fbpx
Mundo Militar

Primeiro Foguete produzido 100% no Brasil é lançado do Centro de Lançamento de Alcântara

Compartilhar
O feito inédito faz parte da Operação Santa Branca e ocorreu nesse domingo (23/10), no Maranhão.

23 de outubro! Dia do Aviador e Dia da Força Aérea Brasileira (FAB). Neste ano, a data tornou-se ainda mais significativa! O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) realizou o lançamento do veículo suborbital VSB-30, a partir da Plataforma Suborbital de Microgravidade (PSM), que foi desenvolvida pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). O projeto faz parte da Operação Santa Branca.

Com produção brasileira e carga útil 100% nacional, o VSB-30 é um foguete da família sonda, que possuiu estágios à propulsão sólida, estabilizado rotacionalmente e com capacidade de transportar cargas de até 400 kg, em altitudes na faixa de 270 km. Neste lançamento, o foguete levou a bordo o experimento científico “Forno Multiusuários”, desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Estiveram presentes no evento, o Ministro da Ciência e Tecnologia e Inovação, Paulo Alvim, que veio acompanhado por sua comitiva composta de Diretores, Secretários e Chefes de gabinetes do ministério. Além disso, presenciaram o lançamento, o Presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Coronel Engenheiro Carlos Augusto Teixeira de Moura.

“Primeiramente, temos que comemorar o sucesso da Operação Santa Branca. É motivo de orgulho vermos a competência dos profissionais brasileiros, que não desistiram do sonho de realizar lançamentos aqui no CLA. O VSB-30 é um foguete brasileiro e, isso será o início de um ciclo de muitas conquistas que, com certeza, virão”, disse o Ministro Paulo Alvim.

Lançamento VSB-30

O lançamento do foguete ocorreu às 14h20 e atingiu o apogeu com 4 minutos e 1 segundo, já com altitude de 227 km, totalizando um voo de 7 minutos e 44 segundos. A carga útil caiu a 185 quilômetros da costa e militares FAB especializados neste tipo de missão, a bordo de helicópteros, fizeram o resgate da carga.

“A Operação Santa Branca se concretizou com sucesso. Houve uma grande preparação com as equipes do Instituto de Aeronáutica e Espaço e da Empresa ORBITAL, que fizeram a PSM, um experimento que estamos em processo de homologação. Foram meses de preparação para esse momento e, para nós do CLA, é uma sensação de dever cumprido. Agora temos todos os dados necessários para apresentar às empresas lançadoras”, relatou o Diretor do CLA, Coronel Engenheiro Fernando Benitez Leal. 

Segurança da Operação

A fim de garantir o total sucesso da Operação Santa Branca, diversas medidas de segurança foram tomadas. Para a população que mora na região do CLA, a FAB emitiu comunicados alertando toda a população. Além disso, pescadores e ribeirinhos foram orientados quanto a pesca no local. O mesmo cuidado foi feito com relação ao espaço aéreo, que estava bloqueado para voos na região.

De acordo com o Tenente-Coronel Engenheiro Rogério Moreira Cazo, a segurança é o item fundamental para o sucesso da operação. Na questão orgânica, o Grupo de Segurança e Defesa (GSD) fez toda a escolta do foguete até chegar à área de integração do veículo. “Fizemos toda vigilância de área, com o controle de acesso e de imagens. Fizemos um trabalho perimetral com a colocação de barreiras que pudessem garantir a total segurança de todas as pessoas”, explicou o Oficial. 

Já com relação à segurança do lançamento, o cuidado foi criterioso, principalmente pelo fato de, aproximadamente, 95% da carga ser composta por combustível. Nessa questão, o Tenente-Coronel Moreira relatou que o foguete do Programa Espacial Brasileiro trabalha com combustível sólido, assim, para evitar incidentes, foram realizados testes de descargas eletrostáticas e o isolamento total da aérea de lançamento. “Fizemos o monitoramento de todas as questões possíveis que poderiam ocorrer e eliminamos todas elas. Além disso, nos resguardamos para que qualquer situação fosse resolvida e sanada. Com todos esses cuidados, atingimos o nosso objetivo e a missão foi um sucesso”, concluiu. 

Operação Santa Branca

A Operação Santa Branca consiste no lançamento de foguete VSB-30, que possuía módulo de carga útil com Modelo de Qualificação da Plataforma Suborbital de Microgravidade (MQ-PSM). Com tal qualificação, a PSM será utilizada para a realização de experimentos em ambiente de microgravidade.

Com o sucesso da Operação, o Brasil poderá explorar esse tipo de lançamento para os interessados na pesquisa científica e no desenvolvimento de tecnologias.

Para saber mais sobre o CLA e o lançamento do VSB-30, clique aqui. 

Fonte: Agência Força Aérea


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Translate »