fbpx
Esportes

Simone analisa classificação da Seleção Feminina e projeta quartas

Compartilhar

Após goleada por 5 a 0 sobre Índia, Brasil se prepara para enfrentar Alemanha na próxima fase. Treinadora avalia primeira fase e pede foco máximo para decisão na Copa do Mundo Feminina sub-17 FIFA Índia.

Foi com uma campanha de duas vitórias e um empate que o Brasil garantiu a classificação para as quartas de final da Copa do Mundo Feminina sub-17 FIFA Índia. Na próxima fase, o adversário vai ser a Alemanha, jogo marcado para sexta-feira, na cidade de Mumbai, na Índia.

Após a vitória sobre a Índia por 5 a 0, na segunda-feira (17), a técnica Simone Jatobá avaliou o desempenho do time brasileiro na fase de grupos e projetou o confronto decisivo com as alemãs.

“A primeira fase foi uma fase de crescimento. Chegamos aqui zeradas e a cada jogo fomos aprendendo e crescendo em vários aspectos. A gente viu que o nosso setor defensivo está um pouco melhor que o ofensivo, que está crescendo a cada dia. O time estava um pouco travado nos outros jogos, então acredito que esse (último) jogo foi importante”, disse a treinadora.

Em três partidas, o Brasil marcou sete gols e sofreu um. O time fez os mesmos sete pontos dos Estados Unidos, mas ficou atrás no saldo de gols (11 a 6).

Contra a Índia, o destaque foi a atacante Aline. Com dois gols e uma assistência, a camisa 7 recebeu elogios de Simone Jatobá, que projeta um crescimento ainda maior para a atleta na fase eliminatória do Mundial.

“Ela chegou um pouco travada, mas foi se soltando aos poucos. Foi muito importante pra ela fazer dois gols. Jogou bem, está leve, está feliz. Isso é importante pra ela. E quem ganha com isso é o grupo, é a equipe toda”, avaliou.

Aline comemora gol em cima da Índia pela Copa do Mundo Feminina sub-17

Sobre a partida com a Alemanha, confronto marcado para sexta-feira (21), às 11h30 (horário de Brasília), Simone enalteceu o poder e a tradição do adversário, mas reforçou a confiança na equipe para seguir na competição.

“A Alemanha tem muita tradição no futebol feminino. É uma base em que eles investem muito, que eles apostam muito e fazem bem a transição. É uma equipe extremamente qualificada do outro lado, mas a gente vai estudar bastante para fazer uma excelente partida”, definiu a treinadora, que acredita que agora é o início de uma nova etapa.

“Com certeza (sobre ser uma nova etapa). Você sabe. Se você ganha, você continua. Se não ganha, você está fora. Então a gente precisa pensar realmente a cada jogo, a cada passo. Agora é o passo de vida ou morte. Não temos mais tempo mais pra aprender. Temos de dar a vida pra poder ter um bom resultado, que é a vitória para continuar, concluiu.

Fonte: CBF


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »