fbpx
News

Goiás deve alcançar recorde na produção de grãos

Compartilhar

Levantamento da Conab indica na safra 2022/2023, produção de 32,4 milhões de toneladas, 12,6% a mais do que no ciclo anterior. Pela primeira vez na série histórica, Goiás ultrapassa 30 milhões de toneladas no resultado.

A produção goiana de grãos deve atingir 32,4 milhões de toneladas no ciclo atual, um crescimento de 12,6% em comparação com o resultado da safra 2021/2022, segundo dados do 1º Levantamento da Safra de Grãos 2022/2023. O relatório foi divulgado nesta quinta-feira (06/10) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). É a primeira vez na série histórica da Conab que a estimativa de produção ultrapassa 30 milhões de toneladas em Goiás. Há projeção de alta também para a área plantada total e a produtividade média estadual: 3% e 9,4%, respectivamente.

Em números absolutos, a soja segue como principal produto da pauta agrícola goiana, com estimativa de 17,6 milhões de toneladas (+1,6% em relação ao ciclo anterior). O maior crescimento proporcional, no entanto, deve ser registrado no milho. A Conab estima que, na safra 22/23, a produção goiana do grão deve saltar 33,3% em relação à Safra 21/22, passando de 9,7 milhões de toneladas para 12,9 milhões de toneladas. O volume de milho na primeira safra deve ficar praticamente estável (+0,1%), enquanto que na safrinha tem previsão de alta de 41%.

“É um momento importante porque Goiás atinge um novo patamar de produção. Ultrapassar os 30 milhões de toneladas é um marco já bastante aguardado pelo setor e que, graças ao trabalho em parceria feito por produtores, entidades e governo, deve se concretizar no ciclo atual”, destaca o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça. Com o resultado, Goiás deve se posicionar como quarto maior produtor de grãos do País.

Ainda de acordo com a Conab, o Estado deve se manter como líder isolado na produção de sorgo e girassol. No caso do girassol, o Estado deve registrar um crescimento importante na produção, 71,6%, saindo de 21,8 mil toneladas para 37,4 mil toneladas. Já no caso do sorgo, a projeção é de aumento da produção em 6,8%, atingindo 1,1 milhão de toneladas. Na Safra 2022/2023 Goiás também deve registrar altas nas produções de algodão (0,7%), arroz (17,3%), feijão (3,7%) e trigo (4,4%).

Cana
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) também divulgou nesta quinta-feira (6/10) seu Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA). Os dados, anualizados, apontam que Goiás deve registrar expansão de 3,5% na produção de cana-de-açúcar em 2022, totalizando 75,1 milhões de toneladas. O Estado ainda deve fechar o ano colhendo bons resultados para uva (+30,0%), batata inglesa (+22,6%), laranja (+3,8%) e mandioca (+0,1%).

Fonte: Governo de Goiás


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »