fbpx
Esportes

Brasileirão: São Paulo vence Coritiba em jogo atrasado e cola no G8

Compartilhar

Sem muitas dificuldades, o São Paulo bateu o Coritiba por 3 a 1, na noite desta quinta-feira (20), no jogo atrasado da 29ª rodada do Brasileirão. Dentro do Morumbi, o time de Rogério Ceni construiu, de forma tranquila, o resultado, que deixou o time na cola do G8 da competição. Calleri, duas vezes, e Luciano, anotaram para o São Paulo. Enquanto Matheus Cadorini descontou para o Coritiba. Com o resultado, o São Paulo manteve a 10ª colocação, agora com 44 pontos, a um ponto do América-MG, oitavo colocado. Já o Coritiba, continua em 15º lugar, com 34 pontos, ainda ameaçado pelo rebaixamento. 

Precisando vencer, o São Paulo não perdeu tempo e já estava à frente do Coritiba com dois minutos de jogo. Na primeira subida ao ataque, em bela triangulação, Rodrigo Nestor saiu sozinho e da entrada da área finalizou. A bola desviou em Calleri e enganou o goleiro Gabriel. O Coritiba quase empatou no lance seguinte, em chute de Boschilia, que passou rente à trave direita. 

Com o gol no início, o São Paulo ficou confortável na partida. Calleri teve a chance de marcar o segundo, quando saiu frente a frente com o gol, mas parou numa belíssima defesa de Gabriel. Ousado, Luciano tentou de bicicleta. Antes, Pablo Maia, de fora da área, beliscou a trave esquerda do Coritiba. Após a pressão, o ritmo da partida foi caindo aos poucos. O São Paulo já não acelerava mais as jogadas e, quando chegava, não conseguia uma finalização certeira. A melhor chance foi de Reinaldo, que mandou por cima da meta adversária.

Já no final da partida, aos trancos e barrancos, Luciano chegou a balançar as redes, num típico “gol de churrasco”, onde após o bate rebate, o atacante finalizou na trave e na volta acabou batendo em Natanael e entrando. Porém, o VAR apontou impedimento do atacante no início da jogada. Mantendo a vitória parcial do São Paulo, por 1 a 0.

No segundo tempo, o Coritiba voltou com uma postura mais agressiva. Logo aos dois minutos, Adrián Martínez cabeceou, obrigando Felipe Alves a espalmar. Aos poucos o São Paulo foi neutralizando o ímpeto inicial do adversário. Tendo outro gol anulado de Luciano, por impedimento. Com o controle do jogo nas mãos, o São Paulo ampliou aos 17, quando Calleri testou firme para marcar o seu segundo gol na partida. Na lateral esquerda, Patrick fez uma linda jogada individual, dando uma caneta em Matheus Alexandre e cruzou na medida para o centroavante mandar para as redes.

Desnorteado, o Coritba já não fazia mais pressão no São Paulo, que saia com extrema facilidade. Nestor recebeu passe em profundidade, fintou Castán, mas finalizou em cima do goleiro. No lance seguinte, depois de dois gols anulados, Luciano enfim conseguiu deixar sua marca no Morumbi. Em outra jogada pelo lado esquerdo, Wellington avançou em velocidade, entrou na área e deixou o atacante, desta vez em posição legal, na cara do gol para finalizar, aos 26 minutos. 

Com o placar de 3 a 0, o São Paulo tirou o pé e viu Matheus Cadorini diminuir o marcador para o Coritiba. Régis ergueu a falta dentro da área e o atacante, na marca do pênalti, cabeceou no canto, sem chances para Felipe Alves. O gol animou os visitantes, que passaram a assustar, ocupando o campo de ataque, quase diminuíram com Cadorini em chute de fora da área. Por fim, tudo não passou de um susto e o São Paulo, que sustentou o placar de 3 a 1 até o apito final.

Quites com a tabela, os times voltam a campo no final de semana, pela 33ª rodada. O São Paulo viaja a Caxias do Sul (RS), onde encara o Juventude, às 16h00 do domingo, no Estádio Alfredo Jacconi. Mais tarde, às 18h00, o Coritiba recebe o Internacional no Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Fonte: Federação Paulista de Futebol


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »