly, PDF & Email

Nazareth Fonseca

Nazareth Fonseca é escritora e já conta com dez livros publicados, entre eles a série Alma e Sangue. Aficionada em filmes, series e livros gosta de escrever sobre tudo que lê e assiste.
Botão Voltar ao topo
Translate »