fbpx
Esportes

Natação encerra Jogos Sul-americanos com campanha histórica

Compartilhar

No último dia, modalidade conquista oito ouros; quinto dia de competições foi marcado também pelas estreias douradas de ginástica artística e taekwondo, e 100ª medalha.

A natação brasileira fez história nos Jogos Sul-americanos Assunção 2022. Nesta quarta-feira, 5 de outubro, último dia de competições da modalidade, os brasileiros conquistaram simplesmente todas as oito medalhas de ouro que estavam em disputa, além de dois bronzes e uma prata.

Com isso, a deleção terminou a competição com 58 medalhas na bagagem, sendo 34 de ouro, números recordes da natação em edições de Jogos Sul-americanos.

Giovana Diamante, com 10 medalhas (oito de ouro e duas de prata), e Stephanie Balduccini, com oito (sete de ouro e uma de bronze) são até agora as maiores medalhistas do Time Brasil no evento.  

Boas estreias

Ginástica artística – Enquanto a natação se despedia dos Jogos, outras modalidades faziam sua estreia. A ginástica artística já mostrou as suas credenciais, com a equipe masculina conquistando a medalha de ouro, mesma cor da conquistada por Caio Souza no individual geral. Nessa prova, Lucas Bitencourt ficou com a prata.

Caio Souza com o ouro do individual geral. Foto: Miriam Jeske/COB.


Taekwondo 
– Outra modalidade que já mostrou a que veio nos Jogos Sul-americanos foi o taekwondo. No primeiro dia de competições, logo uma medalha de cada cor. Ouro para Paulo Ricardo Melo (até 58kg), prata para Talisca Reis (até 49kg) e bronze para Alex Vinícius Arruda (poomsae).

Medalha 100 – O dia teve ainda a 100ª medalha brasileira nos Jogos Sul-americanos, diretamente das águas da Baía de Assunção. No remo, Beatriz Tavares cruzou a linha de chegada do single skiff em segundo lugar e contou sobre sua emoção. 

“Fico com uma mistura de sentimentos, um gostinho de quero mais, pois sinto que poderia ter vencido. Mas também muito satisfeita e orgulhosa. Não fazia ideia de que poderia ser a 100ª medalha do Time Brasil aqui. É uma marca especial”, disse a remadora.

Bia Tavares com a 100ª medalha em Assunção. Foto: Wander Roberto/COB

O remo também conquistou outras duas medalhas no dia: prata no quatro sem peso leve, com Diego Nazario, Emanuel Borges, Vangelys Pereira e David Borges, e bronze, com Lucas Verthein, no single skiif.

O remo fechou sua participação nos Jogos Sul-americanos Assunção 2022 com um total de seis medalhas (três de prata e três de bronze).

Tiro com arco – A modalidade também brilhou ao encerrar sua participação nos Jogos Sul-americanos, com a conquista de mais quatro medalhas para o Brasil, destaque para a de ouro de Ane Marcelle, no arco recurvo. Na mesma prova, Ana Luiza Caetano conquistou o bronze. No individual masculino, duas medalhas de prata: Marcus D’Almeida, no arco recurvo, e Roberval Fernando dos Santos, no composto. No total, o tiro com arco conquistou dez medalhas (três de ouro, seis de prata e uma de bronze).

Ane Marcelle no alto do pódio. Foto: Gaspar Nóbrega/COB

Hipismo adestramento – Só deu Time Brasil: Paulo César dos Santos conquistou a medalha de ouro, Victor Ávila, a prata, e Vinicius da Costa, o bronze. O resultado configurou uma hegemonia dos brasileiros no hipismo adestramento, medalha de ouro também na competição por equipes.

Paulo César e sua medalha de ouro. Foto: Luis Ruas/CBH

Karatê – Também último dia da modalidade, Douglas Brose superou todos os seus adversários e conquistou a medalha de ouro na categoria até 60kg. No feminino, Valéria Kumizaki ficou com o bronze na categoria até 55kg. O karatê brasileiro termina assim sua participação com sete medalhas (três de ouro, duas de prata e duas de bronze).

Outras medalhas – O Time Brasil também conquistou duas medalhas de bronze nos saltos ornamentais (Rafael Fogaça, no trampolim de 1m, e Anna Lúcia Rodrigues e Luana Lira, no trampolim sincronizado de 3m), também duas de bronze na esgrima (florete feminino e sabre masculino por equipes), e uma de bronze no levantamento de pesos, com Laura Amaro (categoria até 87kg).

Fonte: COB


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »