fbpx
News

Maior treinamento de guerra promovido pela FAB encerra em Campo Grande (MS)

Compartilhar

Exercício envolveu militares da Marinha e do Exército, além da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF).

Durante quase 20 dias – de 16 de agosto a 03 de setembro – mais de 800 militares do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira, além de aproximadamente de 30 aeronaves, Unidades Aéreas e de Infantaria, estiveram envolvidos no Exercício Conjunto (EXCON) Tápio 2022. O palco das atividades foi a Base Aérea de Campo Grande (BACG), no Mato Grosso do Sul (MS), ponto de partida para o cumprimento das missões como Ataque, NVG (Óculos de Visão Noturna), Reconhecimento Aeroespacial, Infiltração Aérea, Busca e Salvamento em Combate, Reabastecimento em Voo, Apoio Aéreo Aproximado, Lançamento de Paraquedistas e Cargas, Lançamento de bomba guiada a laser, Evacuação Aeromédica, entre outras.

O EXCON Tápio, que está em sua quinta edição, encerra-se com a realização de mais de 890 horas de voo e de 320 surtidas. O Exercício é considerado um dos maiores treinamentos de guerra promovido pela FAB e tem como finalidade o amadurecimento e desenvolvimento doutrinário de táticas conjuntas, além do adestramento técnico de Unidades Militares do Comando de Preparo (COMPREP), da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e de países parceiros, que neste ano, contou com a participação de 100 militares da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF). Tudo isso visando contribuição para a ordem e paz mundial e também compromissos internacionais, garantindo a soberania, a integridade territorial e defesa patrimonial, bem como a ajuda humanitária e a mitigação de efeitos de desastres.

O Diretor do EXCON Tápio 2022 e Comandante da BACG, Brigadeiro do Ar Clauco Fernando Vieira Rossetto, ressaltou que a palavra chave do exercício foi interoperabilidade. “Tivemos a participação das três Forças brasileiras e da Americana, realizando um exercício essencial tanto para a nossa soberania como para o treinamento das ações, principalmente de Força Aérea”, comenta o Oficial-General.

Fase 1 e 2 do EXCON Tápio 2022

Na primeira fase foram realizadas instruções técnicas, oficinas e pista prática de Atendimento Pré-Hospitalar Tático (APHT), além de treinamento para homens de resgate. Já a segunda fase, contou com o emprego dos meios aéreos e terrestres nas ações de Força Aérea.

Participaram das duas fases da EXCON Tápio 2022 militares de diversas especialidades, bem como aeroaves das Aviações de Caça, como o A-1 AMX e o A-29 Super Tucano; de Transporte, como o KC-130 Hércules, o C-105 Amazonas e o C-98 Caravan; de Reconhecimento, a exemplo do E-99 e do R-99; além das Asas Rotativas, como o H-36 Caracal e o H-60L Black Hawk.

“O Exercício Tápio chega ao fim repleto de sucesso. Tivemos uma alta disponibilidade de logística e o cumprimento integral dos objetivos de adestramento propostos pelo Comando de Preparo. E o mais importante, um enorme número de lições aprendidas e de aplicações de ações de Força Aérea no cenário de guerra irregular, complexo e dinâmico aos quais os participantes foram submetidos”, avalia o Co-Diretor do Exercício, Tenente-Coronel Aviador Ulysses Nepomuceno Guimarães.

Continuidade da interoperabilidade

O EXCON Tápio visa, também, promover o entendimento mútuo, a confiança e a interoperabilidade entre os participantes, convergindo esforços para o incremento da capacidade das Forças Armadas Brasileiras. Neste sentido, o Comandante do Primeiro Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (1°/10° GAv) – Esquadrão Centauro, Tenente-Coronel Aviador Eduardo Snidarsis de Vasconcellos considerou proveitosa a participação no Exercício. “É um momento em que temos para treinar algumas Táticas, Técnicas e Procedimentos (TTPs) que não treinamos em sede. Também é uma oportunidade de interação entre as demais Forças, como o evento de ação direta, em que aeronaves A-1 prestaram apoio para uma ação militar de comandos do Exército Brasileiro, de neutralização de ameaças em território hostil. São eventos em que só temos a oportunidade de treinar aqui”, salienta.

O Oficial de Ligação do Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro (EB), Major de Infantaria Gustavo, que participou da Tápio, falou da importância da interoperabilidade desta missão. “Para a gente do Exército Brasileiro, sobretudo a interoperabilidade, há a integração entre as tropas, principalmente as de Operações Especiais do EB com as da Força Aérea e da Marinha, também, de maneira que, para a gente, foi a manutenção das capacidades do Guiamento Aéreo Avançado (GAA) e das TTPs de ações diretas e na execução da montagem de uma evasão não apoiada aos pilotos abatidos em combate, contexto do nosso exercício”, comenta.

Já o membro do Exercício Conjunto Tápio 2022, Major de Infantaria Igor Duarte Fernandes, garante que para o quadro de Infantaria, as atividades foram executadas e cumpridas dentro do planejamento geral. “Observando o que a gente pode colher de resultado, evoluímos um pouco mais que o ano passado, não somente em nota final dos avaliados, como no tipo de cenário que foi aplicado para que pudessem executar, como a escolta de comboio, uma prática nova no exercício e que aqui, juntando esquadrões de Apoio Aéreo Aproximado do Brasil inteiro, os nossos Guias Aéreos Avançados atuando, puderam orientar essas aeronaves, ouvir novas ideias de pilotos e entender muito melhor as capacidades dos aviões”, finaliza.  

Com o encerramento de mais uma edição do EXCON Tápio, o COMPREP, que coordenada toda operação, já inicia os preparativos para 2023, observando as ações realizadas neste ano, por meio da elaboração de um relatório, no qual as demandas serão apresentadas aos Oficiais-Generais.

Participação da USAF

O EXCON Tápio ocorre desde 2018 e, pela segunda vez, militares da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) participaram do treinamento. Neste ano, foram os integrantes da Guarda Nacional Americana de Nova York e de Idaho (NYANG e IDANG). Eles atuaram no treinamento com equipagens e pessoal.

A Comandante da Guarda Nacional Aérea de Nova Iorque, Brigadier General Denise Donnel, comentou acerca da participação no EXCON. “Este é o nosso segundo ano aqui no Brasil que participamos do Exercício Tápio, e é um crescimento enorme em nossa parceria entre Brasil e Estados Unidos. Como Nova Iorquinos, estamos orgulhosos por participar desse Exercício, aprendendo com nossos amigos brasileiros e com a esperança de compartilhar um pouco do nosso conhecimento com vocês.”, disse a Oficial-General.

E a Diretora do Estado-Maior Conjunto da Guarda Nacional de Nova Iorque, Brigadier General Isabel Smith, também destacou a presença no Brasil. “Eu acho que o Exercício Tápio apresenta uma grande oportunidade para a integração entre os Estados Unidos e o Brasil, de várias formas. Somos parceiros do Brasil desde 2019 e já contamos com mais de 50 participações em Operações Conjuntas que realizamos, apesar da COVID. E durante este Exercício, pudemos conhecer o Ministro da Defesa”, finaliza.

Confira aqui o vídeo da matéria.

Acesse aqui o Álbum da EXCON Tápio 2022 no Flick da FAB.

Fonte: Agência Força Aérea


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »