fbpx
News

PIB goiano de 2022 deve apresentar maior crescimento dos últimos 10 anos

Compartilhar

Análise do Instituto Mauro Borges (IMB) indica crescimento de ao menos 1,2% no PIB do segundo semestre deste ano, o que deve levar o resultado anual para até 3,5%. Expectativa está ligada a bons resultados dos setores de indústria, serviços e agropecuária.

O Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás pode avançar até 3,5% em 2022 em comparação ao ano de 2021, de acordo com projeção do Instituto Mauro Borges de Estatística e Estudos Socioeconômicos (IMB), unidade de pesquisa do Governo de Goiás. O crescimento neste período deve ultrapassar a previsão de alta para o PIB nacional, estimada em 2,7% pelo Ministério da Economia. A análise é baseada em informações divulgadas pelo IBGE.

Os dados referentes ao primeiro semestre deste ano indicam crescimento de 4,9% na soma de bens e serviços produzidos em Goiás em relação ao mesmo período de 2021. Essa foi a maior alta registrada desde o início da série histórica, em 2012. No recorte específico do segundo trimestre, os segmentos de indústria e serviços tiveram alta superior a 5%. Já o PIB da agropecuária cresceu 1,8%.

“Essa projeção revela que as ações do governo estadual para estímulo à economia foram acertadas. Além disso, esse crescimento econômico vem acompanhado de melhoria no bem-estar da população, com patamares históricos de pessoas ocupadas. São mais de 190 mil empregos formais gerados desde 2020 e a menor taxa de desemprego em 8 anos”, avalia o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima.

Cenários

Mestre em Estatística e pesquisador do IMB, Alex Lima projetou diferentes cenários para o PIB em Goiás. Mesmo na perspectiva mais conservadora, que seria de crescimento nulo no segundo semestre deste ano, o bom desempenho registrado até agora já seria suficiente para garantir uma média anual de 2,6%. “Mesmo se a taxa for 0%, o que é improvável, vamos fechar o ano no positivo”, explica.

Caso haja um crescimento de 1,2% no segundo semestre, a média deve ser superior a 3,1% no ano, que será a maior taxa registrada desde 2013. Já no cenário mais otimista, que considera crescimento de 1,9% no segundo semestre, o especialista acredita em crescimento anual do PIB 2022 de 3,5%, bastante superior à projeção nacional. Os dados oficiais devem ser divulgados pelo IBGE no início de 2023.

Nacional

Em setembro, a equipe econômica do governo federal elevou a previsão oficial para o desempenho no PIB nacional em 2022 de 2% para 2,7%, segundo dados da Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia. Esse é o segundo aumento consecutivo do indicador. Segundo a SPE, a elevação é explicada “pelo resultado acima do projetado para a atividade econômica do segundo trimestre de 2022”.

Fonte: Secretaria Geral da Governadoria


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Translate »