fbpx
BicentenárioNews

Guerras da Independência: Conflitos armados pela liberdade no Pará

Compartilhar

Além de Bahia, Piauí e Maranhão, a independência do Brasil também provocou conflitos armados no atual estado do Pará. Muito vinculadas à Lisboa, as elites dirigentes da província viram com maus olhos a desobediência de Dom Pedro.

A situação só começou a mudar no Pará em janeiro de 1823, quando as médias e baixas patentes se revoltaram contra a manutenção do vínculo com Portugal, como destacou a historiadora Magda Ricci, da Universidade Federal do Pará. Os militares tentavam assumir o controle das armas e montavam emboscadas para forçar uma mudança política na província do Grão- Pará.

Além dessas ações de guerrilha, em maio de 1823 explodiu uma revolta no município de Muaná, na Ilha de Marajó, quando grupos se rebelaram contra os recrutamentos forçados e tomaram o controle da vila. Como conta a historiadora Magda Ricci, que também é diretora do Centro de Memória da Amazônia. Mas os portugueses venceram. Os revoltosos foram presos e mandados para Lisboa. Mas não demoraria até o militar John Greenfeld, a mando de Dom Pedro, ameaçar invadir Belém. Acossado pela esquadra do Império brasileiro e sem perspectiva de um apoio de Portugal, o governo local aderiu à independência em 15 de agosto de 1823.

Porém, a situação não foi pacificada. Grupos de milicianos que vinham do interior para aclamar Dom Pedro queriam trocar os chefes militares da província e iniciaram uma mobilização que ameaçava a autoridade de John Greenfeld, que mandou prender os agitadores e colocá-los em um navio, o Brigue Palhaço. A historiadora Magda Ricci relata que mais de 250 homens presos no navio amanheceram, no dia 20 de outubro, mortos, num massacre que marcaria a história da região.

Magda Ricci argumenta que o massacre do Brigue Palhaço marcou a memória popular a ponto de alimentar a cabanagem, em 1835, considerada a maior revolta popular da história do Brasil. Mas essa, já é outra história.

Para conferir as outras reportagens e entrevistas exclusivas sobre o tema clique aqui.

Fonte: Rádio Agência Nacional


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »