fbpx
Esportes

Kanaan à procura de equipe para a 22ª largada nas 500 milhas de Indianápolis

Compartilhar

É oficial: Tony Kanaan pretende fazer sua 22ª largada nas 500 Milhas de Indianápolis no próximo dia 28 de maio no Indianapolis Motor Speedway.

O vencedor das “500” de 2013, Kanaan, anunciou que competirá na 107ª Indianapolis 500 durante um bate-papo ao vivo no Instagram na conta da NTT INDYCAR SERIES na quinta-feira do Havaí, onde está competindo neste fim de semana no triatlo do Ironman World Championship.

“Eu estarei lá”, disse Kanaan. “Eu retornarei”.

Kanaan disse que está tentando ficar com Chip Ganassi Racing para a Indy 500 de 2023 depois de terminar em terceiro em uma entrada da CGR em maio passado, seu melhor resultado desde a vitória em 2013. Ele disse que os planos da equipe para o próximo maio não estão definidos devido ao anúncio. Na semana passada, o piloto da Ganassi, Jimmie Johnson, está se afastando da competição em tempo integral da NTT INDYCAR SERIES, com sua programação não firme para 2023. Johnson indicou que o “500” pode estar em sua programação limitada no próximo ano.

“Se Jimmie não estiver no quarto carro para as ovais, então não me vejo lá (na CGR) porque Jimmie será o quinto carro, o que eu entendo totalmente”, disse Kanaan. “Eles não são minha única opção. Falei com Chip na semana passada, dizendo: ‘Olha, se você não se importa, vou começar a procurar. Ele disse, ‘Claro’.

“Ele me disse que se fizer sentido, nós vamos fazer. A relação existe”.

O campeão da INDYCAR SERIES de 2004, Kanaan, compilou um impressionante recorde de “500” desde sua estreia na corrida em 2002. Ele produziu 12 resultados entre os 10 primeiros em 21 partidas. Ele também liderou 352 voltas na carreira, bom para o 14º de todos os tempos, e liderou em 15 de suas 21 partidas, empatado com Scott Dixon pelo maior número de corridas lideradas na história da Indy 500.

O brasileiro Kanaan venceu a corrida com uma velocidade média recorde de 187.433 em 2013 dirigindo pela KV Racing Technology. Ele também conquistou a pole em 2005 para a Andretti Green Racing, uma de suas três primeiras filas da carreira nas “500”.

Sua última temporada em tempo integral na NTT INDYCAR SERIES veio em 2019, com a AJ Foyt Racing. Desde então, Kanaan competiu em todos os eventos ovais da série em 2020 pela equipe Foyt e 2021 com a Chip Ganassi Racing. Seu terceiro lugar em maio passado pela CGR foi sua única largada na temporada, já que ele correu em tempo integral na Stock Car Pro Series brasileira e na série SRX na América.

Kanaan é um dos três brasileiros a vencer a Indy 500, incluindo o tetracampeão Helio Castroneves e o bicampeão Emerson Fittipaldi. Kanaan, que completa 48 anos na véspera de Ano Novo, se tornaria o vencedor mais velho da história da Indy 500 com uma segunda vitória.

“Você não pode vencer a experiência”, disse Kanaan. “Olhe para a forma como abordei a corrida este ano. Você sabe, mais ou menos, como a corrida vai ser. Você sabe quando precisa ir. Isso não significa que você pode fazer isso acontecer”.

“É como qualquer coisa: gostaria de ter tido essa experiência há 15 anos. Mas não é assim que a vida funciona. Espero que o que fiz em toda a minha vida tenha sido manter-me em forma e afiado, para que, quando ficar mais velho e experiente, ainda possa usar isso”.

Fonte: NTT Indycar


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual
Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »