fbpx
News

Embrapa licencia produtores de sementes e mudas de cupuaçu

Compartilhar

A Embrapa Amazônia Oriental abriu edital para selecionar produtores de sementes e mudas de cupuaçu que tenham interesse em comercializar os materiais desenvolvidos pela instituição. A BRS Carimbó e o Kit Clonal Cupuaçu 5.0 são resultados do programa de melhoramento genético do cupuaçuzeiro da Embrapa de Belém e têm como principais características a alta produtividade de frutos e mais resistência à vassoura-de-bruxa, que é a principal doença dessa planta na região. 

Os produtores interessados devem estar inscritos no Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem), do Ministério da Agricultura, e vão ter a licença para gerir os campos de produção, multiplicar e comercializar as sementes, ponteiras e mudas dos cupuaçus com a marca “Tecnologia Embrapa”. O processo de licenciamento envolve o desenvolvimento contínuo das tecnologias envolvidas no edital, ou seja, ao estabelecer um contrato de cooperação com a Embrapa, o produtor será também “um braço” da pesquisa no campo para que os ativos tecnológicos estejam em constante aprimoramento. Os licenciados serão orientados pela equipe técnica da instituição.

O edital pode ser acessado neste link. Os produtores interessados em participar do certame devem enviar mensagem única (e-mail) ao endereço eletrônico cpatu.chtt@embrapa.br até às 17h do dia 14 de novembro de 2022.

BRS Carimbó

A cultivar de cupuaçuzeiro BRS Carimbó foi lançada em 2012 pela Embrapa Amazônia Oriental para suprir uma demanda por sementes melhoradas dessa fruteira nativa da Amazônia e melhorar a produtividade e sanidade dos cultivos. Entre as principais características dessa cultivar destacam-se a dupla aptidão, tanto para polpa quanto para semente; maior produtividade chegando a 11 toneladas de frutos por hectare e maior resistência à vassoura-de-bruxa.

Cupuaçu 5.0 – kit de clones de cupuaçuzeiro

O kit clonal Cupuaçu 5.0 foi lançado em maio deste ano (2022) e é composto pelas cultivares de cupuaçuzeiro BRS Careca, BRS Fartura, BRS Duquesa, BRS Curinga e BRS Golias. Plantadas simultaneamente, possuem em comum alta produtividade de frutos e boa resistência à vassoura de bruxa, visando tornar o cultivo do cupuaçu mais rentável e sustentável.  Em comparação com as cultivares existentes no mercado, as novas cultivares apresentam ampla vantagem em termos de produtividade, tanto de frutos, quanto de polpa e amêndoas, podendo chegar a 14 toneladas por hectare.

Fonte: Embrapa


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Translate »