fbpx
Saúde

Por que e como fazer lavagem nasal em bebê?

Compartilhar

Aprender como fazer a lavagem nasal em bebê é vital para ajudar a criança a se alimentar ou dormir melhor quando o nariz está congestionado. 

Foi-se o tempo em que essa tática era traumática para as crianças. Agora, existem diversas soluções que ajudam a melhorar a qualidade de vida do pequeno, sem complicações. 

Neste artigo, você descobrirá como descongestionar nariz de criança, uma técnica essencial para facilitar a eliminação de sujeiras e para combater a coriza, manifestação frequente nas infecções respiratórias. 

O seu bebê está com nariz entupido e não consegue dormir? 

Então, continue com a leitura e aprenda as melhores dicas para desentupir o nariz do bebê. 

Quais são os benefícios da lavagem nasal em bebês?

Os principais benefícios da lavagem nasal em bebê são:

  • prevenção de infecções respiratórias;
  • limpeza e umidificação da mucosa;
  • eliminação do excesso de muco;
  • facilitação de absorção de medicamentos tópicos;
  • remoção de partículas de sujeiras ou alérgenos que ficam na mucosa;
  • redução da tosse associada à coriza. ¹ ²

Agora que você já conhece a importância dessa técnica, confira a seguir algumas dicas para desentupir o nariz do bebê. 

Quando devo fazer uma lavagem nasal na criança?

Antes de mais nada, é importante saber que a lavagem nasal não deve ser feita a qualquer momento. 

Ela é recomendada apenas nos períodos em que a criança está com o nariz entupido. Geralmente, o congestionamento nasal infantil ocorre devido a várias causas:¹

  • alterações climáticas;
  • clima frio e seco;
  • gripe;
  • sinusite;
  • rinite;
  • resfriado;
  • alergias.

Se você suspeitar de qualquer uma dessas doenças nas crianças, agende uma consulta com o pediatra do seu filho. 

Para se ter uma ideia, essa manifestação é tão comum entre as crianças que, em um ano no Brasil, 26,7% dos pequenos entre 6 e 7 anos de idade apresentaram esse sintoma, mesmo sem estarem resfriados. ³

O congestionamento no nariz também ocorre com frequência porque as infecções respiratórias atingem os pequenos de 8 a 12 vezes anualmente, especialmente aqueles que frequentam creches e escolas em áreas urbanas. 

Por isso, quando a criança estiver com algum desses sintomas e apresentar dificuldades para respirar, incentive o pequeno a fazer atividades físicas e crie um ambiente agradável para ele dormir melhor.  

Você também pode aplicar a lavagem nasal. Ela é útil porque o congestionamento modifica o fluxo de ar pelas vias aéreas, a frequência, ritmo e profundidade respiratória, bem como provoca desconforto ao se alimentar. 

Aumentam os casos de doenças respiratórias em crianças

Em Minas Gerais, no Hospital Infantil João Paulo II, entre janeiro e abril de 2022, cresceu o número de crianças com manifestações de doenças respiratórias, cerca de 145% em comparação ao mesmo período do ano anterior.4

O infectologista Renato Kfouri, presidente do setor de imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria, explica que o outono é uma das estações que mais ocorrem quadros de doenças respiratórias nos pequenos. Porém, em 2022, outros fatores contribuíram para esse aumento.4

“O afastamento, o uso de máscara, a não frequência a escolas, fez com que houvesse um represamento da circulação desses vírus. E aquelas crianças nascidas de 2019 para cá – nunca expostas a vírus, a contato com baixas taxas de contaminação -, agora, com o retorno às atividades, com a volta às aulas, estão se infectando com muita frequência. Poucas vezes nós vimos um outono com tantas doenças respiratórias como desta vez”, explica.4

Daniela Otoni, pediatra infectologista do hospital, explica com mais detalhes como funcionam os atendimentos. 

“O nosso sistema de saúde já está bem sobrecarregado, o pronto-atendimento com muita fila. Então, a gente evita trazer os quadros leves. A grande maioria das crianças vai ter uma síndrome gripal. Então, tosse, coriza, espirro, febre baixa, não é motivo para vir ao pronto-atendimento.4

Caso a gente tenha alguns sinais de alarme, aí sim é recomendável avaliação presencial. São eles: febre persistente por mais de cinco dias, esforço respiratório, prostração ou sonolência excessiva, recusa de líquidos e de via oral são sinais que a gente prender mais atenção”, destaca em entrevista ao G1.4

Os números mostram ainda mais o quanto é importante aprender como descongestionar nariz de criança. 

Porém, antes de fazer qualquer procedimento com a criança, reforçamos a importância de consultar o pediatra para que ele indique os melhores remédios para nariz entupido infantil. 

Como fazer uma lavagem nasal em bebês? 

Engana-se quem pensa que aprender como fazer lavagem nasal em bebê seja um processo complicado. Pelo contrário, os passos são simples e podem ser feitos em sua própria casa. Confira:¹ 

  1. Aplique uma solução salina no nariz da criança. O líquido recomendado é o soro fisiológico de 0,9%;
  2. Remova o excesso das secreções do nariz da criança. Use uma haste de algodão como apoio;
  3. Coloque o soro em temperatura ambiente em uma seringa ou chaleira nasal (netit pot);
  4. Conduza a ponta do dispositivo na entrada da narina;
  5. Posicione a cabeça da criança levemente inclinada para frente;
  6. Tenha calma na hora de despejar o soro para que saia pela outra cavidade nasal.

A limpeza deve ser feita, pelo menos, duas vezes por dia, pela manhã e pela noite, caso o seu filho vive com o nariz entupido. No inverno, período em que ocorrem mais infecções, o processo pode ser repetido mais vezes. 

Apesar de todos os benefícios que uma lavagem com soro pode trazer para a criança, ela pode se incomodar com os dispositivos de irrigação nasal utilizados, como o neti pot.

Neste momento, é importante compreender que, em muitos casos, não se trata de uma ‘birra’ da criança. Por isso, busque um spray nasal seguro, uma técnica de mais fácil manuseio!

Conheça o Blusoro Jet

O Blusoro Jet é um spray nasal em formato jet, feito à base de cloreto de sódio 0,9%, que auxilia o descongestionamento do nariz, a fluidificação da secreção, não possui conservantes e o melhor de tudo: é simples e prático de usar.

O segredo do uso facilitado é o seu bico anatômico, feito especialmente para bebês e crianças. Ele permite a aplicação em qualquer posição, graças à sua tecnologia 360º. Ele também possui um jato suave e contínuo, o que favorece o procedimento nos pequenos sem machucá-los. 

Saiba todos os detalhes em nosso site  

Blusoro. cloreto de sódio. Indicações: fluidificante e descongestionante nasal. MEDICAMENTO DE NOTIFICAÇÃO SIMPLIFICADA RDC ANVISA Nº 199/2006 AFE nº 1.07817-7. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Agosto/2022

Referências consultadas

1. Bizzotto CHLD, Fonseca CRB, Departamento de Pediatria Ambulatorial. Limpeza nasal: como fazer? Recomendações: Atualização de Condutas em Pediatria. 2020;91:3-5.Disponível em: https://www.spsp.org.br/site/asp/recomendacoes/Rec91_PedAmbulatorial.pdf . Acesso em: agosto, 2022.

2. Motta EHG, Moreira GA. Higienização nasal e o sono do bebê e da criança. Recomendações – Atualização de Condutas em Pediatria. Maio, 2016;74: 3-7. Disponível em: https://www.spsp.org.br/site/asp/recomendacoes/Rec_74_Sono.pdf . Acesso em: agosto, 2022.

3. Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervico-Facial e Sociedade Brasileira de Pediatria. IV Consenso Brasileiro Sobre Rinites. 2017. Disponível em: https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/Consenso_Rinite_9_-27-11-2017_Final.pdf . Acesso em: agosto, 2022.

4. G1. Aumentam os casos de doenças respiratórias, principalmente entre crianças. Disponível em: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2022/05/20/aumentam-os-casos-de-doencas-respiratorias-principalmente-entre-criancas.ghtml. Acesso em: outubro, 2021.

5. Folheto do produto Blusoro Jet

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »