fbpx
BicentenárioMundo Militar

Marinha do Brasil homenageia o Dia da Pátria

Compartilhar

Parada Naval é um dos destaques do Bicentenário da Independência.

Para celebrar o Dia da Pátria, neste 7 de setembro, a Marinha do Brasil (MB) realizou diversos eventos por todo o País, como a tradicional Parada Naval e Aeronaval na orla do Rio de Janeiro. O desfile contou com 21 navios, sendo dez da MB e onze estrangeiros, além das aeronaves UH-12 “Esquilo” e UH-15 “Super Cougar” que fez um sobrevoo levando a Bandeira Nacional. O evento, alusivo ao Bicentenário da Independência, teve início no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste, e seguiu pela Zona Sul. Ao final, os navios ficaram fundeados em Copacabana para que o público presente pudesse avistá-los por mais tempo.

Diversas pessoas aproveitaram o feriado para celebrar a data e assistir ao desfile com suas famílias e amigos, como foi o caso da agricultora Rita Sanche, que é do Espírito Santo. “Estamos aqui passeando pelo Rio de Janeiro e aproveitando para participar desse dia tão importante para o nosso país”. Para o estudante João Manoel, “é uma honra ver de perto diversos navios da nossa Marinha, como o Navio ‘Atlântico’ e ainda saber que o Submarino ‘Riachuelo’ também está presente”. 


Aeronave UH-15 “Super Cougar” sobrevoando a orla com o pavilhão nacional – Imagem: CB-ES Iremar

A Parada Naval é um desfile de navios que acontece há décadas e tem o propósito de mostrar à população os navios e as aeronaves da MB que protegem o território brasileiro e as riquezas da Amazônia Azul. A participação de navios de Marinhas amigas neste ano – Argentina, Chile, Estados Unidos da América, Camarões, México, Namíbia, Portugal, Reino Unido e Uruguai – reforça os laços de amizade e respeito com os demais países e contribui para a interoperabilidade nas diversas tarefas.

Os preparativos para a celebração do Bicentenário da Independência começaram em 2018, com o objetivo de planejar os diversos eventos relacionados a essa data. Dentre os principais eventos estão o Velas Latinoamerica 2022, a Parada Naval (hoje), a Revista Naval no próximo dia 10 de setembro, assim como a Operação UNITAS LXIII. De acordo com o Comandante da 2ª Divisão da Esquadra, Contra-Almirante André Luiz Andrade Félix, por ser um evento de alta complexidade com muitos atores envolvidos “houve diversas reuniões logísticas com órgãos públicos e privados que nos ajudaram, como a Praticagem RJ, Companhia Docas do RJ e Pier Mauá, Adidos Navais e de Defesa, Força Aérea Brasileira, Aeroporto Santos Dumont e CCR Barcas. Além disso, foram atualizados os levantamentos batimétricos da Baía da Guanabara, a fim de prover o máximo de segurança no evento”.

Navios envolvidos no Desfile  

Os navios da MB que participaram da Parada Naval foram: Navio-Veleiro “Cisne Branco”; Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico”; Navio-Doca Multipropósito “Bahia”; Fragata “Liberal”; Navio-Patrulha Oceânico “Amazonas”; Navio Hidroceanográfico “Cruzeiro do Sul”; Navio Oceanográfico “Antares”; Submarino “Riachuelo”; Navio-Patrulha “Maracanã”; e o Aviso de Pesquisa Hidroceanográfico “Aspirante Moura”.

Já os navios estrangeiros das Marinhas amigas foram: Navio de Transporte Anfíbio USS “Mesa Verde” LPD-19 (Classe San Antonio) e Navio Destroyer USS “Lassen” da Marinha dos Estados Unidos; Navio Multipropósito ARM “Libertador” do México; Navio Patrulha Oceânico Polivalente ARA “Piedrabuena” e ARA “Libertad” da Argentina; Navios Patrulha (CNS) “Le Ntem” e “Lasanaga” de Camarões; Navio Escola da Armada Portuguesa N.R.P. “Sagres”; Fragata HMS “Forth” da Marinha Real Britânica; Navio Multipropósito “Elephant” da Namíbia; Navio de Salvamento e Pesquisa ROU “Vanguardia” do Uruguai; e a Fragata FF-19 “Almirante Willians” do Chile.


Tripulação do NAM “Atlântico” forma o número 200 em homenagem ao aniversário da Independência  – Imagem: CB-ES Iremar

Programação de eventos no RJ estende-se por todo o dia
Após o desfile na orla, a população vai poder assistir em Copacabana a apresentação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais e, cumprindo um cerimonial, serão prestadas salvas de 21 tiros partindo do NAM “Atlântico” e respondidas pelo Forte de Copacabana. Além disso, haverá demonstração de salto livre, demonstrações aéreas com a Esquadrilha da Fumaça e a Esquadrilha do Céu. Também terão apresentações da Banda de Música da Força Aérea Brasileira, do Exército Brasileiro e da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. 

Desfile cívico-militar na capital do País
Brasília tornou-se palco, mais uma vez, do tradicional desfile de 7 de setembro, evento que também faz parte das comemorações alusivas ao Bicentenário da Independência do Brasil. Depois de dois anos suspenso, o desfile cívico-militar atraiu milhares de pessoas para a Esplanada dos Ministérios e contou com a presença tradicional das forças militares, em terra e no ar, e de escolas locais. Este ano, 576 militares da Marinha desfilaram em comemoração ao Bicentenário.


Banda do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília durante o desfile – Imagem: 2SG-ET Paulo Cesar

Logo no início, representantes da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais, da seção regional de Brasília, desfilaram embarcados em viatura Atego. O público presente também pôde apreciar o desfile do Grupamento da MB, sob o comando do Capitão de Mar e Guerra (Fuzileiro Naval) Marcelo Fortunato Heringer Rosa, acompanhado pela banda de música do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília, pela Guarda Bandeira e por seis militares do Estado-Maior da Força Naval. 

A moradora de Goiânia (GO), Caroline Sintra, veio em uma caravana composta por 50 ônibus e disse ter participado com muita emoção do evento. “Chegamos com expectativa e viemos prestigiar os 200 anos da nossa Independência”. Além dela, também de Goiânia, Rodrigo Camargo descreveu como foi assistir ao desfile. “Fazia muito tempo que eu não participava. Esse é um momento especial para o Brasil, o Bicentenário da sua Independência, e estar junto com tantos brasileiros foi entusiasmante, um momento que representou muito para mim e para quem veio comigo”.

Em seguida, o público viu a passagem da Companhia de Aspirantes da Escola Naval, estabelecimento de ensino superior mais antigo do País, composta por integrantes da Turma “Patriarca da Independência”. A Companhia contou, pela primeira vez, com as futuras oficiais do Corpo da Armada e de Fuzileiros Navais, consolidando o acesso das mulheres a todos os Corpos e Quadros da MB.

Logo após, duas Companhias de militares da área de jurisdição do Comando do 7º Distrito Naval representaram os homens e mulheres que trabalham a bordo dos navios e demais Organizações da Marinha. O espírito de corpo, a força e o profissionalismo desses militares estiveram presentes ao longo de todo o desfile. A Capitão-Tenente (Bacharel em Direito) Flávia Cristina Bessera Madureira desfilou como Comandante da 2ª Companhia e para ela foi uma grande honra. “Primeiramente por que eu prestigiei a minha Força, a Marinha do Brasil, uma instituição que eu sirvo há mais de sete anos, e segundo, por que estamos comemorando o Bicentenário da Independência do Brasil que, a meu ver, traz a oportunidade de repensar e refletir as conquistas que tivemos ao longo desses anos. A emoção tomou conta, consegui demonstrar o meu patriotismo, um sentimento voluntário de amor e de pertencimento à minha Pátria”, concluiu.

A Companhia de Fuzileiros Navais de Brasília também participou do desfile. Ela representou o Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), única tropa brasileira de caráter expedicionário, especializados nas operações anfíbias, que chegaram ao Rio de Janeiro em 1808, acompanhando a Família Real portuguesa. Já o Destacamento de Operações Especiais, composto pelos Comandos Anfíbios e pelos Mergulhadores de Combate, representaram as tropas de elite da MB.

Desfile motorizado


Carros lagarta anfíbios também representaram a MB – Imagem: 2SG-ET Paulo Cesar

Desfilaram, também, as viaturas blindadas sobre Lagarta M113 MB-UNO, que conseguem transportar 11 militares armados e equipados; e, para fechar o desfile, duas viaturas Marruá com Mísseis Mistral, empregados na defesa antiaérea.

Confira a programação da Semana da Pátria.

Fonte: Agência Marinha de Notícias


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »