fbpx
News

Embrapa Amapá instala mapa de áreas úmidas no Bioparque de Macapá

Compartilhar

O painel resulta do Projeto Olhos D’Água e ficará em exposição permanente. 

O Bioparque da Amazônia, localizado em área urbana de Macapá (AP), vai ganhar mais um atrativo. Na manhã desta quarta-feira, 16/11, a Embrapa Amapá fará a entrega do mapa das ressacas da Bacia Hidrográfica do Igarapé da Fortaleza, como parte do “Projeto Olhos d’água”, executado em parceria com o Instituto Estadual de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (Iepa) e recursos de emenda parlamentar do ex-senador João Alberto Capiberibe (PSB/AP). 

O painel ficará instalado de forma permanente na área do ecótono e será integrado à Trilha dos Guarda-Parques. A programação do evento inclui apresentação de alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Lúcia Neves Deniur (bairro Brasil Novo) que farão uma apresentação em libras, da música “Pérola Azulada”, dos compositores Zé Miguel e Joãozinho Gomes, como parte do programa Embrapa & Escola.   

Ressaca é um termo regional utilizado para nomear as áreas úmidas de características complexas, um ecossistema frágil de grande importância ambiental, inundadas periodicamente por influência do ciclo das chuvas e das marés, por meio de uma rede de canais e igarapés. O ecótono, ponto do Bioparque onde ficará exposto o mapa das ressacas, refere-se ao espaço onde ocorre o encontro entre ecossistemas formados por floresta de terra firme, cerrado e áreas úmidas (ressacas). Historicamente a população do Amapá, sobretudo das zonas costeiras de Macapá e Santana, mantém uma relação de proximidade com as ressacas, seja em recreação nos balneários ou atividades econômicas e culturais. Nos últimos 30 anos as ressacas também vêm sendo degradadas pela ocupação irregular para moradias em palafitas.   

Os visitantes do Bioparque de Macapá poderão visualizar no mapa o traçado de localização das 16 ressacas que sofrem influência somente do ciclo das chuvas; e das 6 ressacas que são inundadas conforme o ciclo das águas das chuvas e das marés. Toda a área que compreende o Bioparque, por exemplo, está localizada na Ressaca Tacacá. Outros dados mostram que a Bacia do Igarapé da Fortaleza possui 169,40 km² – mesmo sendo uma das menores bacias do Amapá, abriga as duas maiores cidades do estado, que são a capital Macapá e a vizinha Santana – com 55,36 km² de áreas úmidas (ressacas) e nada menos que 30 olhos d’água. Para elaborar o mapa, a Embrapa utilizou dados do Zoneamento Econômico Ecológico Urbano das Áreas de Ressaca Macapá e Santana/2012; Projeto Base Cartográfica; Digital Contínua do Amapá/2016; dados do IBGE, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e do DNIT.    

O projeto original “Olhos d’Água – Gestão Ambiental com participação social para a valorização dos serviços ambientais e belezas cênicas da bacia do Igarapé da Fortaleza”, foi idealizado para propor ferramentas de planejamento ambiental urbano, políticas de incentivo e restauração dos ecossistemas florestais e aquáticos e de compensação pelos serviços ambientais nas áreas de preservação permanente. Também tem a finalidade de gerar subsídios técnicos para a gestão da bacia hidrográfica do Igarapé da Fortaleza e formação de seu Comitê de Bacias; e subsídios técnicos para os Planos de Manejos das Unidades de Conservação localizadas nesta bacia hidrográfica.

 Na fase de preparação para a entrega do mapa, os Guardas-Parques do Bioparque receberam capacitação sobre a importância das áreas de ressaca como “ar condicionado natural” e “filtro” de água a serviço da qualidade de vida e bem-estar da população. Na ocasião, pesquisadores do IEPA apresentaram dados sobre sistemas de áreas úmidas campestres, a importância de conhecer e cuidar das árvores e outras plantas que fornecem sombra, embelezam a paisagem e fornecem alimentos, a fauna registrada neste ambiente, e informações sobre a importância das abelhas, besouros e outros insetos para a qualidade ambiental do lugar onde vivemos.               

PROGRAMAÇÃO

 9 horas – Apresentação sobre o Projeto Olhos d’Água.  

– Apresentação da Música “Pérola Azulada”, em libras, pelos alunos do 4 º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Lucia Neves Deniur. Esta atividade faz parte do Programa Embrapa & Escola.

– Cantor e compositor Zé Miguel vai apresentar a música inédita “Olhos d´agua”.  

– Descerramento do painel com o mapa das ressacas da bacia do Igarapé da Fortaleza.

Fonte: Embrapa


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »