fbpx
News

Uma a cada oito mulheres no Paquistão têm câncer de mama, afirma especialista

Compartilhar

Um seminário sobre conscientização sobre o câncer de mama foi realizado na Dow University of Health Sciences, em Carachi, a cidade mais populosa do Paquistão, no qual os especialistas em saúde afirmaram que, a cada minuto do mundo, uma mulher perde a vida devido ao câncer de mama, enquanto uma em oito mulheres no Paquistão sofre dessa doença mortal.

Essa taxa, disseram eles, só pode ser reduzida através da consciência. Eles também observaram que a taxa de câncer de mama é mais alta na Ásia. O câncer de mama é atualmente a segunda causa de morte por câncer no mundo, mas pode ser curado se for diagnosticado precocemente. 

O principal convidado do seminário foi o professor Nusrat Shah, vice-chanceler adjunto da Dow University, além do professor Saba Sohail, diretor do Dow Medical College, e o ex-superintendente do  Hospital Civil Karach Dr. Ruth KM Pfau.

Ao discursar no seminário como convidado especial, o Prof. Nusrat Shah disse que outubro é na verdade um mês de guerra contra o câncer de mama, mas a arma dessa guerra é o conhecimento, podemos vencer essa guerra espalhando a conscientização, afirmou ele.

De acordo com sua visão a prevenção do câncer de mama não é uma guerra somente de mulheres, os homens têm também devem atuar no combate a doença mortal. No Paquistão, um país profundamente tradicional, os homens são os maiores tomadores de decisão, controlando grande parte da vida das mulheres que os cercam.

Ele também disse que é possível tratar a enfermidade na fase inicial e usou sua própria irmã como exemplo, que graças ao diagnostico e tratamento precoce salvou sua vida.

Nusrat Shah disse que o auto-diagnóstico é o primeiro passo. Além disso, ele apelou aos médicos para que desempenhem seu papel na erradicação da timidez e vergonha sobre o câncer entre as mulheres. Devido a esse tabu na sociedade paquistanesa até mesmo algumas famílias educadas evitam o auto-exame e a realização de mamografias.

O Dr. Asghar Ali Asghar, do Hospital Kiran, disse que enquanto 4,5 milhões de pessoas morreram devido ao Covid-19, mas um 1 de pessoas morrem de câncer em um ano. 

Os dados são alarmantes. A segunda maior causa de morte é o câncer de mama, mas no Paquistão, o câncer de mama é a terceira principal causa, ficando atrás apenas das doenças infecciosas. Em primeiro lugar como causa de morte no país estão as doenças cardíacas. 

O câncer de mama está aumentando no Paquistão e, em 2040, as estimativas são que a taxa dobrará e até mesmo triplicará.

Além do auto-exame existem certas medidas que podem ser usadas para reduzir a taxa de câncer de mama. As mulheres podem reduzir o risco da doença em 4% amamentando seus filhos por 12 meses. A prática de exercícios físicos, incluindo caminhadas também são recomendadas. Evitar carne processada e alimentos industrializados, consumir vegetais, frutas, cálcio e vitamina D regularmente, pode proteger as mulheres contra o câncer de mama, finalizou Ali Asghar.

Com informações de Minute Mirror News

Print Friendly, PDF & Email

Fernanda da Silva Flores

Fernanda da Silva Flores é graduada em História pela UNOPAR (2018) e possuí pós-graduação em Gestão e Organização da Escola com Ênfase em Supervisão Escolar (2019) também pela UNOPAR. Fundou o site Rainhas na História em setembro de 2016. Reside em Itajaí, Santa Catarina, Brasil.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »