fbpx
News

Entenda o que é a moda inclusiva e sua importância dentro da sociedade

Compartilhar

Proposta é oferecer roupas bonitas, confortáveis e adaptadas às necessidades de todos

De uma forma lenta e gradual, a moda vem sendo modificada para conseguir abrigar corpos que vão muito além dos padrões de beleza estabelecidos. Um exemplo disso é a maior presença de pessoas negras e com modelagens plus sizes nos desfiles mundo afora.

No entanto, essa expansão do universo estilístico ainda tem um longo caminho a percorrer, especialmente quando se trata da inclusão de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. A demanda por marcas inclusivas fez com que empresas tradicionais, como a Tommy Hilfiger, criassem uma linha exclusiva para esse público.

Isso porque, para além do mero vestir, as roupas e calçados também funcionam como uma espécie de reflexo da nossa personalidade, do nosso estilo e, principalmente, da nossa individualidade. Sendo assim, já não é possível pensar em moda sem considerar a inclusão de diferentes tipos e tamanhos de corpos.

O que é moda inclusiva?

Se fôssemos olhar de uma maneira mais genérica, a moda inclusiva seria aquela que consegue dispôr de roupas, acessórios e calçados para os mais diversos tipos de corpos. Pessoas altas, baixas, gordas, magras, de diferentes tipos de gênero, etc.

Nesse campo, devemos nos lembrar também das pessoas que têm algum tipo de deficiência física, motora ou intelectual. É o caso de pessoas com paraplegia, tetraplegia, que não têm um ou mais membros, que precisam de muleta para ajudar na locomoção, cegas e até mesmo pessoas com espectro autista.

Acontece que, por terem peculiaridades um tanto quanto específicas, essas e outras tantas pessoas com algum tipo de deficiência ou necessidade especial acabam sendo privadas de se vestirem como gostariam e, ao mesmo tempo, de forma confortável e independente.

A moda inclusiva, portanto, consegue oferecer a esse público peças que sejam pensadas em seus corpos, unindo, simultaneamente, características comuns a roupas e calçados “normais” como conforto, beleza, estilo e mobilidade.

A importância da moda inclusiva

Você nunca deve ter parado para pensar, mas existem peças que são extremamente difíceis de serem vestidas por pessoas com mobilidade reduzida. Ou ainda, que a maioria das roupas vendidas em lojas não tem o caimento ou medida adequada para uma pessoa que é cadeirante, por exemplo.

Pensar nessas e em outras questões que envolvem o ato de se vestir para pessoas com deficiência ou necessidades especiais é o foco da moda inclusiva, para além do mero vestir-se bem. Por isso, as empresas devem investir em pesquisas de mercado de modo a considerar outros tamanhos e comprimentos em suas peças.

Quem usa muletas, por exemplo, precisa de peças mais reforçadas na região das axilas e antebraços; pessoas cegas teriam a escolha das roupas nas lojas facilitadas com dispositivos de áudio-descrição; e indivíduos com dificuldade motora seriam beneficiados por botões magnéticos no lugar dos botões convencionais.

Essas e outras medidas fazem parte do que entendemos por moda inclusiva. É pensar no diferente, respeitando as suas necessidades e gostos, sem deixá-lo de fora. Essa, sim, é a importância da existência da moda inclusiva.

Exemplos de marcas inclusivas

Tommy Hilfiger

Uma das pioneiras no mercado de moda inclusiva, a norte-americana Tommy Hilfiger trouxe uma coleção específica para crianças com mobilidade reduzida e deficiência física em 2016. O sucesso foi tanto que a linha, chamada de Adaptive, hoje oferece peças tanto para o público infantil quanto para os adultos.

Target

A acessibilidade na Target apareceu voltada para crianças neurodiversas e com dificuldades de mobilidade, a exemplo dos autistas. As peças são fáceis de serem vestidas e os tecidos usados são bastante confortáveis. Posteriormente, a linha se estendeu para o público adulto. 

Equal

No mercado brasileiro, temos a Equal. Sua criadora, a estilista carioca Silvana Louro, tinha como objetivo inicial confeccionar peças para paratletas, por conta da dificuldade em achar peças adequadas aos seus corpos. Atualmente a marca conta com peças diversas, incluindo acessórios específicos para esse público.

Print Friendly, PDF & Email

Vanessa Fagundes

Assessora responsável pelo blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »