fbpx
Esportes

Natação começa à toda com 18 medalhas em Assunção

Compartilhar

Brasileiros ganharam nove ouros e voltarão a competir nesta segunda, 3.

A natação brasileira chegou à vontade e incansável na piscina dos Jogos Sul-americanos Assunção 2022. E terminou a primeira noite de competição, neste domingo, 2 de outubro, com 18 medalhas. O hino nacional foi entoado 9 vezes.  Outros seis atletas conquistaram medalhas de prata e três levaram bronze. 

Gabrielle Roncatto abriu a noite ditando o ritmo. Venceu os 800 m livre, saiu da piscina, vestiu o uniforme de pódio por cima do maiô molhado, recebeu a medalha, tirou o uniforme, voltou para a piscina, nadou os 200 m medley e arrematou mais um ouro.

“Eu já tinha nadado essas duas provas (800 m livre e 200 m medley) no Finkel, então estava preparada para a dor. Aqui ainda tive um intervalo maior. E estava nadando com a Nana, que é minha companheira de treino. Isso dá um gás”, Gabi Roncatto.

Nadar ao lado da companheira de treino, Nathalia Almeida, a ajudou Gabi a juntar forças para vencer também os 200 m medley. Nathalia ficou com a prata. 

“Era para ela estar cansada”, brincou Nathalia.

O início avassalador de Gabi Roncatto e de Guilherme Costa, que também venceu os 800 m livre, foram a injeção de ânimo e confiança que os outros brasileiros precisavam para confirmar suas chances de pódio.

Cachorrão, além de vencer, quebrou o recorde do campeonato. E até ele mesmo ficou surpreso.

“É um tempo muito expressivo para essa fase de treinamento em que estou. Claro que a gente sempre quer nadar rápido, mas eu não esperava um tempo assim agora. A cerimônia de abertura acaba cansando um pouco”, afirmou o porta-bandeira do Brasil, que desfilou no Defensores del Chaco na noite de sábado. 

“É bom começar assim porque acaba dando confiança para os outros nadadores. E também para os outros esportes”, completou o brasileiro, comentando a meta do Brasil de voltar a liderar o quadro de medalhas do continente.

Os brasileiros estavam tão confiantes e focados que brilharam até em provas que não eram suas especialidades. Maria Luiza Pessanha, por exemplo, foi prata nos 50 m costas e ficou emocionada.

“Nem tenho palavras, só tenho que agradecer. Essa prova não é minha especialidade, não esperava nadar assim”, afirmou.

Quarta colocada na mesma distância, a novata Alexia Assunção baixou em quase meio segundo seu melhor tempo da carreira e saiu da piscina muito satisfeita. 

Na prova mais emocionante da noite, Guilherme Basseto bateu na frente do ídolo paraguaio Charles Brusquetti nos 50 m costas, que contou com muito apoio da torcida. 

Após a vitória, ainda na piscina, Guilherme levantou a mão do rival e acenou para a torcida, que foi ao delírio.

“Quando ele entrou e a torcida gritou eu pensei ‘uau, que incrível!’. A gente é adversário mas tem que ter o máximo respeito, ainda mais dentro da casa deles. Tem que comemorar, mas respeitando”, afirmou o brasileiro. 

Com a prata, Hockin conquistou a primeira medalha do Paraguai até então nesta edição dos Jogos Sul-americanos em casa.

As disputas da natação continuam nesta segunda, 3, com eliminatórias a partir das 9h, e finais, às 18h (horários de Brasília).

Confira as medalhas da natação do Brasil no primeiro dia:

Gabrielle Roncatto – ouro nos 800 m livre – 8min36s07

Guilherme “Cachorrão” Costa – ouro nos 800 m livre – 7min51s56

Gabrielle Roncatto – ouro – 200 m medley – 2min13s92

Nathalia Almeida – prata – 200 m medley — 2min14s06

Caio Pumputis – ouro – 200 m medley – 2min01s08

Leo Santos – prata – 200 m medley – 2min01s83

Stephanie Balduccini – ouro – 100 m livre – 54s99

Giovanna Diamante – prata – 100 m livre – 55s40 

Felipe Ribeiro – prata – 100 m livre – 48s51

Gabriel Santos – bronze – 100 m livre – 49s78

Ana Carolina Vieira – prata – 100 m peito – 1min08s48

Jhennifer Conceição – bronze – 100 m peito – 1min08s71

Evandro Silva – ouro – 100 m peito – 1min01s02

Felipe França – bronze – 100 m peito – 1min01s50

Maria Luiza Pessanha – prata – 50 m costas – 29s50

Guilherme Basseto – ouro – 50 m costas – 25s06

Revezamento 4x200m feminino – ouro – 8min09s77

Revezamento 4x200m masculino – ouro – 7min20s18

Fonte: COB


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »