fbpx
Esportes

Ouro e prata nos saltos fecham participação quase perfeita do hipismo brasileiro em Assunção 2022

Compartilhar

Das oito medalhas possíveis, o Brasil conquistou sete, além de vagas para as equipes em Santiago 2023.

Após o ouro por equipes, o Brasil conquistou mais duas medalhas na competição de hipismo saltos dos Jogos Sul-americanos 2022. Nesta terça-feira, dia 11, no Club Hípico Paraguayo, José Roberto Reynoso, montando Santiago Rosebud, ficou com o ouro, e Stephan Barcha, com Império Egípcio, levou a prata.

A final individual de saltos coroou uma campanha quase que perfeita do hipismo brasileiro em Assunção. Das oito medalhas possíveis no Adestramento e nos Saltos, o Brasil ficou com sete. Ouro por equipes nos dois torneios, pódio completo no adestramento individual e ouro e prata no individual de saltos. De quebra, conquistou também as vagas por equipes para os Jogos Pan-americanos Santiago 2023.

“Fechamos uma participação fantástica com chave de ouro com dois conjuntos que mostram mais uma vez que podem ser testados em níveis mais elevados. Conseguimos mostrar que seguimos trabalhando bem e forte para manter a hegemonia sul-americana”, disse Pedro Paulo Lacerda, chefe da equipe de saltos, celebrando as medalhas com conjuntos radicados no Brasil. “É importante mostrar que temos excelentes conjuntos no Brasil dando trabalho àqueles que estão na Europa”, completou Pedro.

José Roberto Reynoso foi campeão do individual. Foto: Wander Roberto/COB.

As voltas finais foram realizadas após dois dias de forte chuvas na capital paraguaia. Foi necessário um atraso de uma hora para que a pista passasse por reparos, o que deixou a disputa ainda mais emocionante. 

José Roberto Reynoso disputou a final na ponta com apenas 4 pontos perdidos, seguido do argentino Martin Dopazo, com 4.46, e de Stephan, com 6.52. Com o erro do argentino e o percurso perfeito dos dois conjuntos brasileiros, mais um ouro e uma prata para o Brasil.

 Cavaleiro experiente, com participação nos Jogos Olímpicos Londres 2012, José Roberto Reynoso valorizou a conquista sul-americana.

“Viemos com a missão de conseguir a vaga para a equipe para o Pan e de manter a hegemonia no continente. E conseguimos alcançar um resultado muito bom. Estou muito feliz com o meu resultado, que me dá ainda mais vontade de chegar aos Jogos Pan-americanos”, disse José Roberto.

O conjunto nacional, que volta ao Brasil com dois ouros, equipes e individual, foi formado há apenas três meses. “Por incrível que pareça o Santiago entrou na minha vida há muito pouco tempo. Sem dúvida nenhuma é agradecer a oportunidade de ter um cavalo como ele, com esse coração e vontade. Se Deus quiser ainda vamos ter muitas alegrias juntos”, completou o campeão.

Já o medalhista de prata Stephan Barcha, com participação nos Jogos Olímpicos Rio 2016, encerrou a prova indicando que seguirá o caminho da Europa, onde estão os principais conjuntos do mundo.

“Vou buscar a vaga para os Jogos Pan-americanos na Europa e trabalhar muito para o processo até Paris 2024”, disse Stephan. “A vitória hoje foi decidida no detalhe. O Zé foi muito bem e mereceu o ouro. Estou muito feliz com a prata”, completou o ginete.

Fonte: COB


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Translate »