fbpx
News

Embrapa inaugura laboratório de produção de Bioinsumos em Santo Antônio de Goiás

Compartilhar

A Embrapa Arroz e Feijão iniciará, em 22 de novembro, os trabalhos do Laboratório Multiusuário para Pesquisa e Desenvolvimento de Bioinsumos (BioFabLab), um novo ambiente na Unidade, que servirá para interação com os seus diversos parceiros (públicos e privados) na construção de soluções biotecnológicas para a Agricultura. O evento terá início às 10h, com a participação de Tiago Freitas de Mendonça, secretário de Agricultura do Estado de Goiás, de Cleber Oliveira Soares, secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do MAPA, além de outras autoridades da área e integrantes da Embrapa.

O BioFabLab foi idealizado pela Embrapa e tornou-se realidade por meio da parceria com a SoluBio, empresa de biotecnologia com 20 anos de experiência no agronegócio, uma das mais modernas fábricas de Bioinsumos da América Latina e equipe científica que passa de 30 PhDs. Existe uma série de trabalhos que já vêm sendo realizados dentro da Embrapa Arroz e Feijão com microrganismos (fungos, vírus e bactérias), estudando formas de aproveitá-los em benefício das lavouras.

Alguns já foram identificados, percebendo-se que são capazes de atuar no crescimento das plantas, na resistência a pragas e doenças, na diminuição do uso de fertilizantes e na tolerância ao déficit hídrico. As atividades desse novo laboratório pretendem promover maior precisão e eficácia dessas tecnologias, visando à sua inserção no mercado para solucionar demandas do produtor rural.

O nome dado ao Laboratório faz menção ao Programa Fab Lab, surgido na última década nos EUA, que desenvolveu ambientes com equipamentos de ponta, abertos, livres e criativos adotados pelas mais diversas áreas de trabalho (fabricantes, artistas, cientistas, engenheiros, educadores, estudantes, etc.), em especial, por aqueles profissionais sem vínculo com empresas formais.

A informalidade não será característica do BioFabLab, mas a troca de experiências entre os diversos parceiros atores da área, em busca dos melhores resultados, sim. Nesse primeiro momento, as atividades de pesquisa estarão relacionadas à produção dos Bioinsumos, o seu controle de qualidade e a gestão da qualidade do processo. Entretanto, devido à sua estrutura, futuramente será possível receber pequenos grupos para treinamentos específicos.

O centro de pesquisa da Embrapa em arroz e feijão desenvolve estudos sobre bioinsumos há mais de duas décadas, com grande impulso nos últimos dez anos. A atuação vai desde a prospecção, isolamento, caracterização e identificação do microrganismo à aplicação, desenvolvimento de processo de produção e validação do uso a campo. Está previsto, para breve, o lançamento de produtos codesenvolvidos em parcerias com empresas privadas.

A estrutura física do BioFabLab estará preparada para o escalonamento do processo de produção e desenvolvimento de insumos biológicos, podendo produzir desde pequenos volumes (100 ml) em frascos agitados, até volumes maiores (5 L) em biorreator de bancada ou em grande escala (220 L) em uma biofábrica. Os produtos alcançados neste espaço serão dedicados a projetos de pesquisa da Embrapa e seus parceiros. Entretanto, esse trabalho deverá aumentar a velocidade da chegada desses novos insumos biológicos até o produtor.
Acesse: PORTFÓLIO com os principais microrganismos selecionados e caracterizados pela Embrapa Arroz e Feijão.

O BioFabLab está ligado ao Laboratório de Microbiologia Agrícola da Unidade e sua gestão é realizada pelo Grupo de Pesquisa em Proteção de Plantas e Microrganismos Multifuncionais da Embrapa Arroz e Feijão. Esta ação se inclui no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nº 15 da ONU, (Vida Terrestre: proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da Terra e deter a perda da biodiversidade). 

Fonte: Embrapa


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »