fbpx
News

Mercado Central de Macapá fomenta comercialização de artesanato e plantas ornamentais

Compartilhar

Produção manual e natural diversifica vendas no ponto turístico que completou 69 anos nesta terça-feira (13).

Plantas ornamentais, vasos, peças decorativas, tapetes de crochê e ecobags diversificam as vendas no Mercado Central de Macapá, que completou 69 anos nesta terça-feira (13). A produção manual é uma aposta de alguns empreendedores para o próprio sustento. 

A diretora-presidente interina do Instituto Municipal de Turismo (MacapaTur), Daniele Nascimento, atribui o maior alcance de público a esses de produtos personalizados. “Os visitantes do local têm mais opções de produtos. Para além da praça de alimentação, a variedade de artesanato, flores e decoração atraem um novo público para o Mercado”, descreve. 

Além do incentivo às produções manuais, as vendas contribuem para a valorização do empreendedorismo feminino, como é o caso da artesã Marlúcia Nery, que reveza o box comercial com outras integrantes da Associação Mulheres Que Fazem, que produzem e comercializam bonecas de pano, peças em madeira, biojoias, chaveiros, kits de cozinha, pesos de porta e outros. 

“O Mercado Central abriu um leque de oportunidades para nós, pois não tínhamos um espaço fixo. Essa é uma forma de ganharmos dinheiro e apresentar nossos trabalhos aos turistas e outras pessoas que passam por aqui”, conta. 

Artesãs e floristas do Mercado Central de Macapá | Foto: Jomar Magalhães/PMM

O local também conta com vendas de plantas ornamentais e medicinais, arranjos, flores e peças decorativas para jardins e hortas. Para a florista Ivana Lima, a oportunidade de apresentar um espaço verde no Mercado Central é moderna e inovadora.

“As vendas das nossas plantas trouxeram uma clientela nova e deram vida ao Mercado. Com a nossa decoração natural, conseguimos apresentar nossos produtos e garantir nossa renda e sustento”, comenta. 

Além dos dois boxes comerciais disponibilizados para a venda de artesanato e plantas ornamentais, o espaço também recebe atividades de artesãs que estão cadastradas no Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Improir).

Fonte: Prefeitura de Macapá


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »