fbpx
Esportes

Vettel pondera sobre a vida após a F1 e deixa a porta aberta para ofertas

Compartilhar

Sebastian Vettel não descartou retornar à Fórmula 1 em outro papel após sua aposentadoria como piloto, com o tetracampeão mundial brincando que “o tempo dirá se ficarei entediado dentro de três meses ou três anos”.

Vettel fechará o livro de uma ilustre carreira de 16 anos na F1 no final da temporada de 2022, tendo conquistado 53 vitórias, 122 pódios e 57 pole positions até o momento, ao lado de seus títulos mencionados acima, todos conquistados com o Red Equipe de touro.

Tendo desfrutado de tanto sucesso na Red Bull, o alemão foi questionado recentemente se ele consideraria retornar à equipe como não piloto, o que o levou a explicar como está se aproximando de sua saída do esporte.

“Não sei no momento. Não estou considerando nada, porque estou me afastando. O tempo dirá o que será possível fazer – se há uma oferta dessa natureza ou não – e então verei como me sinto [no] momento”, comentou Vettel, de 35 anos.

“Estou muito feliz por passar mais tempo em outras coisas e estou ansioso para ver as crianças mais e coisas assim. Então o tempo dirá se ficarei entediado em três meses ou três anos!”

Vettel também foi questionado sobre o quão perto ele chegou de retornar à Red Bull no lugar de Alex Albon em 2020 – após as notícias de sua saída da Ferrari – mas minimizou as discussões com os chefes de equipe Christian Horner e Helmut Marko e deixou claro que ele permanece “ feliz” por se mudar para a Aston Martin para sua última passagem na F1.

“Tomei a decisão de me juntar à Aston Martin antes de pensar que estava realmente em discussão que Alex iria sair, então nunca foi muito perto. Claro que conheço Christian, conheço Helmut, então com certeza tive uma breve conversa com eles, mas nunca nada sério”, acrescentou.

“Também sei e sabia que se tivesse sido uma opção ou sério, teríamos pelo menos conversado sobre isso, mas nunca chegou a esse ponto. Obviamente, alguns meses depois, você poderia olhar para trás e dizer ‘se’ e ‘e se’, e assim por diante, mas estou feliz com a escolha que fiz”.

“[Nós] esperávamos que fôssemos mais competitivos no ano passado e neste ano, mas não fomos, e estou muito feliz com a maneira como a equipe progrediu e [como] estamos trabalhando juntos. Não é o sonho se tornando realidade, correr nas posições em que estamos correndo, mas tem sido um desafio, e acho que aceitei e tentei aproveitar ao máximo”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »